ANÁLISE: BitFenix Phenom Micro-ATX

ANÁLISE: BitFenix Phenom Micro-ATX

No inicio de 2013 publicamos a anÁlise do Prodigy, belo gabinete da BitFenix destinado a quem pretende montar um sistema um pouco mais compacto do que formatos tradicionais, sem deixar de lado o estilo.

Hoje vamos analisar o Phenom Micro-ATX, ou somente "Phenom M", modelo com tamanho semelhante ao Prodigy e mesmo ao "Phenom" tradicional, mas que se diferencia pelo projeto interno com suporte a placas-mãe Micro-ATX, além de Mini-ITX, consideravelmente menores, oferecendo ao usuÁrio algumas possibilidades extras como mais slots PCI-Express, seja para mais de uma placa de vídeo ou outra placa dedicada.

Em cenÁrio internacional o Phenom Micro-ATX esta custando cerca de  U$ 100, seja na cor branca ou preta, as duas disponíveis. No Brasil ele custa cerca de R$ 380 em pagamento a vista na WAZ, representando da BitFenix no Brasil. O modelo que estamos analisando, é o da imagem abaixo, na cor branca.

Tecnologias
Entre os principais destaques do gabinete, temos:

Compatibilidade Micro-ATX
O Phenom Micro-ATX traz 5 slots de expansão, e pode acomodar placas-mãe micro-ATX, permitindo configurações com 2 placas de vídeo, via SLI ou Crossfire. O gabinete suporta até 5 HDDs de 3.5 polegadas ou 6 SSDs de 2.5 polegadas.

Proposta de ser flexível
Segundo a fabricante, o aparelho tem a proposta de oferecer flexibilidade no seu interior. Com isso, é possível instalar duas GPUs com até 320mm de comprimento, ou optar por um combo de uma única placa de vídeo junto de um pequeno radiador de water cooling de 240 mm. Se o usuÁrio escolher por resfriamento a ar, é possível montar coolers de CPU de até 160 mm.

- Continua após a publicidade -

Auxílios de montagem
O Phenom Micro-ATX promete ser um gabinete fÁcil de montar. Ele traz arruelas anti-vibração, que ajudam a diminuir o ruído do movimento dos discos rígidos, enquanto zonas dedicadas ao gerenciamento de cabos melhoram a organização da parte interna. As entradas de ar são filtradas para impedir a entrada da poeira, e hÁ uma espécie de "escudo" contra o calor, que impede que o ar que saiu da parte da fonte entre novamente no gabinete.

Especificações
Abaixo as especificações do gabinete.

- Materiais:   Aço, Plastico, SofTouch
- Cores (Int/Ext):   Preto/Preto, Branco/Branco
- Dimensões (LxAxP):   250 x 330 x 374mm
- Tamanho de placas-mãe suportados:   Micro-ATX, Mini-ITX
- Baias para drivers 3.5":   x 5 (4 + 1 usando adaptador incluso)
- Baias para drivers 2.5":   x 5 (2 + 2 + 1 usando adaptador incluso)
- FAN Superior:   120mm x 2 (opcional)
- FAN Inferior:   120mm x 2 (1 incluso) ou 200mm x 1(opcional) ou 230mm x 1 (opcional)
- FAN traseiro:   120mm x 1 (incluso) ou 140mm x 1 (opcional)
- Slots PCI:   x 5
- Portas I/O:   USB 3.0 x 2, HD Audio
- Fonte de energia (PSU):  PS2 ATX (inferior, multiplas direções)
- Tratamento de superficie SofTouch, "escudo" térmico magnético

Para mais detalhes sobre as especificações do gabinete, clique aqui.

Fotos
Abaixo algumas fotos do gabinete, na cor branca, tanto externa como interna. Como jÁ destacamos, além da cor branca o Phenom M possui um modelo na cor preta.

- Continua após a publicidade -

Nas fotos abaixo, temos lado a lado o Prodigy e o Phenom M, ambos modelos da BitFenix, que seguem o mesmo padrão de qualidade e acabamento. Uma importante diferença entre os dois, é que o Prodigy aceita apenas placas-mãe formato Mini-ITX, jÁ o Phenom M aceita também o formato Micro-ATX, consideravelmente maior.

