ANÁLISE: ESET Mobile Security (Android)

ANÁLISE: ESET Mobile Security (Android)

A ESET também entrou no ramo da segurança para dispositivos móveis. No início deste ano, a companhia lançou o ESET Mobile Security, com versões para Symbian, Windows Mobile e Android. Nesta semana, o app foi disponibilizado para download direto no Google Play (antes, era possível obtê-lo apenas pelo site da ESET, baixando o .apk).

Aproveitamos a oportunidade para analisar a terceira solução de segurança móvel que jÁ passou aqui pelo Adrenaline. Todos os aplicativos compartilham características em comum, mas cada um deles traz pequenos diferenciais, seja na interface ou em pequenos detalhes de usabilidade. No caso da solução da ESET, hÁ um gerenciador de tarefas bem interessante e um recurso de auditoria de segurança, que ajuda você a encontrar certas vulnerabilidades ou configurações que facilitam o mau uso do dispositivo.

A seguir, você confere os principais recursos do ESET Mobile Security:

•    Detecção proativa de ameaças: O sistema emite alertas no caso de identificação de algum possível malware. Além disso, faz uma anÁlise constante de todas as aplicações, arquivos, pastas e cartões de memória em busca de ameaças

•    SMS / MMS Anti-spam: Permite ao usuÁrio definir os contatos de confiança por meio de uma classificação nas listas negras ou simplesmente bloqueando os números desconhecidos. Uma camada adicional de segurança bloqueia as chamadas anônimas

•    Bloqueio de chamadas: Bloqueia as chamadas recebidas e realizadas não desejadas. Recurso especialmente adequado para manter o controle de gastos de um aparelho

•    Auditoria de segurança com administrador de tarefas integrado: Proporciona informação sobre todas as funções vitais do telefone, o que inclui a duração da bateria, o espaço livre na memória do aparelho, os processos em execução, o estado do Bluetooth e a visibilidade do dispositivo, entre outros recursos

•    Nova interface do usuÁrio: GrÁficos e visualização feitos para melhorar a experiência da usabilidade nos sistemas operacionais Android

•    Sistema de segurança Anti-Theft (anti-furto): Os múltiplos níveis de segurança permitem aos usuÁrios manter um melhor controle da informação armazenada no telefone, em caso de perda ou roubo do equipamento

•    Localização GPS: Localiza o telefone roubado ou perdido por meio de um comando remoto

•    Bloqueio remoto: Bloqueia o telefone a distância para evitar o acesso não autorizado aos dados do equipamento

•    Limpeza remota: Elimina todas as informações armazenadas no telefone de forma remota por meio de um simples comando enviado por mensagem curta de texto (SMS)

•    Proteção contra a desinstalação: Protege o smartphone da desinstalação não autorizada do ESET Mobile Security

•    Contato de confiança: Contato ou número do telefone que pode receber um SMS de alerta, no caso de um cartão SIM desconhecido ser inserido no dispositivo móvel. O contato de confiança pode modificar a senha do usuÁrio.

{break::Instalação e interface}Instalar o ESET Mobile Security é um processo um pouco chato, porém fÁcil e rÁpido. É preciso fazer o download da aplicação no site oficial, passar para o smartphone (lembrando que ele deve estar com a opção de permitir apps de fontes desconhecidas ativada) e, então, iniciar a instalação. Nada muito incômodo, mas a simples colocação de um QR Code na pÁgina facilitaria bastante as coisas.

Felizmente, agora a ESET lançou o aplicativo no Google Play, o que ajuda muito. Basta fazer uma busca por ele e instalÁ-lo para testar e, se quiser, adquirir uma licença. Ponto para a ESET.


Assim que estiver rodando, o app vai provavelmente informar que você estÁ totalmente desprotegido. Aí, é só configurÁ-lo, o que pode se feito facilmente: é só ativar o SIM confiÁvel, o bloqueio por senha e o antirroubo.

O ESET Mobile Security tem um visual bem elegante e simples, sem grandes floreios. Basta acessar o aplicativo (sempre disponível na barra de notificações do Android) para visualizar uma lista vertical com todas as suas funcionalidades. Os botões são grandes, ideais para tocar com a ponta dos dedos.


Ao selecionar uma das opções, o aplicativo mostra outra tela, com mais uma lista vertical. É uma solução menos interessante que o menu  "sanfona" do Kaspersky Mobile Security, mas funciona bem melhor que o do aplicativo da F-Secure. Pena que exige cliques demais para encontrar o recurso desejado.

