ANÁLISE: MSI N580GTX Lightning Xtreme Edition

ANÁLISE: MSI N580GTX Lightning Xtreme Edition

Assim como no segmento de mainboards, a MSI jÁ vem hÁ alguns anos desenvolvendo produtos diferenciados no segmento de placas de vídeo, principalmente em modelos de alto desempenho.

A placa que iremos analisar hoje é um bom exemplo de um projeto bastante exclusivo. Entre seus diversos diferenciais, podemos destacar o quesito overclock, tanto por jÁ vir de fÁbrica overclockada, quanto por trazer componentes e tecnologias que a permitem ir ainda mais além.

MSI N580GTX Lightning Xtreme Edition
Abaixo temos as principais características da placa, que jÁ de inicio se diferencia do modelo referência por ter 3GB de RAM, ao invés de 1.5GB.

Especificações:

  • Graphics Engine: GeForce GTX 580
  • Interface: PCI Express x16 2.0
  • Memory Type: GDDR5
  • Memory Size(MB): 3072
  • Memory Interface: 384 bits
  • Core Clock Speed(MHz): 832 (772MHz referência)
  • Memory Clock Speed(MHz): 4200 (4008MHz referência)
  • DVI Output: 2
  • D-SUB Output: 2(optional, via DVI to D-Sub adaptor)
  • HDMI-Output: 1
  • DisplayPort: 1
  • HDCP Support : Yes
  • HDMI Support : Yes
  • Dual-link DVI: Yes
  • Display Output (Max Resolution): 2560x1600
  • RAMDACs: 400
  • DirectX Version Support: 11
  • OpenGL Version Support: 4.0
  • SLI Support: Yes
  • 3-way SLI: Yes
  • Card Dimension(mm): 305x127x45mm

{break::Tecnologias by MSI}A MSI criou uma série de tecnologias exclusivas para alguns de seus modelos de placas de vídeo, abaixo vamos citar as principais disponíveis na N580GTX Lightning Xtreme Edition.

Military Class II

Esta tecnologia promete trazer muito mais qualidade e estabilidade à placa, unindo a qualidade dos componentes, HI-c CAPSFC e Solid CAP.

Os Hi-c Caps dela são, por exemplo, feitos de tântalo, um raro elemento químico muito mais resistente e mais condutivo, material que é utilizado também na fabricação de satélites e naves espaciais. A expectativa é que esses componentes tenham uma vida útil de até oito vezes mais que os capacitores sólidos, chegando a 160 mil horas de duração.

- Continua após a publicidade -

SFC provém mais de 10% de eficiência energética, proporcionando um melhor overclock e mais estabilidade.

Com o Solid CAP, os capacitores sólidos utilizados trabalham numa temperatura menor, aumentando a vida útil da placa, entre 12 e 40 anos, dependendo do uso.

Dust Removal Technology
Esta tecnologia faz com que os dois fans da placa girem invertidos nos 30 segundos após a placa ser ligada, expulsando toda a poeira interna para longe do heatsink e de todo o sistema. Após esses 30 segundos iniciais, automaticamente, eles mudam de direção e passam a refrigerar a placa normalmente, agora sem poeira.

Smart Temp Sensor Technology
Feito com um revestimento especial, os fans da placa mudam dinamicamente de cor quando a temperatura do ambiente começa a se aproximar de 45ºC. A tecnologia faz com que a cor dos ventiladores comece a passar do azul ao branco na medida em que a temperatura sobe, até ficar totalmente branca ao ultrapassar os 45ºC no ambiente.

Power4 Architecture

A nova arquitetura Power4 usa quatro tipos diferentes de tecnologias para melhorar a alimentação de energia. O primeiro é o 16 Phase PWM design, 16 fases que trazem três vezes mais eletricidade e estabilidade à GPU. Depois, temos os capacitores da nova geração, melhorando ainda mais a estabilidade do sinal. A placa ainda tem o melhor MOSEFT que a indústria produz, o CopperMOS, para suprir todas as suas necessidades e conferir estabilidade à GPU e à memória. Para os overclockers, todas essas tecnologias melhoram a segurança e estabilidade de suas operações.