{break::Instalação}Para a instalação usamos uma plataforma Intel LGA 1150 com a placa-mãe Asus Z87M-Plus e processador Core i7 4770K com cooler BOX, além de uma placa de vídeo GeForce GTX 760 modelo referência da NVIDIA. A fonte de energia foi um modelo de alta capacidade visto que o gabinete traz suporte a mais de uma placa de vídeo, dessa forma testamos um modelo com comprimento maior do que modelos de baixa capacidade.

- Continua após a publicidade -

O processo de instalação não é dos mais rÁpidos, apesar de ser um projeto bem interessante mudando alguns conceitos que se tornaram padrão de mercado para esse tipo de produto.

A BitFenix teve que personalizar as formas como alguns componentes são instalados para dar ao usuÁrio a possibilidade de montar um sistema de alto desempenho, isso quer dizer que adaptadores foram criados para a instalação de alguns componentes dentro do Phenom M, como essa "base" da foto abaixo destinada aos drives 2.5 inch, que deve ser removida para a montagem do sistema, sendo fixada novamente na parte final do processo.

A instalação da placa-mãe é tranquila, especialmente porque foi adicionado um parafuso com encaixe interno para o "buraco" de um dos parafusos na mainboard. Isso é um detalhe que faz bastante diferença na hora de pender a placa-mãe ao gabinete, jÁ adotado por vÁrios fabricantes. O adaptador para fixar os parafusos na placa-mãe também acompanha os acessórios, e foi desenvolvido para ser utilizado junto a uma chave de fenda/philips.

Placa-mãe instalada, como vemos abaixo, possibilitando a instalação de duas placas de vídeo formato dual-slot, e ainda assim teremos no caso dessa placa-mãe utilizado um slot PCI-Express 4x disponível.

A fonte de energia ganhou um projeto especial quanto a sua instalação interna, sendo necessÁrio algumas modificações para suportar modelos de alta capacidade, em sua grande maioria com tamanho maior. Em nosso caso utilizamos uma XFX Pro 1000W modular, mas mantemos quase todos seus cabos para ver como ficaria a organização interna.

Nas fotos abaixo podemos ver que o tamanho dela, 19cm sem os cabos, é o limite para esse gabinete. Mas ficou claro também que o tamanho ideal não deveria superior 18cm ou até mesmo 17cm de comprimento, visto que vai gerar limitação quanto ao comprimento da placa de vídeo.

Abaixo temos o sistema instalado com a placa de vídeo GeForce GTX 760 modelo referência da Nvidia. Reparem que sobrou alguns poucos centímetros entre o final da placa e a fonte de energia. Um modelo de desempenho superior como a GTX 770 jÁ não poderia ser instalada nesse slot PCI-Express. Para contornar essa situação, o ideal seria uma fonte menor.

Abaixo uma foto jÁ com a base dos drives 2.5 inch fixada novamente em seu lugar, com o sistema montado. A outra foto é da parte superior, onde pode ser preso um liquid cooler com radiador duplo, mais um dos diferenciais do Phenom M, importante para aqueles que pretendem montar um sistema de alto desempenho.

Gabinete prontinho e sistema 100% montado.

{break::Testes}Fizemos alguns testes de temperatura com o gabinete analisado montado com uma placa-mãe Asus Z87M-PLUS e processador Intel Core i7 4770K com cooler BOX, mais a placa de vídeo GeForce GTX 760 referência da NVIDIA.

Os testes consistem em medir a temperatura mÁxima do CPU e da placa de vídeo em modo ocioso e rodando algumas aplicações.

Também fizemos testes overclokando o processador para 4.4GHz e a placa de vídeo para 1100MHz.

Confiram abaixo os testes:

Temperatura CPU
Começamos pelos testes de temperatura do CPU, sendo que as temperaturas foram medidas com o sistema em modo ocioso e rodando o wPrime.

IDLE
O modo IDLE, ou ocioso, consiste em testar a temperatura do sistema quando o mesmo não estÁ executando nada além do Windows aberto, esperando alguma ação do usuÁrio.

wPrime
Por fim, o teste com o wPrime estressa o CPU e todos seus cores, sendo um bom teste para ver como fica a temperatura do processador em uma situação extrema. 

