ANÁLISE: ASUS Xtion Motion Sensor

ANÁLISE: ASUS Xtion Motion Sensor

O Xtion consiste em um sensor de movimento exclusivo para PCs e notebooks com sistema operacional Windows 7. É o Kinect wannabe da Asus, digamos assim. O aparelho permite usar gestos e toques em jogos baseados em movimentos e promete, também, a reprodução de filmes e músicas, visualização de galerias de fotos e acesso a navegadores web e aplicativos como o Facebook, YouTube e Picasa através do software do aparelho. Mas serÁ que ele cumpre o que promete de forma eficiente? Vejamos...

Depois de instalar o software do aparelho que vem em um CD, é necessÁrio calibrar o Xtion. E aí temos o primeiro problema. Para isso, o usuÁrio precisa ficar em pé. Se a intenção é utilizar o aparelho só para games, tudo bem. Mas jÁ que ele pretende ser também um sensor para navegação, não é comum que as pessoas fiquem em pé para isso. E ao utilizar sentado do sofÁ, por exemplo, depois de calibrar, ele te lembra que você estÁ fora do ponto de calibragem, prejudicando a utilização.

Feita a sincronia, ao abrir o software do Xtion a resposta ao movimento não é tão ruim. O usuÁrio precisa passar por aquela curva de aprendizagem, pra pegar os macetes e se acertar com o sensor, mas depois não hÁ grandes problemas em relação à navegação dentro do software. Alguns movimentos não são respondidos com eficiência, mas a maioria, sim. Se comparado com o Kinect do Xbox, o Xtion deixa a desejar. A sensibilidade do sensor de movimento da Microsoft é mais precisa, assim como a calibragem e reconhecimento.

Com o sensor da Asus, o usuÁrio pode controlar também o cursor do mouse. Com a mão direita ele direciona a seta e com a esquerda faz os cliques. E nessa função o Xtion peca. A navegação não é precisa nas rolagens e em algumas outras funcionalidades. Para desativar essa função e poder utilizar o mouse, é necessÁrio abrir os braços em 45º ao lado do seu corpo.

Com o aparelho é possível também acessar os aplicativos do Picasa, Flickr, YouTube e Facebook. Para isso, é preciso, antes, logar na sua conta nas configurações do software clicando com o botão direito em cima do ícone do Xtion na barra dos programas em execução. Tivemos um problema com o YouTube. Ele não cumpre o que promete, que é reproduzir vídeos. Alguma falha no software disponibilizado faz com uma mensagem de "vídeo não suportado" apareça. Isso aconteceu com todos os vídeos que testamos pelo app.

A função mais bem vinda do sensor, sem dúvida, é a utilização para jogos. Com o Xtion, a Asus mandou três títulos: o Beat Booster, o Dance Wall e o Maya Fitness. Com exceção do Maya Fitness - que é um daqueles joguinhos de exercícios bem chatos -, a resposta ao movimento do jogador foi bem precisa. O mínimo movimento movia, por exemplo, a nave durante a corrida no Beat Booster.

O Xtion é compatível também com outros games para PC como Street Fighter IV, Need For Speed: Hot Pursuit, Angry Birds e Fruit Ninja. Apanhamos um pouco para conseguir rodar o Street Fighter e fazer com que os movimentos fossem reconhecidos pelo jogo. Os manuais não explicam e o software do sensor não é nada intuitivo nesse sentido.

- Continua após a publicidade -

Para que você entenda melhor como funciona e possa tirar suas próprias conclusões sobre o Xtion, no vídeo abaixo nós mostramos os principais recursos do sensor e como ele responde ao movimento.

Como dissemos no vídeo, o Xtion Motion Sensor chegou ao Brasil em junho custando R$599,00. O preço é altíssimo para a qualidade mediana e a falta de apelo do produto. Abaixo, as especificações técnicas do produto.


PRÓS
Compatível com alguns jogos jÁ existentes para PC
Boa resposta aos comandos nos jogos
Vem com três CDs de games
Design discreto e simples. Acabamento de qualidade
CONTRAS
Ruim para navegação
VÁrias falhas em pontos específicos, atrapalhando a usabilidade
Calibragem ruim
Ajuste da angulação do sensor deve ser feita manualmente
Preço elevado
Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.