ANÁLISE: Shoot Many Robots

ANÁLISE: Shoot Many Robots

A produtora de nome curioso situada em Massachusetts, Demiurge Studios, pode não ser muito famosa, mas ela estÁ por trÁs de muitos jogos conhecidos os quais ajudou a produzir, seja na parte de design, na criação de mapas, na adaptação para plataformas diferentes, na texturização recriada a partir de épocas antigas e muitas outras coisas. Jogos do calibre de Mass Effect, Brother in Arms, Borderlands, Rock Band, Medal of Honor Airborne, Bioshock, Frontlines, Americas Army e Titan Quest são alguns dos jogos que ela ajudou a produzir.

Agora, porque eu disse isso? Simples! Ela nunca produziu um game de forma completa, ou seja, ela sempre ajudou outras produtoras a produzirem seus games. Por isso, Shoot Many Robots, o game desta review, é o primeiro game original da Demiurge Studios.


Mas serÁ que com a participação na produção de tantos jogos medalhões durante esses anos todos ela conseguiu ter uma experiência suficiente para criar seu próprio jogo e ter sucesso com ele? É o que veremos aqui nesta review.

História

A história de Shoot Many Robots é bem banal. Mas isso é o que menos importa em um jogo desse tipo, ou seja, atire em tudo que se move, e o que se move são os robôs. No jogo você é Pickles Walter Tugnut, um cara normal, às vezes meio bobão, que estoca armas, munição e bebidas em seu velho trailer. Ele fica à espera de um apocalipse em que os robôs tomarão conta do Mundo. No momento em que uma fÁbrica abandonada começa a produzir robôs, Walter sai do seu trailer para o combate, na esperança de salvar a humanidade do ataque dos androides. Original? Nem um pouco.


{break::Jogabilidade Single & Multiplayer#1}Shoot Many Robots segue a linha clÁssica de jogos de plataforma, lembrando muito o antigo Metal Slug, mas totalmente voltado para o modo cooperativo online e com características de RPG.

Na primeira vez que carrega o jogo, ele começa direto como se fosse um tutorial explicando os fundamentos bÁsicos de como atirar, mirar e andar. Coisas bem simples, que nem precisaria de tutorial, mas enfim. Após passar por essa parte - que é bem curta - o personagem chega em sua "casa", quer dizer, ao seu trailer, para comprar armas e acessórios, além de ter acesso ao mapa através do qual pode escolher a missão seguinte. Aí sim começa o jogo.

A título de curiosidade, a Área do trailer onde se compra os acessórios e armamentos é justamente o banheiro!


Bom, a partir daí, quando entrar no jogo novamente serÁ apresentado um Lobby, que é justamente este trailer. O jogo sempre estarÁ apto à receber outras pessoas para jogar com você de modo cooperativo. Ele suporta até 4 jogadores, ou seja, o jogador e mais 3 amigos. Obviamente que se quiser jogar sozinho, basta partir para a missão sem precisar esperar ou convidar alguém para conectar no Lobby.

A jogabilidade em si de Shoot Many Robots é incrivelmente fÁcil e precisa, usando o mouse como mira e o teclado para se locomover. Conforme você destrói os robôs, ganham-se pontos de experiência que possibilita o uso de vÁrios acessórios e armas, assim como num RPG tradicional.

Mas para poder usar os itens é necessÁrio achÁ-los pelo caminho durante a jogatina. Existem alguns caixotes de aparência Militar que ao serem destruídos aparece um item especial, podendo ser arma ou acessório, incluindo roupas e mochilas de proteção, além de uma sacola com porcas - que é o dinheiro usado no game e obtido cada vez que se destrói um robô - ou energia.

Além desses caixotes, alguns robôs inimigos soltam peças especiais que podem ser recolhidas e usadas pelo jogador na fase seguinte, caso ele as compre. Comprar? Sim, tudo tem que ser comprado com o dinheiro adquirido no game.

{break::Jogabilidade Single & Multiplayer#2}O início do jogo é bastante fÁcil e simplório, mas isso é uma falsa impressão. O jogador é quase que obrigado a concluir o mapa fazendo o mÁximo de pontos possíveis, a fim de ganhar estrelas no final e poder escolher outra Área. E para fazer o mÁximo de pontos, não basta destruir os robôs, mas sim saber "onde" e "como" destruí-los. Para quem quer fazer uma pontuação alta - existe um ranking online -, uma ideia boa é entrar em um jogo cooperativo mais avançado, com jogadores mais experientes e assim angariar bastante experiência e "porcas". Depois disso, jogue novamente as fases iniciais, e tudo serÁ mais fÁcil jÁ que poderÁ usar armas e acessórios mais potentes.

Para muita gente isso pode ser chato e tirar a graça do jogo, até porque o jogador pode ficar parado sem fazer nada e no final da fase ganha muita experiência e porcas. Se isso foi proposital eu não sei, mas pode ajudar muita gente que não consegue passar de alguma fase.