A ESET foi feliz nas cores escolhidas: a predominância é do cinza claro, deixando o app discreto e agradÁvel aos olhos. Quando hÁ algum alerta importante, o topo da interface exibe um aviso com fundo laranja, o que chama bastante a atenção. Quando hÁ algum problema, aliÁs, o ícone do aplicativo na barra de notificações vira um ponto de exclamação também laranja. Caso contrÁrio, fica uma esfera azul.

{break::Antivírus e antispam}A suíte de segurança móvel da ESET, como não poderia deixar de ser, vem com um antivírus. Algo importante, se levarmos em conta a tendência de crescimento de malware para Android. Ele não vem com a proteção proativa ativada por padrão, é preciso ajustar isso nas configurações. Quem quiser economizar bateria e desempenho, pode preferir deixar as coisas como estão, realizando varreduras sob demanda esporadicamente.

Ao escolher "rastrear dispositivo", o aplicativo vai procurar por ameaças em todo o telefone, um processo que leva uma média de cinco minutos. Só que não adianta deixar o escaneamento rodando e, então, abrir outro app e fazer outra coisa: a busca vai ser interrompida e vai recomeçar desde o início quando você abrir o antivírus de novo. O ideal é fazer isso em um momento em que não for usar o aparelho. Nada que vÁ atrapalhar muito, jÁ que o processo é rÁpido.


Outra opção é a de "rastrear pasta". Assim, você pode selecionar múltiplos itens específicos para verificar. Assim, você pode também selecionar o cartão SD. Após as verificações, o ESET Mobile Security armazena logs com a data da verificação, o número de arquivos infectados, excluídos e colocados em quarentena, a quantidade total de arquivos verificados e a duração do procedimento. Todos os logs ficam guardados para acesso posterior e não é possível apagÁ-los. O que dÁ para fazer é, nas configurações, escolher o número de logs que ficarão armazenados no aparelho, entre dez e 50.


Apesar de importante, o antivírus não é (ainda) a parte mais importante de uma solução de segurança móvel. Um recurso muito legal é o anti-SPAM, que permite filtrar ligações e SMS indesejados. Sabem aqueles torpedos de operadoras oferecendo promoções nada vantajosas no meio da madrugada? Pois é...

Fazer isso é muito fÁcil: basta ir em "antispam" e selecionar "permissões de chamada e SMS". Aqui, o ESET Mobile Security leva uma grande vantagem: você pode configurar separadamente o que cada número pode ou não fazer. Por exemplo, é possível bloquear apenas chamadas recebidas de determinado número, mas continuar recebendo SMS e MMS, por exemplo. Diferentemente da solução da Kaspersky, aqui não hÁ uma lista negra separada da lista branca, mas sim uma única relação, na qual você gerencia separadamente as permissões de cada número.


Outra vantagem é a possibilidade de bloquear qualquer chamada anônima. Se não quiser proibir tudo de uma vez, você pode impedir apenas chamadas, torpedos SMS, MMS e até mesmo chamadas enviadas. Tudo pode ser configurado separadamente, o que aumenta muito o nível de personalização do aplicativo.


O ESET Mobile Security ainda inclui logs do antispam. Isso significa que, além de bloquear aquelas pessoas ou empresas indesejadas, você ainda pode verificar de tempos em tempos quem tentou incomodar você. Quando um número bloqueado telefona, recebe imediatamente um toque de telefone ocupado.

{break::Roubaram meu smartphone... e agora?}O Antifurto é o recurso mais útil e mais completo do ESET Mobile Security. A primeira coisa a fazer, e imprescindível, é definir um SIM confiÁvel. Lógico, o primeiro é o seu próprio, mas você pode adicionar vÁrios outros cartões, como, por exemplo, de familiares. Isso serve para desativar por completo o aparelho caso alguém furte e coloque outro chip.


Se isso acontecer, o aplicativo automaticamente envia para números de confiança que você mesmo também define nas configurações, vÁrios dados que podem entregar o ladrão: número de telefone do novo cartão SIM inserido, número IMSI (que funciona como uma identidade internacional de assinante móvel) e IMEI. O melhor de tudo é que a mensagem é supersecreta: quem ficou com seu aparelho não a verÁ das mensagens enviadas.

Infelizmente, diferentemente da solução da Kaspersky, não hÁ como o ESET Mobile Security bloquear o telefone roubado automaticamente, jÁ que ele não pode ser configurado para pedir uma senha toda vez que você vai usar o telefone. Isso só acontece caso o larÁpio troque o cartão SIM, daí a importância de configurar o SIM confiÁvel.  Além disso, você pode fazer o bloqueio remotamente enviando o comando "ESET LOCK senha" para o seu número. É aí que o recurso do SIM confiÁvel se torna ainda mais útil: se a pessoa jÁ tiver trocado o chip, você saberÁ o número novo para poder impedir o seu uso.

