ANÁLISE: Cisco Linksys E2500

ANÁLISE: Cisco Linksys E2500

O Cisco Lynksys E2500 é um roteador voltado empresas e residências maiores, que precisam de um gerenciamento mais avaçando da rede e um bom alcançe. Com preço na casa dos R$ 300, tem uma boa relação custo/benefício para quem necessita de um aparelho um pouco mais robusto.





Entre as principais características do E2500 estão operar em duas frequências (2,4 e 5GHz) e o aplicativo de configuração Cisco Connect, que possui uma interface bastante intuitiva e é capaz de realizar a maioria dos ajustes necessÁrios para se administrar uma rede local. Apesar de ser prÁtico, quem não domina a língua inglesa pode enfrentar dificuldades, jÁ que o software estÁ diponível apenas em inglês.

Como é um roteador com enfoque para empresas e residências grandes, logo redes um pouco mais complexas, um recurso que poderia ser interessante é uma porta USB para conectar um dispositivo, e compartilhÁ-lo na rede, algo que não foi incluído neste modelo.

Operando em duas frequências, o usuÁrio pode criar perfis diferenciados em cada uma das redes, muito interessante para quem possui muitos dispostivos ligados em sua rede e deseja criar ajustes especiais para cada uma. Também é uma opção interessante para quem quer criar uma rede aberta para seus visitantes, ou evitar que uma frequência fique congestionada por excesso de aparelhos.


{break::Especificações, fotos e design}O Cisco Linksys E2500 tem entre seus principais diferenciais trabalhar em duas faixas de frequência simultâneas, interessante para quem deseja configurar duas redes com perfis diferenciados. Ambas as frequências (2,4 GHz e 5 GHz) são capazes de trabalhar em até 300 Mbps.

Tecnologia: Wireless-N
Faixas de frequência: 2,4 GHz e 5 GHz simultâneos
Transmissão/recebimento: 2 x 2
Antenas: 4 internas 0
Portas Ethernet x velocidade: 4 x 10/100
Porta de armazenamento USB: Sem porta USB
Configuração de software: CD de instalação
Software Cisco Connect: Sim
Suporte:  Recursos de suporte on-line premiados 24/7
               90 dias de suporte assistido complementar
Garantia: 2 anos de garantia limitada de hardware



- Continua após a publicidade -

{break::2.4GHz ou 5.0GHz?} Apesar dos roteadores 2.4GHz serem muito mais comuns, jÁ existem opções no mercado que operam em 5.0GHz ou, algo também bastante comum, aparelhos que operam em ambas as frequências. Mas afinal, o que muda de uma para a outra?

Quando mudamos a frequência, a mudança na onda desta comunicação interfere no funcionamento e na eficiência da conexão. A alteração do comprimento da onda é o que traz o aumento da frequência, como vocês podem ver na figura logo abaixo.

O que muda com isto, para a conexão? Dois aspectos: o primeiro é a capacidade de banda, superior em frequências maiores, o que dÁ ao 5.0GHz vantagem. Em compensação, frequências mais altas tem mais dificuldade de "penetração" através de objetos, o que torna o alcance do 2.4GHz, normalmente, superior. Quer uma metÁfora? Imagine que o 5.0GHz é um caminhão, que carrega muito mais coisas mas que, na primeira rua estreita, jÁ não passa. O 2.4GHz é uma moto, que não tem tanta capacidade, mas chega mais longe.

Outro fator que influencia é o número de aparelhos em cada frequência. A maioria dos roteadores operam em 2.4GHz, e hÁ varios outros aparelhos em frequências próximas, como microondas e telefones sem fio, que podem atrapalhar o sinal. O 5.0GHz é um espaço menos explorado, e que sofrerÁ menos interferência. Voltando para nossa metÁfora, a estrada para o caminhão (5.0GHz) estÁ livre enquanto a moto (2.4GHz) pegarÁ um congestionamento, na maioria das situações.


Então, qual o melhor?

Vai depender bastante da situação. Em um local com muitas redes próximas, e com muitos aparelhos que operam em frequências parecidas, um roteador em 5.0GHz levarÁ vantagem. Porém, com mais obstruções entre o roteador e o aparelho conectado, como paredes, a tendência é que o sinal do 2.4GHz chegue melhor, especialmente em distâncias maiores.

