ANÁLISE: Asus Fonepad 7

ANÁLISE: Asus Fonepad 7

O Fonepad 7 é o que vem sendo chamado de foblet: um tablet que faz ligações ou, se preferir, um smartphone do tamanho de um tablet. Ele possui tela de 7 polegadas e pode ficar meio estranho levá-lo até a orelha durante uma chamada. Por isso, o recomendável é utilizar o aparelho com fones bluetooth.

Equipado com um processador dual-core Intel Atom Z2560 de 1.6GHz, 1GB de RAM e câmeras medianas, o tablet não é exatamente um dispositivo para hard users, mas traz um bom desempenho, recursos de software bem interessantes e um gerenciamento de multitarefa que não decepciona. Em relação ao preço, ele custa menos que um tablet e smartphone juntos: R$999,00.

Comparativo



Asus Fonepad 7
LG G Pad 8.3
iPad mini Retina
Processador
Intel Atom Z2560 Dual-core de 1.6GHz
Qualcomm Snapdragon 600 quad-core 1.7GHz
Apple A7 dual-core de 1.3GHz
GPU
PowerVR SGX544MP2
Adreno 320

PowerVR G6430
Armazenamento

8/16/32GB (interna) + microSD

16GB (interna)  + até 32GB (microSD)
16/32/64/128GB (interna)
Memória RAM
1GB
2GB
1GB
Sistema operacional
Android 4.3 (Jelly Bean)
Android 4.2
iOS7
Câmeras

Traseira 5MP / Frontal 1.2MP

Traseira 5MP / Frontal 1.2MP
Traseira 5MP / Frontal 1.2MP
Tela
LED IPS 7.0' (1280x800)
FullHD IPS LCD 8.3” (1920x1200)
LED IPS 7.9' (2048x1536)
Dimensões
196.8 x 120 x 10,55 mm
216,8 x 126,5 x 8,3 mm
200 x 134,7 x 7,5 mm
Peso
328g
355g
331g
Bateria
Li-polymer 15Wh

Li-ion 4600mAh
Li-Po 23.8Wh
Preço (28/02/14)
R$999,00
R$1.099,00
R$1.499,00

Design e Tela
O Fonepad 7 possui as bordas espessas que geram um ponto positivo (ajuda o usuário a conseguir segurá-lo com apenas uma mão, sem tapar a área útil da tela) e um ponto negativo (ocupa uma área que poderia ser melhor aproveitada pela tela, tanto nas laterais quanto nas partes superior e inferior). Pesando 328g e medindo 10,5mm de espessura, o foblet é extremamente confortável de usar.

O design é minimalista e simples: a parte dianteira exibe apenas o alto-falante nas partes superior e inferior e a câmera frontal. Só há botões na lateral direita: o controle de volume e o desligar, ambos na mesma cor cinza escuro da parte traseira do tablet. Ao contrário do primeiro Fonepad, a traseira não é de alumínio e sim de plástico, o que ajudou na redução de 12g no peso. Porém, assim como na versão anterior, ela continua escorregadia. Discrição é o forte do tablet na estética.

Corrigindo um problema da versão anterior, agora o compartimento para o SIM está na lateral esquerda e não é necessário tirar a tampa traseira para colocar o cartão. A entrada para o cartão micro-SD também está mais acessível, logo abaixo dos botões de volume.

Assim como o primeiro Fonepad e o Memo Pad HD 7, o Fonepad 7 também possui tela com a resolução de 1280x800 pixels, o que dá uma densidade de 216ppi. Ela é boa, mas não chega a impressionar. Com tecnologia LCD IPS, ela não tem proteção Gorilla Glass, o que exige cuidados redobrados.

Para personalizar ou aprimorar a experiência, a Asus oferece pré-instalado o aplicativo Splendid para fazer alguns ajustes. É possível alterar a temperatura de cor, a matiz e a saturação. Os resultados podem ser visualizados em tempo real e a qualquer momento você pode retornar para a configuração padrão.

Se, por um lado, o display não impressiona pela tecnologia e pela resolução, por outro a resposta aos comandos é excelente. Os dedos deslizam facilmente, sem aquela pegada escorregadia demais, algo que era comum de se ver em tablets Android e vem sendo corrigido. O display responde super bem, com reação imediata aos toques.



Câmeras e multimídia
A parte multimídia não é um grande destaque do Fonepad 7. A câmera traseira possui 5 megapixels e seu desempenho é inferior ao de outros aparelhos com a mesma resolução de câmera, como é o caso do Lumia 520. As fotos ficam granuladas mesmo em condições ideais de luz. Em relação ao primeiro fonepad, já que a câmera também é um pouco melhor, as fotos ganharam um pouco mais de contraste. Mesmo assim, continuam borradas e meio decepcionantes.