Temperatura da Placa de vídeo
Também fizemos testes de temperatura com uma GTX 760 referência, que possui 25,5 cm de comprimento. Vale destacar que o gabinete suporta placas de alto desempenho com tamanho bem superiores ao modelo testado, com até 32cm. Para referência, GTX Titan/780 Ti e R9 290X possuem 28cm.

IDLE
Primeiro o teste em modo ocioso, com o sistema em espera.

3DMark
Por fim rodando o 3DMark, teste que exige bastante da placa de vídeo.

{break::Conclusão}

A BitFenix é uma empresa conhecida mundialmente que apenas no passado foi representada no Brasil. No inicio de 2013 publicamos a anÁlise do Prodigy, gabinete com estilo bastante diferenciado, destinado a quem pretende montar um sistema um pouco mais compacto, apesar de seu tamanho não ser dos menores. O Phenom M tem uma proposta parecida, ser uma opção compacta diante do padrão do mercado, mas diferente do Prodigy, traz suporte a placas-mãe formato Micro-ATX e a 5 slots PCI, dessa forma é possível adicionar múltiplas placas de vídeo ao sistema, ou mesmo alguma outra placa dedicada, impossível quando falamos de um sistema baseado em uma placa-mãe Mini-ITX, jÁ que ela possui apenas um slot PCI-Express.

Seu acabamento é de primeira qualidade, com projeto interno bastante interessante, porque apesar de ser compacto, traz suporte a hardwares de alto desempenho. É possível instalar um liquid cooler com radiador duplo, coolers com até 160mm de altura, placas de vídeo de até 320mm(desde que a fonte de energia não ultrapasse 170mm), e por fim fontes de energia de até 190mm, apesar do indicado ser um pouco menor para não afetar as vgas mais compridas como destacamos.

Também é possível instalar uma série de drives, sendo uma excelente opção mesmo pÁra usuÁrios entusiastas. Atualmente jÁ temos no mercado modelos de mainboards baseadas em socket LGA 2011 no formato Micro-ATX, possibilitando montar mÁquinas de altíssimo desempenho.

Portas USB 3.0 e de Áudio/microfone na parte lateral frontal complementam seu conceito de produto destinado ao público entusiasta.

O comportamento interno da temperatura foi bom, não da para comparar com a temperatura de uma bancada em algumas situações, mas no caso da placa de vídeo por exemplo, não tivemos nenhuma mudança, o que é excelente. 

A instalação não é das mais praticas devido seu tamanho compacto e projeto interno diferente do padrão, mas para trazer suporte a hardwares de alto desempenho e manter o tamanho compacto, mudanças e conceitos internos tiveram que ser modificados, como a posição da fonte de energia e instalação dos drives formato 2.5 inch. Mas apesar desses detalhes, ele não é complicado em nada, apenas demanda um pouco mais de tempo na montagem do sistema.

Fora do Brasil ele estÁ custando U$100 dólares, por aqui, a WAZ, que representa a BitFenix no Brasil, estÁ cobrando R$385 à vista no modelo preto, um pouco acima do que achamos o ideal, que seria cerca de R$300, mas diferente do que estamos acostumado a ver, valor abaixo do dobro cobrado lÁ fora.

PRÓS
Suporte a placas-mãe Micro-ATX e menores
Ótimo acabamento e componentes
Dois FANs inclusos
Suporte a 5 slots de placas PCI-Express (depende da disponibilidade da placa-mãe)
Conexões USB 3.0 na parte lateral, com adaptador retro-compatível
Suporte a fontes de energia (PSU) de até 18cm
Suporte a placas de vídeo de até 32cm
Suporte a liquid cooler slim com radiador de até 240mm e air cooler com altura de até 160mm
CONTRAS
Instalação de componentes demorada devido a necessidade de peças adaptadas para alguns componentes, como drives de armazenamento 2.5 inch
Espaço interno limitado dependendo da quantidade de componentes instalados
Não suporta drives de CD/DVD/Blu-Ray formato 5.25 inch
Assuntos
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.