Simplificando:

- Continua após a publicidade -
  • Tem muitas redes na vizinhança, seu aparelho não ficarÁ longe do roteador e nem terÁ muitas paredes no caminho, e quer mais performance: 5.0GHz.
  • Precisa de mais alcance, terÁ muitas paredes entre o roteador e os aparelhos. Ou hÁ poucas redes próximas (caso você more em um lugar como "Lugar Nenhum", como o Coragem):  2.4GHz.


Este é justamente um dos pontos fortes deste aparelho da Cisco, jÁ que você não precisa optar apenas por um. De acordo com o aparelho que você possui, e a circunstância de uso, você pode optar por uma ou outra frequência.

{break::Instalação e configuração}A instalação do roteador é bastante tranquila, com toda a interface em português. É possível, para quem possui mais experiência em administração de redes, configurÁ-lo manualmente acessando o caminho "http://192.168.1.1". Para quem não possui este conhecimento, ou não quer passar trabalho, o CD de instalação que acompanha o produto faz toda a assistência necessÁria para configurar o dispositivo.


Processo de instalação

O processo  de instalação apresentou apenas uma falha: ao atualizar o firmware do aparelho, a instalação travou após chegar aos 100%, e foi preciso fechar o programa (apesar do próprio software afirmar de forma veemente para não fazermos isto. Após isto, abrimos novamente e o programa de configuração executou todas as ações sem mais problemas.

Após a instalação bÁsica, realizada de forma autônoma pelo aplicativo, o programa abre uma interface de configuração, a "Cisco Connect". Ela tem como vantagem ser muito mais amigÁvel que as telas de configuração pelo navegador, mas traz dois problemas: quem necessita de ajustes mais complexos em sua rede não conseguirÁ por este programa, e não hÁ ainda uma versão disponível em português.


Processo de instalação

O Cisco Connect é um aplicativo bastante intuitivo, que facilita a configuração de vÁrios aspectos do roteador, como controle parental, filtros, bloqueio de IPs, etc. Ele também é capaz de criar um pendrive de configuração da rede, dispensando o uso de senhas para adicionar um novo aparelho à rede. A maioria das principais configurações são possíveis neste programa que, apesar de muito intuitivo e visual, perde pontos por não estar em português, o que tornaria ele uma ótima opção mesmo para o público leigo.



Telas do Cisco Connect

- Continua após a publicidade -

Entrando na tela de configuração avançada (e ignorando as mensagens nos alertando que não pode ser seguro configurar manualmente o aparelho) temos acesso a todos os ajustes disponíveis no E2500. Apesar de bem menos intuitiva, esta interface tem a vantagem de trazer configurações mais complexas, e estar toda em português. Para quem jÁ é habituado a lidar com estes aparelhos, possivelmente vÁ preferir esta forma de configuração, jÁ que esta interface é bastante comum em roteadores.



Telas de configuração avançada

{break::Testes: Qualidade de sinal}No primeiro teste, utilizamos o comando "iwconfig", no sistema Ubuntu 12.04, para receber um relatório com as estatísticas da rede. O aplicativo retorna a qualidade do sinal, em uma escala de 0 (sem conexão) a 70 (conexão perfeita).

O dispositivo utilizado para conectar na rede é um notebook Acer Aspire 55702, equipado com uma placa de rede wireless Broadcom 802.11g. Testamos em diferentes distâncias, com algumas barreiras como paredes e divisórias. No teste mais distante, temos também outro roteador de 2.4 GHz entre o aparelho testado e o nosso notebook. HÁ também muitos aparelhos e outras redes nas proximidades de onde o teste é realizado.

Podemos notar que, apesar de uma vantagem para o WRH em uma distância mais curta, a medida que nos afastamos mais, e passamos a ter mais interferência de outras redes, o aparelho da Cisco passa a ter mais vantagem, e entregar um sinal de melhor qualidade, quando utilizamos a frequência de 5.0GHz. Em 2.4 GHz, tanto o modelo da Intelbras quanto o da Cisco obtiveram o mesmo desempenho.