- Continua após a publicidade -

Triple Overvoltage & Triple Temp Monitor
No quesito software, a N580GTX Lightning estÁ equipada com o programa exclusivo da MSI Afterburner Utility (V2.0.0). Os usuÁrios podem ajustar os clocks da GPU e da memória, assim como a voltagem da GPUMemory/PLL2 para potencializar as possibilidades de overclock da N580GTX Lightning. A função de tripla voltagem potencializa ainda mais a performance em overclocks em 34%, três vezes mais que o modelo padrão, possibilitando aos usuÁrios a melhor performance possível.

Propeller Blade

O Twin Frozr III proporciona mais eficiência na manutenção da temperatura da placa, assim como a redução no ruído gerado. Para tanto, a MSI utiliza o sistema Propeller Blade, que utiliza nas lâminas do cooler um design que proporciona até 20% a mais de fluxo de ar do que os designs tradicionais. Esse fluxo de ar, por sua vez, cobre uma Área maior da placa, diminuindo o calor gerado em cerca de 21ºC e o ruído em até 7 dB.

{break::Fotos}Abaixo, uma série de fotos da placa, que destacam seu acabamento impecÁvel. Reparem que ela possui um sistema de cooler baseado em dois FANs que, como demonstrado na pÁgina anterior, trocam de cor em determinada temperatura, passando do azul para o branco.

Outra característica da placa que vai agradar overclockers é que ela possui conectores para monitorar a voltagem através de multímetro, dando uma noção mais exata do comportamento em condições extremas.

Chaveador com suporte a dual bios, heatpipes, conectores do monitor banhados a ouro e dois conectores de oito pinos para entregar mais energia à placa são outras características positivas desse modelo.

- Continua após a publicidade -

Gerenciadores para monitoramento das voltagens, sistema dual bios e dijuntores para ativar/desativar opções de overclock também estão presentes no PCB.

Abaixo temos mais algumas fotos comparando a N580GTX Lightning Xtreme Edition com uma GTX580 referência da Nvidia. Nelas, podemos ver bem a diferença do tamanho do PCB, maior na placa da MSI, além, é claro, da qualidade no acabamento. 

Abaixo, algumas fotos da placa quando a tecnologia Smart Temp Sensor Technology estÁ sendo colocada em prÁtica. Vale destacar que, para os FANs ficarem na cor branca, não é a placa ou o chip que tem que ficar acima de 45 graus, mas sim a temperatura ambiente dentro do gabinete. Como não conseguimos essa situação, tivemos que criÁ-la e, para isso, nada melhor que um Secador de Cabelo... isso mesmo! Abaixo, as fotos comprovando que os FANs mudam mesmo de cor.

{break::MÁquina/Softwares utilizados}Como de constume, utilizamos uma mÁquina TOP de linha baseada em um processador Intel Core i7 3960X overclockado para 4.6GHz.

As placas utilizadas nos comparativos foram - além da VGA analisada - por parte de modelos com chip AMD: a HiS Radeon HD 6990, XFX Radeon HD 6970 e XFX Radeon HD 6950. JÁ por parte da NVIDIA, utilizamos as placas GeForce GTX 590, GTX 580 e GTX 570.

Abaixo, fotos do sistema montado com a N580GTX Lightning Xtreme Edition.

A seguir, os detalhes da mÁquina, sistema operacional, drivers, configurações de drivers e softwares/games utilizados nos testes.

