ANÁLISE: GIGABYTE GA-Z77X-UP7

ANÁLISE: GIGABYTE GA-Z77X-UP7

Recebemos da Gigabyte a placa-mãe GA-Z77X-UP7, modelo que é considerado por muitos o melhor do mundo para quem pretende overclockar o sistema em uma plataforma Intel LGA 1155, em especial com os processadores Ivy Bridge (Core i3/i5/i7 de terceira geração).

A Gigabyte desenvolveu um "hotsite" específico para esse modelo, para conferir clique aqui.

A placa-mãe tem uma série de destaques, com foco total em overclock. Além de tecnologias jÁ conhecidas em outros produtos, o que chama mais atenção são seus 32 controladores de fases pro CPU, que prometem gerar maior estabilidade em situações extremas de overclock do processador. Outra característica interessante aos interessados em overclockar o sistema estÁ na possibilidade de ligar 7 FANs direto na placa.

Ela ainda vem com selo Ultra Durable 5, que garante componentes da mais alta qualidade gerando maior durabilidade e estabilidade ao sistema. Tem suporte a Wifi e Bluetooth, botões de liga, reset e overclock direto no PCB da placa. Ainda traz suporte a 4 placas de vídeo Crossfire ou SLI. 

Seu custo médio estÁ na casa de US$399,00 atualmente, bastante alto por trazer muito atrativos e um projeto altamente diferenciado.


{break::O que é uma placa-mãe}A placa-mãe é o componente central de todo computador (e alguns outros dispositivos eletrônicos, como smartphones e tablets). Ela fornece as conexões elétricas através das quais os outros componentes se comunicam, unificando-os em um só sistema. É na placa-mãe que são ligados elementos chave como processador, placas de vídeo dedicadas e memórias. Além disso, modelos modernos oferecem suporte integrado a Áudio, controlador grÁfico (dispensando a existência de uma placa de vídeo para a funcionalidade bÁsica de um monitor), controlador de rede, USB 2.0 (com os 3.0 se tornando mais comuns) e algumas outras coisas.

- Continua após a publicidade -

Atualmente, podemos dizer que as placas-mãe são diferenciadas entre si por três características base: soquete, chipset e tamanho. O soquete é a "peça" feita para o encaixe e instalação do processador, que funciona como o cérebro de um computador. Os diferentes modelos de processadores exigem diferentes tipos de soquetes, e geralmente só funcionam com aqueles feito especificamente para eles. O chipset é o conjunto de circuitos integrados (chips) instalado na placa e também funciona apenas com determinadas famílias de processadores. Por controlar a comunicação entre processador e demais aparelhos externos, detém um papel crucial na performance do sistema, além das tecnologias disponíveis. O tamanho é a característica com menor importância, mas que define elementos fundamentais como suporte a múltiplas placas de vídeo. Além disso, pode impossibilitar a instalação em alguns gabinetes, no caso de placas maiores.

Por se tratar de uma peça tão central e que envolve tanta troca de energia constante, as placas-mãe modernas apresentam encaixe para cooler sobre o processador e fornecedores de energia para fans adicionais, além de poder contar com dissipadores de calor integrados à sua própria estrutura. Algumas placas também contam com sensores de temperatura para detectar o calor, possibilitando o controle da velocidade dos fans através da BIOS (um sistema de controle bÁsico do sistema).

{break::Chipset Intel série 7}

Como normalmente ocorre, o lançamento de uma nova geração de processadores representa a chegada de uma nova linha de chipsets. Seja pela necessidade de uma nova pinagem, sejam pelas novas tecnologias embarcadas na CPU. E com o Ivy Bridge não é diferente.

Apesar de ser retro compatível com as atuais placas mães LGA-1155 (via atualização de BIOS/Firmware), a Intel disponibilizou um novo chipset – série 7, de forma a suportar algumas de suas novidades, como é caso do PCI Express 3.0, do USB 3.0 e do Smart Response Technology.

- Continua após a publicidade -

Ao todo são 6 modelos de chipsets: Z77, Z75, H77, Q77, Q75 e B75. De forma simples, enquanto que as 3 primeiras linhas são voltados para os usuÁrios domésticos, as 3 restantes são especialmente desenhadas para o mercado corporativo.

Em relação às opções domésticas, se antes a linha H se diferenciava da Z pelo fato da primeira trazer saída para o vídeo integrado, o mesmo jÁ não vale para a atual série 7, uma vez que ambas contam com o suporte ao IGP do IVB. Assim, a diferença estÁ no suporte ao overclock.

As placas mães da linha Z foram projetadas para tirar todo o potencial de OC dos novos processadores – em especial as CPUs com sufixo K. JÁ nas Hs, o overclock não é permitido.


HÁ ainda outra diferenciação entre os chipsets. São os numerais 75 e 77. Assim, todas as placas mães equipadas com um chipset com número 77 indica que esta traz suporte para o recurso Smart Response Technology (SRT), que em outras palavras, utiliza um SSD como caching para acelerar o desempenho do sistema. Atualmente apenas as mobos com o chipset Z68 suportam tal recurso.