Fotos tiradas com o Fonepad 7

A gravação de vídeos também não impressiona. O tablet é capaz de gravar em HD (720p), mas a uma taxa de frames bem baixa. A qualidade da imagem até que não é tão ruim, mas a movimentação fica bem esquisita, pouco fluída.

Já na reprodução de vídeos, o Fonepad 7 não desagrada. Ele foi capaz de rodar vídeos em FullHD (1080p) sem grandes problemas, em vários formatos de arquivo. O único problema é a resolução da tela, para quem é mais exigente.

A câmera frontal continua a mesma do Fonepad anterior. Ela já havia sido elogiada em nossa análise e ainda é melhor que algumas câmeras frontais presentes em smartphones intermediários. Com 1,2 megapixel, a imagem sai nítida, com cores fiéis e um bom nível de contraste, mas também com ruídos.


Selfie do Mario e Luigi

O aparelho tem ótimos alto-falantes e ainda uma espécie de equalizador simples, o AudioWizard. Nele, você configura rapidamente perfis diferentes de áudio: música, filme, gravação, jogos e fala. Outro recurso exclusivo bem legal que torna o produto da Asus bastante interessante. Isso sem contar a tecnologia SonicMaster, que proporciona um áudio mais preciso e cristalino.

Funcionalidades e desempenho
Com certeza, a melhor funcionalidade do Fonepad 7 é o gerenciamento de aplicações e multi-tarefa, algo que ainda falta em boa parte dos tablets Android e no iPad. Basta tocar no último botão virtual à esquerda para ver uma lista de aplicativos que podem ser abertos simultaneamente, em janelas que, inclusive, podem ser redimensionadas. Entre eles, estão cronômetro, dicionário, reprodutor de vídeos e navegador, apenas para citar alguns.

Você pode, por exemplo, deixar carregando ou rodando um vídeo no Youtube enquanto acessa qualquer site. Ou acessar as redes sociais enquanto visualiza um vídeo em uma janela que você pode posicionar onde quiser. É possível abrir vários deles ao mesmo tempo também: é só arrumar espaço para todos. E rapidamente você pode alternar entre os apps, é só tocar na janela “inativa”. É praticamente como estar em um ambiente Windows.

Além disso, o Fonepad 7 traz alguns outros recursos bem legais instalados, como o Story, que ajuda o usuário a criar um álbum de fotografia em alguns segundos e o Studio, que é um editor de imagens com alguns efeitos para melhorar um pouquinho as fotos tiradas pelo foblet.

O hardware do Fonepad aguenta tudo isso muito bem e o processador dá conta do recado. Dificilmente você irá perceber lentidão, mesmo se rodar vários apps na multitarefa. Surpreendentemente, ele também esquenta muito pouco, mesmo quando rodamos os benchmarks. Por falar em benchmarks, o desempenho do Fonepad 7 em relação a outros aparelhos você confere nos gráficos abaixo. Já que é um tablet intermediário, a performance dele não fica entre as melhores.


O Android que não é muito bem customizado pela Asus. Este tablet possui a versão 4.3 Jelly Bean e ela é apresentada meio desleixada, com pequenas alterações. Já que tem a intenção é funcionar também como um smartphone, faz falta aquela luzinha de notificações padrão de modelos Android.

Em relação à bateria, uma carga completa dura uns três dias em uso frequente e até uma semana de uso moderado.

Conclusão
O Fonepad 7 cumpre bem as funções de um tablet intermediário. É uma boa opção para navegar na internet, assistir a vídeos, utilizar aplicações e algumas ferramentas leves de produtividade. Ele faz até ligação, mesmo que essa utilidade ainda seja um pouco duvidosa por não ser prática e exigir que seu chip SIM fique em um tablet. Só não vai sentir incomodo quem sempre carregá-lo na mochila, bolsa, ou tiver os bolsos da calça ou paletó muito largos.

Contar com a câmera é decepção na certa. As fotos saem borradas, com ruídos e pouco contraste. Há smartphones com câmeras semelhantes que conseguem um resultado melhor. Ela quebra apenas um galho. A tela é outro contra. Quem não é exigente e nunca mexeu em um tablet com tela Full HD pode ficar satisfeito com a qualidade oferecida pelo Fonepad 7. Agora, quem já viu o poder de uma tela com 1920 x qualquer coisa, vai se desapontar um pouquinho.

Considerando que se trata de um produto dois em um, o preço é bem atraente. Está mais em conta que muitos smartphones e tablets por aí (R$999,00).


PRÓS
Excelente autonomia da bateria
Bom gerenciamento de multi-tarefa
Sem travamentos e lentidão
Suíte de aplicativos da Asus
Boa relação custo-benefício
CONTRAS
Câmera de baixa qualidade
Design não atraente
Tela com baixa resolução
Android meio desleixado
Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.