MÁquina utilizada nos testes:
- Mainboard MSI Big Bang XPower II
- Processador Intel Core i7 3960X @ 4.6GHz
- Memórias 16 GB DDR3-1600MHz Corsair
- HD 1TB Sata2 Western Digital Black
- Fonte XFX ProSeries 1000W
- Cooler Master Hyper 212 EVO

Sistema Operacional e Drivers
- Windows 7 64 Bits 
- Intel INF 9.2.0.1030
- Catalyst 12.2 WHQL: Placas AMD 
- ForceWare 296.10 WHQL: Placas Nvidia

Configurações de Drivers
3DMark 
- Anisotropic filtering: OFF 
- Antialiasing - mode: OFF 
- Vertical sync: OFF 
- Demais opções em Default

Games: 
- Anisotropic filtering: Variado através do game testado 
- Antialiasing - mode: Variado através do game testado 
- Texture filtering: High-Quality 
- Vertical sync: OFF 
- Demais opções em Default 

Aplicativos/Games
- 3DMark 11 1.0.3 (DX11) 
- Unigine HEAVEN Benchmark 3.0 (DX11)

- Aliens vs Predator (DX11) 
- Batman Arkham City (DX11)
- Crysis Warhead (DX10) 
- Crysis 2 (DX11)
- DiRT 3 (DX11) 
- HAWK 2 (DX11)
- Just Cause 2 (DX10.1) 
- Mafia II (DX9) 
- Metro 2033 (DX11) 

{break::GPU-Z, Temperatura e Consumo de energia}Abaixo temos a tela principal do aplicativo GPU-Z com detalhes técnicos da MSI N580GTX Lightning Xtreme Edition, mostrando seus clocks mais altos em relação a um modelo referência, com core em 832MHz (default = 772MHz) e memórias em 4.200MHz (default = 4.008MHz).


Temperatura
Iniciamos nossa bateria de testes com um bench bastante importante: a temperatura do chip, tanto em modo ocioso como em uso contínuo.

Em modo ocioso (idle), o comportamento da N580GTX Lightning Xtreme Edition é excelente, ficando nada menos que 12 graus abaixo da GTX 580 referência, mostrando a eficiência do sistema de cooler da MSI.

{benchmark::2670}

Medimos o pico de temperatura durante os testes do 3DMark 11 rodando em modo contínuo, novamente com ótimo resultado da N580GTX Lightning Xtreme Edition, continuando como placa com a menor temperatura entre os modelos comparados. A diferença para com a GTX 580 referência aumentou ainda mais, em uso ficou em 18 graus, ótimo resultado e que comprova na prÁtica o bom desempenho do sistema de cooler da série Twin Frozr III.

{benchmark::2671}

{break::3DMark 11, Heaven 3.0}Com o 3DMark 11, versão mais recente do aplicativo para testes de desempenho de placas de vídeo mais famoso do mundo. Pela N580GTX Lightning Xtreme Edition vir overclockada de fÁbrica, tem obrigação de ter resultado superior a GTX 580, como vemos abaixo, o ganho ficou na casa de 6%.

{benchmark::2672} 

Unigine HEAVEN 3.0 - DirectX 11
Trata-se de um dos testes sintéticos mais "descolados" do momento, pois tem como objetivo mensurar a capacidade das placas 3D em suportar os principais recursos da API grÁfica DirectX 11, como é o caso do Tessellation.

Destacamos que a HD 6950 estÁ apresentando artefatos nesse teste e sempre trava logo no inicio, não sabemos o motivo mas possivelmente foi devido ao famoso BiOS MOD dela para uma HD 6970 que fizemos e que agora mostra as consequências.

O teste foi dividido em duas partes: uma sem e outra com o uso do Tessellation, ambas a 1920x1080 com o filtro de antialiasing em 8x e anisotropic em 16X.

Neste primeiro teste, com o tessellation desativado, a Lightning supera a referência em 4.4%, um pouco abaixo do esperado. Podemo ver também que ela fica consideravelmente atrÁs das novas placas da série 7900 da AMD.