A nova linha Intel série 7 possui um total de 14 portas USB, sendo 4 do padrão 3.0. Por sua vez, a CPU por si só suporta o PCI Express 3.0 de 16 linhas, nas seguintes configurações: 1x16, 2x8 ou 1x8 + 2x4. Vale mencionar que a configuração x4 de um PCIe 3.0 equivale a largura de banda de um PCIe 2.0 x8, desde, claro, que a placa em questão consiga tirar proveito do PCI Express 3.0.

Ao suportar a geração 3 do PCIe, a Intel dobra a taxa de transferência em relação ao PCIe Gen 2 (passando de 16GB/s para 32GB/s – nas placas acessórias, o ganho saiu de 500MB/s para 1GB/s por pista/linha), evitando assim qualquer possibilidade de gargalo no trÁfego dos dados. Trata-se de algo fundamental para as recém-lançadas Radeons 7000 e GeForces da série 600. Em relação as memórias, os chipsets da série 7 – assim como o próprio Ivy Bridge, é do tipo dual channel, ou seja, suportam DDR3 aos pares.

Conforme jÁ abordado no tópico sobre a arquitetura do IVB, a controladora estÁ mais flexível, suportando DDR3L (para portÁteis) em 1.35V e DDR3 em 1.5V.

- Continua após a publicidade -

No campo da melhoria na perda de corrente, o IVB dÁ um passo adiante, ao permitir o desligamento por completo da interface DDR3, nos casos em que não hÁ qualquer memória externa utilizada.

Em relação às frequências de operação, a Intel ampliou consideravelmente o poder de overclock, permitindo assim DDR3 em até 2800Mhz (contra 2133Mhz no SNB).

Se tratando do consumo de energia e dissipação térmica, por possuir um TDP mÁximo de 77W (50W a menos do que a versão top da linha Sandy Bridge-E e 18W a menos do que o Core i7 2600K/2700K, as complexidades nos projetos de alimentação (VRM) podem estar com os dias contados. Assim, deverÁ sair de cena placas mães com 24 fases de VRM, resultando assim no fim da necessidade de se encaixar dois conectores de 8 pinos de 12V à mobo. Talvez as soluções mais robustas baseadas no Ivy Bridge necessitem de um conector de 4 pinos de 12V.


Tecnologia Intel Smart Response
Velocidade SSD com capacidade de HD

A Tecnologia Intel Smart Response melhora a performance geral do sistema, usando um rÁpido SSD (mínimo necessÁrio disponível de 18.6 GB) instalado como uma cache para dados frequentemente acessados. Os principais benefícios incluem menores tempos de carregamento e espera e consumo de energia mais baixo através da eliminação do giro desnecessÁrio do hard drive. Esta tecnologia combina a performance SSD com a capacidade de um disco rígido, operando até seis vezes mais rÁpido que um sistema que só trabalha com hard drives.

Tecnologia Intel Smart Connect
Auto aplicação de atualização. Menos tempo de espera

Seu computador pode receber atualizações da web com novos conteúdos para aplicativos selecionados até mesmo quando o sistema estÁ em sleep mode. Isto significa menos tempo esperando que aplicativos atualizem e sincronizem com a nuvem, levando a uma experiência de computação mais efetiva.

Tecnologia Intel Rapid Start
Ativação instantânea da mÁquina no Sleep Mode

Permite que seu computador volte à atividade em segundos quando em sleep mode. Economizando sua memória de sistema para o SSD designado, esta tecnologia fornece ao seu computador um tempo de resposta mais rÁpido, mantendo baixo o consumo de energia.

{break::Especificações}Abaixo todas as especificações da mainboard retiradas do site oficial, mas antes uma imagem detalhando algumas partes da placa:

CPU   
- Support for Intel Core i7 processors/Intel Core i5 processors/ Intel Core i3 processors/Intel Pentium processors/Intel Celeron processors in the LGA1155 package
- L3 cache varies with CPU

Chipset  
Intel Z77 Express Chipset

Memória  
4 x 1.5V DDR3 DIMM sockets supporting up to 32 GB of system memory
    * Due to Windows 32-bit operating system limitation, when more than 4 GB of physical memory is installed, the actual memory size displayed will be less than 4 GB.
- Dual channel memory architecture
- Support for DDR3 2400+ (OC)/1600/1333/1066 MHz memory modules
- Support for non-ECC memory modules
- Support for Extreme Memory Profile (XMP) memory modules

GrÁficos Onboard  
Integrated Graphics Processor:
- 1 x D-Sub port
- 1 x DVI-D port, supporting a maximum resolution of 1920x1200
    * The DVI-D port does not support D-Sub connection by adapter.
- 1 x HDMI port, supporting a maximum resolution of 1920x1200
- 1 x DisplayPort, supporting a maximum resolution of 2560x1600

Áudio
- Realtek ALC898 codec
- High Definition Audio
- 2/4/5.1/7.1-channel
- Support for S/PDIF In
- Support for S/PDIF Out

LAN
- 1 x Atheros GbE LAN chip (10/100/1000 Mbit) (LAN1)
- 1 x Intel GbE LAN chip (10/100/1000 Mbit) (LAN2)

Slots de Expansão
- 3 x PCI Express x16 slot, running at x16 (PCIEX16_1~3)
    * For optimum performance, if only one PCI Express graphics card is to be installed, be sure to install it in the PCIEX16_2 slot.
- 2 x PCI Express x16 slots, running at x8 (PCIEX8_1~2)
* The PCIEX8_1 slot shares bandwidth with the PCIEX16_1 slot and the PCIEX8_2 slot with PCIEX16_3. The PCIEX16_1/PCIEX16_3 slot will operate at up to x8 mode when the PCIEX8_1/PCIEX8_2 is populated.