Assim que a troca ocorre, o número confiÁvel recebe a mensagem avisando que o telefone foi roubado. A eficiência é tanta que chegou a assustar minha mãe durante a review. Tirei meu chip e coloquei o de um dos estagiÁrios. Imediatamente ela recebeu o aviso (jÁ que configurei o número dela como confiÁvel) e ligou aqui para o Adrenaline ofegante achando que eu tinha sido assaltada (desculpa, mãe!).


Por fim, assim como em todo app de segurança que se preze, o ESET Mobile Security permite localizar um telefone perdido através do GPS. Basta enviar, por qualquer celular, um torpedo com o comando "eset find senha".  Se obtiver sucesso, o app vai responder o torpedo com as coordenadas do aparelho.

Nos nossos testes, foi preciso insistir um pouco. No primeiro torpedo, a resposta foi de que não havia sido possível encontrar a localização do aparelho. Em seguida, chegou um outro SMS com o IMEI do aparelho e o número identificador do SIM. Na segunda tentativa, o app mandou as coordenadas do Google Maps, mas não é a coisa mais intuitiva do mundo encontraro mapa através de um link enviado por SMS (ainda mais se o aparelho for um "dumbphone"). Faltou uma opção para enviar tudo por e-mail, como ocorre na solução da Kaspersky. É uma solução a mais, afinal, e que facilita o rastreio do dispositivo pelo Google Maps.


Também hÁ outros comandos, o "eset lock senha" para bloquear o aparelho remotamente, e o "eset wipe senha", para apagar todos os dados. Um recurso útil, mas que seria ainda melhor se o aplicativo incluísse uma funcionalidade de backup. Ter seu telefone roubado e precisar apagar tudo que hÁ nele sem ter feito uma cópia de segurança antes pode ser realmente bem triste.

{break::Conclusão}O ESET Mobile Security chega como mais uma opção para os donos de Android protegerem seus smartphones. O aplicativo segue a tendência das soluções para desktop da empresa, com uma interface leve e agradÁvel e com um desempenho excelente, comprometendo quase em nada a performance do smartphone como um todo.

O antispam é o mais completo que jÁ testamos. A possibilidade de configurar as permissões para cada contato individualmente, permitindo, por exemplo, receber SMS mas não chamadas nem MMS, deixa o app mais personalizÁvel. Ainda hÁ a possibilidade de bloquear todas as chamadas de números desconhecidos, o que facilita as coisas para quem simplesmente evita atender esse tipo de ligação.

O antifurto é o recurso mais útil, uma vez que perder o smartphone ou ser furtado não é algo tão raro quanto gostaríamos que fosse. A definição de um SIM confiÁvel é uma forma fÁcil de identificar quando o celular foi roubado, e receber o número novo em um outro telefone é excelente, perfeito para conseguir localizar quem se apossou do celular.

Infelizmente, o app ainda não é tão completo quanto poderia. Falta uma solução de backup e a possibilidade de receber as coordenadas do Google Maps de um celular perdido via e-mail. Além disso, a possibilidade de bloquear o dispositivo SEMPRE, exigindo uma senha toda vez que alguém for tentar destravar a tela, também seria algo vÁlido. Pelo menos, a desinstalação não é tão fÁcil (algo que, neste caso, é bom, jÁ que aprimora a proteção): você até pode forçar a parada do app pelas configurações do Android, mas, mesmo assim, não conseguirÁ desinstalÁ-lo. É preciso fazer o procedimento pelo próprio aplicativo, não sem antes digitar a senha de segurança definida no início.

Mesmo assim, temos aqui o melhor custo-benefício da categoria. Por R$31,99, o usuÁrio leva uma licença vÁlida por um ano. Um preço levemente mais em conta que a solução da Kaspersky e bem mais barato que a da F-Secure. O aplicativo é extremamente fÁcil de usar e qualquer nível de usuÁrio vai conseguir se adaptar bem.


PRÓS
Interface leve e intuitiva
Bom desempenho
O SIM confiÁvel é um excelente recurso
Armazena logs de tentativas de chamadas e torpedos indesejados
Dificulta a desinstalação por terceiros
CONTRAS
Poderia ser mais completo, com backup e envio de coordenadas por e-mail
Não bloqueia o telefone por senha por padrão, apenas remotamente
Antivírus é interrompido ao abrir outro app
Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.