{benchmark::2673}

As posições se mantiveram usando o tessellation ativado em modo normal, sendo que o ganho da Lightning sobre a referência subiu pra 5.0%, mas ainda assim 17% atrÁs da 7950.

{benchmark::2674}

{break::Aliens vs Predator}Chegamos finalmente ao ponto alto da review: os testes em jogos!

Nada melhor do que começar por Aliens vs Predator, game que traz o suporte ao DX11 e que foi muito bem recebido pelo público e crítica.

Na resolução de 1680x1050 o ganho da Lightning sobre a referência fica abaixo de 5%, inclusive perdendo para a 6970. Vale destacar que o Aliens vs Predator é um game onde as placas da AMD costumam superar as da Nvidia.

{benchmark::2675}

Praticamente nenhuma mudança na resolução de 1920x1080.

{benchmark::2676}

{break::Batman Arkham City}Lançado no final de 2011, a sequência Batman Arkham City é um dos games mais elogiados de 2011, mesmo que apresentando problemas relativos à API DirectX 11 na versão para PC. Utilizamos a versão atualizada que corrige o problema.

Mesmo sendo um game dominado pelas placas da Nvidia, mesmo a N580GTX Lightning Xtreme Edition não conseguiu fazer frente as novas placas Radeon 7900, inclusive com ganho bem pequeno da placa da MSI sobre a referência da Nvidia.

Assim como no Unigine Heaven 3.0, a HD 6950 travou constantemente e não conseguiu finalizar os testes com o Batman Arkham City. Essa é a única HD 6950 que temos e ela estÁ dando artefatos em alguns testes.

{benchmark::2677}

{benchmark::2678}

{break::Crysis Warhead}O FPS futurístico da Crytek fez muito barulho por trazer uma qualidade grÁfica bem superior a dos concorrentes e por ser considerado por muito tempo como um dos games que mais exigia recursos do computador, principalmente das placas 3D. Assim, nada melhor do que submeter as VGAs da review pelo crivo de "Crysis Warhead".

Finalmente a N580GTX Lightning Xtreme Edition alcança uma 7900, ficando empatada tecnicamente com a 7950 na resolução de 1680x1050. O ganho sobre a referência ficou na casa de 5% novamente.

{benchmark::2679}

{benchmark::2680}

{break::Crysis 2}Para os testes com o Crysis 2, utilizamos a ferramenta Adrenaline Crysis 2 Benchmark Tool, que lançamos ano passado e é utilizada por praticamente todos os websites internacionais para benchmarks com o Crysis 2. O game, como todos sabem, é referência em qualidade de imagem, e no mês de junho 2011 finalmente ganhou seu patch com suporte ao DirectX 11, jÁ que originalmente o game vinha apenas em DX9.

O ganho da N580GTX Lightning Xtreme Edition sobre a GTX 580 referência segue da mesma forma como os anteriores, entre não passando de 5%. Também podemos ver que ela não consegue fazer frente as novas placas da AMD, deixando essa briga para a GTX 680 que serÁ lançada nos próximos dias.

{benchmark::2681}

{benchmark::2682}

{break::DiRT 3}DiRT 3 é o game mais recente de uma das séries de corrida off-road de maior sucesso da história da indústria dos jogos eletrônicos. Lançado em junho de 2011, o game traz o que existe de melhor em tecnologia da API DirectX 11. Os testes com o game foram feito utilizando a ferramenta Adrenaline Racing Benchmark Tool.

Normalmente a Nvidia se sai muito bem rodando o DiRT 3, mesmo sendo um game apoiado pela AMD. Reparem que finalmente a N580GTX Lightning Xtreme Edition conseguiu superar a Radeon HD 7950, sem contar que esse modelo da XFX possui um belo overclock.

Na resolução de 1920x1080 o ganho da Lightning sobre a GTX 580 referência ficou em 6.2%. 