(The PCIEX16 and PCIEX8 slots conform to PCI Express 3.0 standard.)
* Whether PCI Express 3.0 is supported depends on CPU and graphics card compatibility.
* The PCIEX16_2 slot will become unavailable when an expansion card is installed in the orange PCI Express x16 slot.

- 2 x PCI Express x1 slots
(All PCI Express x1 slots conform to PCI Express 2.0 standard.)

Tecnologia Multi-Graphics    

- Support for 4-Way/3-Way/2-Way AMD CrossFireX/NVIDIA SLI technology

Interface de Armazenamento  

Chipset:
- 2 x SATA 6Gb/s connectors (SATA3 0~1) supporting up to 2 SATA 6Gb/s devices
- 4 x SATA 3Gb/s connectors (SATA2 2~5) supporting up to 4 SATA 3Gb/s devices
- 1 x mSATA connector
    * The SATA2 5 connector will become unavailable when the mSATA connector is installed with a solid state drive.
- Support for RAID 0, RAID 1, RAID 5, and RAID 10
    * When a RAID set is built across the SATA 6Gb/s and SATA 3Gb/s channels, the system performance of the RAID set may vary depending on the devices being connected.

Marvell 88SE9172 chip:
2 x Marvell 88SE9172 chips:
- 4 x SATA 6Gb/s connectors (GSATA3 6~9) supporting up to 4 SATA 6Gb/s devices
- Support for RAID 0 and RAID 1

USB
Chipset:
- 4 USB 3.0/2.0 ports (2 ports on the back panel, 2 ports available through the internal USB header)
- 4 USB 2.0/1.1 ports (available through the internal USB headers)

Chipset + 2 VIA VL810 Hubs:
- 4 USB 3.0/2.0 ports on the back panel

* Due to a Windows 7 limitation, please connect your USB device(s) to the Intel controlled USB port(s) (located below the PS/2 keyboard/mouse port) before the VIA USB 3.0 controller driver is installed.

Etron EJ168 chip:
- 2 USB 3.0/2.0 ports (available through the internal USB header)

Conectores Internos I/O    
- 1 x 24-pin ATX main power connector
- 2 x 8-pin ATX 12V power connectors
- 1 x PCIe power connector
- 6 x SATA 6Gb/s connectors
- 4 x SATA 3Gb/s connectors
- 1 x mSATA connector
- 1 x CPU fan header
- 6 x system fan headers
- 1 x front panel header
- 1 x front panel audio header
- 1 x S/PDIF Out header
- 1 x S/PDIF In header
- 2 x USB 3.0/2.0 headers
- 2 x USB 2.0/1.1 headers
- 1 x serial port header
- 1 x Clear CMOS jumper
- 1 x power button
- 1 x reset button
- 1 x Clear CMOS button
- 1 x Gear button
- 1 x CPU BCLK Down button
- 1 x CPU BCLK Up button
- 1 x CPU Ratio Down button
- 1 x CPU Ratio Up button
- 1 x onboard voltage measurement module
- 2 x BIOS switchs
- 1 x LN2 switch

Conectores Painel Traseiro   
- 1 x PS/2 keyboard/mouse port
- 1 x D-Sub port
- 1 x DVI-D port
- 1 x optical S/PDIF Out connector
- 1 x HDMI port
- 1 x DisplayPort
- 6 x USB 3.0/2.0 ports
- 2 x RJ-45 ports
- 6 x audio jacks (Center/Subwoofer Speaker Out/Rear Speaker Out/Side Speaker Out/Line In/Line Out/Microphone)

Controlador I/O   
- iTE I/O Controller Chip

Monitoramento H/W 
- System voltage detection
- CPU/System temperature detection
- CPU/System fan speed detection
- CPU overheating warning
- CPU/System fan fail warning
- CPU/System fan speed control
    * Whether the CPU/system fan speed control function is supported will depend on the CPU/system cooler you install.