{break::Testes: Intensidade de Sinal}Na segunda rodada de testes, voltamos a utilizar o comando "iwconfig", agora para verificar a intensidade do sinal. O sinal é medido em dBm, sendo que o sinal perde metade da intensidade a cada 3 dBm a menos. Como o resultado vem em valores negativos, adicionamos 100 ao resultado para facilitar a visualização no grÁfico. Normalmente é preciso que o roteador mantenha ao menos 28 pontos (-72 dBm) para mater uma conexão de 52 Mbits/s, e 8 pontos (-92dBm) para manter uma taxa de transferência de 1Mbit/s.

Nos três testes o aparelho da Cisco conseguiu manter sinal suficiente para garantir uma conexão que, teoricamente, é capaz de entregar 52 Mbits/s, repetindo o que observamos no teste anterior: em distâncias médias, o modelo da Intelbras conseguiu um resultado superior, mas com mais distância, e consequentemente mais paredes e outras redes interferindo na qualidade do sinal, o Linksys levou a melhor.

{break::Testes: Transferência de arquivos}Para verificar a velocidade de transferência do roteador, conectamos um computador através de um cabo ao roteador, e o notebook através da conexão sem fio. Com boa qualidade e intensidade de sinal, realizamos a transferência de 4,33GB de dados entre os aparelhos, divididos em 4.147 arquivos e 331 pastas.

Neste teste utilizamos uma situação próxima a da segunda situação nos testes de intensidade e qualidade de sinal: aproximadamente 3 metros de distância entre o notebook e o roteador, com duas obstruções.


Apesar do sinal do aparelho da Intelbras chegar com mais intensidade na distância que utilizamos para o testes (no comparativo com a rede 5.0GHz), o roteador da Cisco mostrou ter uma boa vantagem em desempenho, levando 25% menos tempo para finalizar a transferância dos dados, quando operamos em 5.0GHz e 31% mais rÁpido, em 2.4GHz.

Também pudemos verificar que, apesar da intensidade de sinal em 2.4GHz levar desvantagem, no comparativo com o 5.0GHz, a rede de menor frequência foi mais eficiente para transferir os arquivos.

{break::Conclusão}O Linksys E2500 da Cisco é um roteador muito interessante para quem deseja uma rede de porte intermediÁrio, como uma empresa ou uma residência maior e com grande número de dispositivos conectados. É possível fazer uma série de configurações e ajustes avançados, o que é um ponto positivo para quem domina um pouco mais desta Área, e deseja customizar sua rede com diversos perfis.

Operando em duas frequências (2.4GHz e 5.0 GHz), o usuÁrio pode explorar o potencial de cada uma destas configurações de onda, de acordo com o ambiente em que irÁ utilizar os seus aparelhos. Como pudemos verificar por aqui, o sinal em 2.4GHz é o mais eficiente para nós, mas cada usuÁrio pode identificar qual a melhor opção, e até mesmo escolher redes diferentes para cada dispositivo, para alcançar o melhor desempenho.

A interface Cisco Connect é muito boa opçãio para o público leigo, e até mesmo pessoas com conhecimento sobre configuração de rede e que não deseja "passar trabalho" preparando a sua rede local. Apesar de muito intuitiva e com vÁrias figuras facilitando a compreenção do que faz cada ajustes, ela perde muito do seu encanto ao estar disponível apenas em inglês. Para quem não domina esta língua, a praticidade vai por "Água a baixo".

Por fim, o aparelho só ficou devendo algumas opções como uma porta USB, ou mesmo a possibilidade de acoplar uma antena externa, o que daria um bom ganho de performance para quem necessita de mais alcance. Para quem fizer falta estes dois aspectos, serÁ preciso buscar outro produto. Apesar de interessantes, estes recursos são dispensÁveis, e pelo preço oferecido, o E2500 é uma boa opção para quem deseja montar sua rede local.

PRÓS
Bom alcance
Opera em duas frequências
Programa de configuração intuitivo
CONTRAS
Interface Cisco Connect em inglês
Não possui entrada USB
Sem possibilidade de conectar antenas externas
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.