Falando em armas e acessórios, Shoot Many Robots possui uma vasta coleção. Eu diria centenas até. Tem de todo tipo, passando por chapéu de Caubói até escafandros e, pasmem, saia rosa de bailarina! No armamento, tem desde um simples revólver até um lança-chamas. A variedade é incrível, o que gera um fator replay imenso, principalmente devido ao jogo ser totalmente cooperativo e a cada partida tudo mudar.

A dificuldade do game demora em aparecer. Nas primeiras fases é fÁcil até demais. De fato, jogar sozinho a partir da metade do jogo se torna maçante, devido à dificuldade exageradamente aumentada se for comparada com as primeiras missões. Por isso, jogar com os amigos é a melhor forma e, claro, a mais divertida.

Existem fases de desafios onde os jogadores ficam em uma Área fechada enquanto hordas e mais hordas de robôs aparecem de tempos em tempos. Essas fases são ótimas para angariar porcas e pontos de experiência.

Shoot Many Robots é extremamente viciante, a ponto de ser jogado por horas sem que se perceba. Cada fase é mais engraçada que a outra, o que gera uma curiosidade imensa sempre que for jogar. Outra característica do game é o fato de ter inúmeros tipos de robôs, de todos os tamanhos. A variedade é incrível e cada robô possui sua própria característica, tanto para atirar quanto para ser destruído como, por exemplo, um robô que sofre danos apenas na parte traseira. Bastante interessante e divertido.

- Continua após a publicidade -


{break::GrÁficos & Áudio}Os grÁficos de Shoot Many Robots são estilizados e únicos, baseados na tecnologia cell-shaded, ou seja, desenho animado. Mas isso não tira o brilho do jogo, pelo contrÁrio, tornam-o mais curioso e engraçado, principalmente com seus itens inusitados como um capacete de saco de pão, asas de borboleta, asas de morcego, barbatana de tubarão, dentre outras coisas.

VÁrias coisas nos cenÁrios podem ser destruídas, como objetos espalhados pelo chão, barris, carros abandonados, paredes, até andares inteiros de pequenos prédios de apartamentos. O cenÁrio no geral é sempre de caos e destruição, o que cria um clima meio "pós-apocalíptico".


O jogo possui ainda um sistema de física, que embora seja bem bÁsico, funciona perfeitamente no jogo, no que ele se propõe.

Apesar de ser legal o visual no geral, ele apresenta "bugs" de colisão, ou seja, um jogador passar por dentro de outro, de alguns objetos e de detritos espalhados pelo caminho. Embora isso seja teoricamente um bug, o fato dos jogadores passarem um por dentro do outro ajuda bastante na jogabilidade, jÁ que ela é por vezes frenética. Isso faz pensar que esse "bug" foi proposital, até porque seria praticamente impossível jogar um game desse estilo com personagens bloqueando o caminho de outro.


Áudio

Não hÁ muito que falar do som de Shoot Many Robots. No geral o som do jogo estÁ no padrão. Como o jogo é atirar em robôs, o que mais se escuta são sons de metal se contorcendo e sofrendo impacto das balas. Não vi muita diferença no som de impacto das balas, são praticamente iguais em qualquer robô que se atire. Seja nos grandões - quase um "chefe de fase" - até nos pequenos que rastejam pelo chão.

A maior diversidade é no som das armas. O jogo possui muitas armas, das mais variadas possíveis, e para cada uma foi criado um som diferente tanto para o ato de atirar quanto para recarregar.


{break::Conclusão}Shoot Many Robots é um jogo simples, casual, interessante e que cabe perfeitamente como passatempo divertido e curioso. Tudo que foi proposto pelo jogo é cumprido no geral, seja na jogabilidade rÁpida, seja na diversão com os amigos, seja no estilo cartoonesco, seja nas piadas visuais, principalmente em se tratando dos acessórios dos personagens, seja na quantidade de itens, e principalmente no fator replay.

Enfim, Shoot Many Robots é um bom jogo, e para quem gosta de se divertir sem compromisso é um prato cheio, principalmente por ser bem barato, o que torna mais acessível a todos.

- Continua após a publicidade -


Assuntos
Tags
  • Redator: João Paulo Losada

    João Paulo Losada

    Gamer por natureza, JP Losada, ou simplesmente DJLosada como é conhecido por toda a comunidade gamer, é um grande conhecedor de games em geral. Eventualmente analisa lançamentos e comenta sobre os sucessos e decepções relacionadas aos games que chegam ao mercado através do portal Adrenaline. Jé escreveu para revistas de games, artigos para produtoras, além de ter citações em seu nome em caixas de jogos de PC lançados no Brasil. Possui parceria com algumas produtoras, principalmente de corrida

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.