BIOS
- 2 x 64 Mbit flash
- Use of licensed AMI EFI BIOS
- Support for DualBIOS™
- PnP 1.0a, DMI 2.0, SM BIOS 2.6, ACPI 2.0a

Características Exclusivas   

- Support for @BIOS
- Support for Q-Flash
- Support for Xpress Install
- Support for Xpress Recovery2
- Support for EasyTune
    * Available functions in EasyTune may differ by motherboard model.
- Support for eXtreme Hard Drive (X.H.D)
- Support for Auto Green
- Support for ON/OFF Charge
- Support for Q-Share
- Support for 3D Power
- Support for EZ Setup

Pacote de Software
- Norton Internet Security (OEM version)
- Intel Rapid Start Technology
- Intel Smart Connect Technology
- Intel Smart Response Technology
- LucidLogix Virtu MVP
    * Make sure the monitor cable has been connected to the integrated graphics port on the back panel.

Sistema Operacional
- Support for Microsoft Windows 8/7/XP

Form Factor
E-ATX Form Factor; 30.5cm x 26.4cm

Observação
- Due to different Linux support condition provided by chipset vendors, please download Linux driver from chipset vendors' website or 3rd party website.
- Most hardware/software vendors may no longer offer drivers to support Win9X/ME/2000/XP SP1/SP2. If drivers are available from the vendors, we will update them on the GIGABYTE website.

{break::Tecnologias by GYGABYTE}A placa-mãe Gigabyte GA-Z77X-UP7 possui algumas características que a diferenciam de outras placas com chipset Z77. Esses diferenciais você confere abaixo.

Design de energia de 32+3+2 fases

A placa-mãe GIGABYTE Z77X-UP7 entrega uma gama de energia de até 2.000W através do seu design de 32+3+2 fases ( 32 fases CPU, 3 Intel HD Graphics e 2 fases VTT) e a tecnologia Ultra Durable 5.



Gigabyte Ultra Durable 5
A tecnologia Ultra Durable 5 inclui componentes atuais de alta capacidade para a Área de energia da CPU que, combinados, geram uma temperatura até 60º mais baixa que placas-mãe tradicionais. Empregada em uma série de novas motherboards baseadas nos chipsets X79 e Z77 da Intel, a tecnologia é a próxima evolução na qualidade do design das motherboards.


A tecnologia possui controladores digital IR e ICs IR3550 PowIRstage que oferecem maior eficiência de energia e são os melhores em Power Stage da indústria, capazes de oferecer até 60A de energia. Isto fortalece o melhor envio de energia para a CPU, para um desempenho mais estÁvel e melhor overclocking.

Os ICs IR3550 PowIRstage oferecem um driver MOSFET especializado o qual é ajustado perfeitamente para o par de MOSFET. Muitas empresas de Driver MOSFET usam drivers de outras empresas, então os drivers não são utilizados sendo com otimização para MOSFET. Com os pacotes Driver+MOSFETs, o IR desenvolveu este driver que fornece grande eficiência.

4 Way Graphics

A placa-mãe da Gigabyte tem suporte a SLI com 4 placas da NVIDIA ou Crossfire com 4 GPUs da AMD, através de 4 portas PCI Express 3.0 8x. Fornece assim renderização 3D suave e altas taxas de quadros e recursos grÁficos avançados para usuÁrios que desejam obter o mais alto nível de desempenho em seu sistema. A placa possui também o nativo PCIe gen 3 16x conectado diretamente à CPU.


Bios Switcher e DualBIOS Disable Switch

Com o BIOS Switcher na placa, os usuÁrios podem selecionar facilmente qual chip da BIOS serÁ utilizado (BIOS principal ou BIOS Backup), permitindo escolher uma para uso normal e outra especificamente para overclock. Através do DualBIOS Disable Switch, é possível desativar o DualBIOS, economizando tempo entre overclocks mal sucedidos.

OC Touch

Através do OC-Touch, os overclockers podem obter a melhor performance de forma fÁcil e rÁpida com os botões que permitem ajustar manualmente o CPU ratio, as configurações BCLK ou as configurações BCLK stepping ratio para 1MHz ou 0.1MHz. Estas alterações podem ser feitas tanto em BIOS, DOS ou Windows sem a necessidade de reinicialização. Os módulos na placa também ajudam os usuÁrios a monitorar as tensões individuais dos componentes e o Modo LN2 permite derrubar rapidamente a frequencia para 16x durante overclocks extremos.

Exclusive Bluetooth 4.0/WiFi Expansion Card

A mainboard da Gigabyte vem com um exclusivo cartão de expansão PCIe que oferece suporte ao último Bluetooth 4.0 e conectividade IEEE 802.11ª/b/g/n. O Bluetooth 4.0 padrão permite acesso à tecnologia Smart Ready, que estÁ estreando em dispositivos móveis e promete transferência mais rÁpida e mais fÁcil de dados do smartphone ou tablet para o PC.


Gigabyte All Digital Power Engine

As placas-mãe da série Z77 da empresa possuem um exclusivo controlador de matriz All Digital PWM, para oferecer energia para o processador Ivy Bridge da placa. Usar controladores totalmente digitais significa ser possível a entrega de energia mais precisa para os componentes mais sedentos da placa. Esses componentes são a CPU, VTT, processadores grÁficos e a memória.



A tecnologia 3D Power possui a compensação automÁtica de voltagem para manter um fluxo constante de energia para o sistema, não importando o carregamento. Com os controladores digitais os usuÁrios podem fazer ajustes em tempo real que incluem definições de OVP (Over Voltage Protection), Load-line Calibration e ajustes na frequência PWM on-the-fly.

Também é possivel desfrutar de um utilitÁrio totalmente interativo em 3D que facilita o ajuste das 3 dimensões que controlam o fornecimento de energia para a CPU e a Memória: A frequência, a voltagem e a fase. Estes parâmetros são cruciais para a forma como o PWM digital fornece energia para Áreas críticas da placa-mãe e podem ajudar usuÁrios a obterem rapidamente o maior e mais estÁvel overclock.

3D Power: Voltage Control

Através do 3D Power também é possível modificar os parâmetros de voltagem da placa, incluindo a calibração da linha de carga da CPU. Ajustando a calibração, o Vdroop pode ser evitado, mantendo os níveis ideais de tensão, mesmo com o aumento dos níveis atuais. O OVP (Over Voltage Protection) também pode ser ajustado para alterar a gama de proteção da CPU, do IGP, do VTT e da memória do sistema.

3D Power: Phase Control

Os usuÁrios podem calibrar o OCP (Over Current Protection) para a CPU, controlador de memória integrado e níveis de energia da memória do sistema. Isso permite que o controle de fase forneça ainda mais energia quando necessÁrio.

3D Power: Frequency Control

Todos os PWM digitais da Gigabyte permitem o controle de frequências ajustÁveis através do controlador International Rectifier PWM. O 3D Power: Frequency Control permite aos usuÁrios modificar a frequência do controlador PWM de modo que a CPU VRM possa ajustar a velocidade de fornecimento rapidamente. Também é possível ajustar o espectro PWM ou frequências gerais mÁximas e mínimas.

Gigabyte 3D Bios

A tecnologia Gigabyte 3D Bios é baseada na Gigabyte UEFI DualBios e estÁ disponível para clientes em dois exclusivos modos de interação, oferecendo aos entusiastas e usuÁrios comuns interfaces grÁficas poderosas e únicas.

Dual UEFI Bios

No centro da tecnologia 3D Bios estÁ um par de Bios ROMs contendo a exclusiva UEFI Bios. Com uma interface grÁfica superior capaz de imagens a cores 32-bit e navegação fluída e amigÁvel do mouse, a tecnologia torna a configuração da Bios uma experiência nova e emocionante para usuÁrios novatos e experientes. A UEFI Bios também traz suporte nativo para grandes HDs em sistemas operacionais 64-bit.


Suporte mSATA

As placas-mãe da série 7 da Gigabyte possuem um slot mSATA que permite aos usuÁrios tirar vantagens das tecnologias avançadas baseadas em SSD como a Intel Smart Response e Intel Rapid Start. Um SSD mSATA diretamente na placa-mãe pode melhorar a performance do PC, com capacidade de resposta, tempo de inicialização e continuação mais rÁpido  do sistema dos modos "Suspend to Disk" e "Standby".

7 Conectores para ventoinha

A Z77X-UP7 também possui sete conectores para ventoinhas. Aumente a imagem abaixo e procure pelos pontos marcados em azul.


Abaixo, um vídeo que mostra as principais características da placa-mãe.

{break::Fotos}Assim com a série Assassin, da Gigabyte, a Z77X-UP7 tem um layout bastante diferente e chamativo, característico de produtos diferenciados voltados ao público gamer e overclocker. Desenvolvida com foco nas cores preto e laranjado, a placa traz um série de diferenciais como jÁ destacamos. Além de tecnologias como Wifi, Bluetooth e mSATA, um de seus principais atrativos estÁ em suas 4 conexões PCI-Express, possibilitando juntar 4 placas de vídeo em Crossfire ou SLI. Atualmente temos cerca de 4 ou 5 modelos com essa possibilidade.

Outro ponto favorÁvel que sempre procuramos destacar é a Gigabyte colocar vÁrios tipos de conexões de vídeo, no caso da Z77X-UP7 temos as quatro principais conexões, DVI, VGA(D-Sub), HDMI e DisplayPort, possibilitando assim conectar qualquer tipo de vídeo a ela.

Botões de power, reset, clear_cmos e mesmo para overclock direto, além de debug_led, também estão diretos no PCB da placa, muito importante especialmente para overclockers e usuÁrios com sistema montado em bancada.

Mas o maior atrativo visual estÁ mesmo em seus 32 controladores de fases para o CPU, que chamam bastante a atenção pela quantidade e pelo fato de serem espelhados. Nas fotos a seguir daremos destaque a eles.

Para não dizer que ela é completa, faltou apenas a conexão Thunderbolt.


{break::BIOS}A BIOS vem com novo padrão da Gigabyte, com menus intuitivos, e estÁ entre as melhores, junto com a ASUS e MSI, como sempre. É possível navegar em um formato mais simples e outro que abusa mais do uso do mouse pela sua interface, justamente o tal "3D".

Esse modelo se destaca pelas opções avançadas de overclock, como jÁ era de se esperar devido as suas características técnicas. UsuÁrios avançados vão adorar, jÁ que a Gigabyte deu bastante destaque para quem pretende personalizar, ao mÁximo, o sistema visando alcançar recordes.

As primeiras telas abaixo são do modo chamado "3D Bios". Em seguida, as telas do modo avançado.

A Gigabyte fez um vídeo mostrando um pouco sobre a BIOS 3D presente em todas as mainboards série 7. Confiram abaixo:

{break::MÁquinas/Softwares utilizados}Abaixo algumas fotos do sistema com a mainboard analisada, em seguida os sistemas utilizados nos comparativos.

MÁquinas utilizadas nos testes:
- Intel Core i7 3770K + GIGABYTE GA-Z77X-UP7

- Intel Core i7 3770K + ASUS P8Z68-V Pro
- Intel Core i7 3770K + ASUS Sabertooth Z77
- Intel Core i7 3770K + ECS Z77H2-AX Black Extreme Golden
- Intel Core i7 3770K + GIGABYTE GA-Z77X-UD5 TH
- Intel Core i7 3770K + GIGABYTE GA-Z77X-UD5H WIFI
- Intel Core i7 3770K + MSI Z77A-GD65
- Intel Core i7 3770K + MSI Z77A-GD80

- Placa de vídeo: Integrada - HD Graphics 4000 (Core i7 3770K)
- Memórias: 8 GB G.Skill ARES @ 1600MHz (2x4GB)
- SSD Corsair Force Series GT 240GB SATA III
- HD: Seagate ST31000528AS 1TB SATA II 7200RPM
- Fonte de energia (PSU): XFX ProSeries 850W PSU

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 7 64 Bits com Updates
- Intel INF 9.3.0.1019
- Intel HD Graphics Drivers 15.26.12.2761

Aplicativos/Games:
- Sandra Lite 2012
- CineBENCH 11.5
- x264 FHD Benchmark 1.0.1
- Adobe Photoshop CS5
- wPrime 2.09
- 3DMark 11
- Aliens vs Predator (DX11)
- Crysis 2 (DX11)
- Far Cry 2 (DX10)

OBS.: Não fizemos testes da tecnologia Virtu MVP devido a ela ser bastante questionada no que diz respeito aos resultados de desempenho, jÁ que traz ganho "mentiroso" devido seu algoritmo.

 {break::CPU-Z e GPU-Z}Antes de começarmos com os testes, nas imagens abaixo, que são screens do CPU-Z e GPU-Z, vemos alguns detalhes da mainboard, processador e demais características do sistema utilizado.

Vale destacar aqui que desativamos o Turbo Boost para deixar o processador com seu clock padrão.



Mais uma consideração importantes antes dos testes, destacamos novamente o que sempre falamos em reviews de placas-mãe. Praticamente qualquer modelo utilizando o mesmo chipset terÁ a mesma performance em situação normal, sem que envolva overclock, desde que todos os sistemas utilizem os mesmos hardwares. O desempenho vai mudar quando o sistema for overclockado, ai sim cada modelo se comporta de uma forma dependendo do seu projeto. 

{break::Sandra 2012}SiSoftware Sandra 2012
Com o teste de processamento aritmético do Sandra, podemos ver o que estarÁ em todos os demais testes: Praticamente um empate técnico entre as placas. Com exceção exatamente, neste primeiro, para as duas placas da Gigabyte, que alcançaram um resultado de cerca de 7/8% inferior às demais, provavelmente por alguma opção de BIOS que a Gigabyte tenha feito, jÁ que todos os sistemas estão nas mesmas condições e esses dois modelos com menor desempenho foram os últimos analisados.

Com o teste de memória observamos um novo empate técnico entre todas as placas. A diferença entre a primeira e a última colocadas fica em menos de 2%. As duas placas da Gigabyte alcançaram os melhores resultados na tabela.

{break::CineBench, x264 FullHD}CineBENCH 11.5
Aqui ainda podemos notar um padrão que se manterÁ na maioria dos benchmarks dos modelos testados: variações não superiores a 3% entre todas as placas. Aqui a Maximus V conseguiu o melhor desempenho, 1,26% acima da GA-Z77X-UP7, imperceptível.

x264 Full HD Benchmark
Neste teste, que consiste na conversão de vídeo em FULL HD (1080p), as diferenças praticamente desaparecem. A última colocada, a placa da ECS, ficou insignificantes 0,9% atrÁs da primeira placa, a Maximus V, que alcançou os mesmos 20.80 FPS da Z77X-UP7

{break::Photoshop CS5, wPrime, 3DMark 11}Photoshop CS5
Aplicando o filtro Extrude, no Photoshop CS5, voltamos a ver mais variações nos desempenhos das placas, e a GA-Z77X-UP7 se destaca, com desempenho 7,3% mais rÁpido que a MSI Z77A-GD65, a que obteve desempenho mais baixo. Ai entra pequenos detalhes como a frequência levemente acima do padrão adotada pela Gigabyte, uma espécie de tweak.

wPrime
Novo equilíbrio entre os modelos testados, com insignificantes 0,87% separando a placa com melhor performance, a Maximus V, da mais lenta e 0,28% da placa da Gigabyte analisada.

3DMark 11
Em nosso último "teste sintético", vemos um aumento na diferença entre a primeira colocada, a Z77X-UP7, com 1564 pontos, e a última, a ECS Z77H2-AX, com 1482. Novamente a diferença se deve a Gigabyte adotar uma frequência levemente acima do padrão, que acaba que aumentando o clock do vídeo integrado e consegue melhor resultado também em aplicações que o utilizem como o 3DMark.

{break::AvP, Crysis 2, Far Cry 2}Fizemos testes com 3 games no estilo FPS: Aliens vs Predator, Crysis 2 e Far Cry 2. Começamos por "Aliens vs Predator", que traz o suporte ao DX11 e que foi muito bem recebido por público e crítica. Vale destacar que em todas as mainboards utilizamos a GPU integrada no processador Core i7 3770K.

Vale destacar aqui o que jÁ falamos em testes anteriores dessa anÁlise. Algumas placas Z77 da Gigabyte possuem a frequência levemente acima do padrão, dessa forma o clock do processador, memórias e vídeo integrado fica levemente acima da grande maioria dos modelos concorrentes, e consequentemente o desempenho também fica levemente acima como mostraremos a seguir.

Aliens vs Predator
A Z77X-UP7 foi a melhor colocada neste teste, alcançando 22,4 FPS, e tendo um desempenho de 3,7% maior que a Maximus V. No entanto, a diferença prÁtica de FPS é muito pequena (não chega a 3) para ficar evidente durante o jogo.

Crysis 2
Talvez o melhor game do mercado no quesito grÁfico. Assim como com o "Aliens vs Predator", rodamos o game em DX11 na resolução de 1280x1024, mas agora, ao invés de baixa, em alta qualidade.

Resultados nos mostram como é possível jÁ encarar alguns games apenas com a GPU integrada dentro do processador, e que as mainboards testadas influenciaram pouco nos resultados. As duas placas da Gigabyte ficaram na frente, com a média de 24,6 e 24,7 FPS, enquanto a menor, da MSI, alcançou 22,8 FPS.

Far Cry 2
Abaixo, nos testes com o game "Far Cry 2", novo empate técnico entre as demais placas e uma leve vantagem para a GA-Z77X-UP7, com desempenho até 5% superior a outros concorrentes. Mesmo assim, sua vantagem fica a pouco mais de um frame por segundo, o que não faria grande diferença prÁtica.

{break::Overclock}Overclockamos a mÁquina de duas formas: Uma colocando o processador trabalhando em 4.8GHz manualmente através da BIOS(100x48) e outra utilizando o aplicativo EasyTune6 da Gigabyte, que traz alguns perfils pré-definidos de overclock. Utilizamos o perfil "3", o mais alto que coloca o processador trabalhando em 4.68GHz, além de overclockar as memórias e o vídeo integrado também.

Nos testes a seguir veremos que, em algumas situações, nas quais o processador é mais exigido, o overclock com clock de 4.8GHz vai sobressair sobre o perfil que foi overclockado para 4.68GHz, como com o aplicativo wPrime. JÁ em outros testes, como rodando um game, o overclock do sistema através do perfil vai se comportar melhor, porque além do processador, as memórias e o vídeo integrado também são overclockados. Por tais aplicações utilizarem bastante o vídeo, vão conseguir melhores resultados do que apenas overclockando o processador, mesmo que esse com clock mais alto.

Antes dos testes, disponibilizamos algumas telas do aplicativo EasyTune 6 e uma do CPU-Z mostrando o overclock que o aplicativo fez nas memórias, subindo de 1.600MHz para 2080MHz.

Abaixo, a tela do CPU-Z com o overclock manual do Core i7 3770K para 4.8GHz, feito pela BIOS da placa mãe. Aumentamos a voltagem do CPU para 1.4v para o processador estabilizar em todos os testes.


{break::Overclock: CineBENCH, PS CS5, wPrime}CineBENCH 11.5
Começamos os testes pelo software que mede o desempenho do sistema ao renderizar uma imagem.

Em nosso primeiro teste, com o CineBENCH, vemos um equilíbrio muito grande entre os modelos, após o overclock. A placa GA-Z77X-UP7 ficou em uma posição intermediÁria e, no geral, a diferença beirou a casa dos 4% entre os produtos, no mÁximo.

Photoshop CS5
Assim como no teste sem overclock com o PS CS5, quando overclockamos o sistema as placas da Gigabyte com o perfil programado, assim como o overclock manual, têm a performance mais rÁpida entre todas as testadas, com uma diferença pouco maior do que 2% no caso do clock a 4.8GHz. O aumento em relação ao clock base foi de até 25%.

wPrime
Por fim, no teste do wPrime, a placa analisada, com overclock manual, consegue empate técnico com as duas MSI e a ASUS Sabertooth Z77, se distanciando das demais por mais de 1%.

{break::Overclock: 3DMark11, AvP, Crysis 2}Também fizemos testes nos quais o GPU é mais exigido que o CPU. Testamos os sistemas com overclock rodando o 3DMark 11 e o game Aliens vs Predator.

Destacamos que nos overclocks com perfis pré-programados o overclock foi feito também no GPU, jÁ nos overclocks de 4.7GHz e 4.8GHz manuais, o overclock foi feito apenas no processador.

É importante destacar também que as empresas com produtos mais recentes acabam que lançando BIOS e aplicativos mais novos com atualizações nos perfis, conseguindo melhores ganhos de desempenho, um exemplo clÁssico das placas da Gigabyte frente a modelos de concorrentes lançados assim que os processadores chegaram ao mercado.

3DMark11
No perfil programado, que overclocka também memórias e placa de vídeo, a Z77X-UP7 alcançou o segundo melhor resultado, ficando menos de 1,5% atrÁs da primeira colocada, a Z77X-UP5 TH, também da Gigabyte. JÁ no overclock manual, ela pulou pra oitava posição e ficou 11% atrÁs da MSI Z77A-GD80.


Aliens vs Predator
A Z77X-UP7 teve o melhor desempenho no teste com o game no perfil programado. JÁ no overclock manual, o desempenho cai mais de 24% e a placa só fica à frente da Maximus V da Asus.

{break::Conclusão}A Gigabyte fala que uma nova lenda nasceu com a Z77X-UP7. Concluímos que a empresa realmente conseguiu desenvolver um produto para agradar aos overclockers mais exigentes, com um projeto bastante ousado, visando dar ao usuÁrio opções avançadas para a busca de recordes. A Z77X-UP7 estÁ entre as placas-mãe mais robustas e indicadas para se overclockar um sistema atualmente. Seus 32 controladores de fases para o CPU, +3 para GPU e 2 para VVT dão a ela garantia mais do que necessÁria para quem pretende tirar o mÁximo e mais um pouco dos processadores socket LGA 1155, em especial os Ivy Bridge.

...uma nova lenda nasceu com a Z77X-UP7. Concluímos que a empresa realmente conseguiu desenvolver um produto para agradar aos overclockers mais exigentes...

Colocamos um Core i7 3770K trabalhando a 4.8GHz com um air cooler, mas, pelo projeto diferenciado, com certeza com um bom water cooler ela consegue colocar o processador além desse clock. Logicamente que, devido a todo seu projeto com LN2, ela pode elevar ainda mais o overclock. O OCTouch também é bastante interessante, dando ao usuÁrio controle de algumas funções de overclock sem a necessidade de software ou entrar na BIOS. O contra ficou em relação as memórias, até 2400MHz, enquanto alguns modelos concorrentes chegam a 2800MHz.

Assim como outros modelos da Gigabyte, a Z77X-UP7 vem recheada de tecnologias. Um prato cheio para quem não abre mão de ter o que existe de melhor no mercado. Suporte a 4 placas de vídeo através das tecnologias AMD Crossfire ou NVIDIA SLI são os destaques para quem pretende ir atrÁs de recordes, além das sete entradas para ventoinhas. A placa ainda traz uma série de outras tecnologias, como suporte a Wifi e Bluetooth, aliÁs, ambas sendo adotadas por vÁrias placas da empresa. Para não dizer que ela é completa nesse aspecto, faltou apenas a Thunderbolt, mesmo que ainda pouco difundido, completaria a placa.

Outras exclusividades da Gigabyte como Ultra Durable 5, componentes de altíssima qualidade, uma série de softwares exclusivos, desde voltados a melhorar o desempenho do sistema via overclock a tirar maior proveito de tecnologias disponíveis, como usar o PC para rotear (compartilhar) a internet dentro de uma rede, são alguns dos demais atrativos oferecidos junto com a placa.

Como não poderia deixar de ser, um projeto desse nível e focado a usuÁrios bastante específicos, tem um preço, e no caso da Z77X-UP7, muito alto. A placa custa em cenÁrio internacional US$399,00, valor bastante alto e que vai limitar muito o interesse, mesmo com todos os seus atrativos. Quanto custa no Brasil? EstÁ aí uma bela pergunta. Não imaginem nada abaixo de R$1,5 mil.

PRÓS
Excelente acabamento;
Botões de acesso de power, reset, overclock e debug LED direto no PCB;
BIOS estÁvel e com ótimo layout, com sistema de recuperação automÁtica caso apresente erro na atualização;
Ótimo comportamento em overclock devido ao seu projeto bastante diferenciado com 32+3+2 controladores de fases;
Selo Ultra Durable 5;
Suporte a Crossfire e SLI com 4 placas de vídeo;
Boa suíte de aplicativos;
Tecnologias de ponta, diversos diferenciais como WiFi, Bluetooth, Virtu MVP, USB 3.0, Sata 3, Smart Start e Smart Connect.
CONTRAS
Praticamente nenhum ganho de desempenho sobre geração passada de chipsets(ex.: Z68);
Não tem porta Thunderbolt;
Muito cara frente a outros modelos TOP para socket LGA 1155.
Assuntos
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.