{benchmark::2683}

{benchmark::2684}

{break::HAWX 2}Agora é a vez da NVIDIA. Em HAWX 2, simulador aéreo da Ubisoft, a empresa tem grande vantagem sobre os modelos da AMD.

Este benchmark causou polêmica desde antes de seu lançamento, quando a AMD lançou nota à imprensa alegando que a Ubisoft (desenvolvedora do HAWX 2) deixou de usar código otimizado para todas as GPUs em benefício de um código que prejudicaria a performance das placas Radeon ao utilizar técnicas de renderização que tem melhor desempenho no Fermi da NVIDIA. Este, é sabido, tem maior poder de processamento de geometria ao renderizar até quatro triângulos por ciclo de clock, enquanto a HD 6800 (placa lançada na mesma época que o benchmark foi disponibilizado) renderiza apenas um triângulo por ciclo de clock.

Enfim, vamos aos resultados! Assim como demonstramos nas reviews da série 7900, esse é um dos poucos testes onde uma GTX 580 referência supera não apenas a 7950, mas também a 7970, dessa forma jÁ era esperado que a N580GTX Lightning Xtreme Edition conseguisse se distanciar ainda mais.

Na resolução de 1680x1050 podemos ver que a Lightning ficou a menos de 7% da Radeon HD 6990, atual placa TOP dual chip da AMD. O ganho da placa da MSI sobre a referência ficou entre 5 e 7%.

{benchmark::2685}

{benchmark::2686}

{break::Just Cause 2}Para fazer o "contra peso", as placas da série Radeon dominam em todos os segmentos rodando o Just Cause 2, curiosamente apoiado pela NVIDIA.

Por muito pouco a N580GTX Lightning Xtreme Edition supera a 6970, coisa que a GTX 580 referência não conseguiu fazer. Podemos ver também que mesmo esse modelo diferenciado da GTX 580 ficou consideravelmente longe da Radeon 7950.

{benchmark::2687}

{benchmark::2688}

{break::Mafia II}Mafia II trouxe a continuação do aclamado game de ação em terceira pessoa ambientado no obscuro mundo da mÁfia italiana dos anos 40 e 50, nos EUA.

Mesmo com a ótima melhora da Radeons 7900 quando utilizando o Catalyst 12.2 na comparação com o driver beta que utilizamos em suas reviews, a 7950 ainda não conseguiu superar a Lightning na resolução de 1680x1050, o que não é uma grande surpresa jÁ que as placas da Nvidia normalmente conseguem melhores resultados nesse teste.

JÁ na resolução mais alta a 7950 mostra a que veio e assume a posição. 

{benchmark::2689}

{benchmark::2690}

Como mencionei, na review da 7970 e da 7950, o drive beta estava com algum problema relacionado a esse game, deixando as placas com FPS muito abaixo do que se espera, pelo jeito a AMD conseguiu resolver.

{break::Metro 2033}Trata-se de um FPS da 4A Games baseado em um romance homônimo russo, que conta a saga dos sobreviventes de uma guerra nuclear ocorrida em 2013 que se refugiam nas estações de metrô. O game, que faz uso intensivo da técnica de Tessellation e demais recursos do DirectX 11, desbancou de Crysis o título de jogo mais pesado. Sendo assim, nada melhor do que observar como se comportam as VGAs sob este intenso teste.

Voltando a realidade, as GTX580, tanto a Lightning como a referência, novamente voltam a ficar atrÁs das novas 7900.

{benchmark::2691}

Na resolução de 1920x1080 existe um empate técnico entre a Lightning e a GTX 580 referência.

{benchmark::2692}

{break::Overclock: Temperatura, 3DMark 11}Como é bom fazer overclock em um produto que se comporta bem nessas condições. A N580GTX Lightning Xtreme Edition é um exemplo de produto totalmente diferenciado para overclock, sendo um de seus principais atrativos, afinal foi o conceito do projeto, desenvolver um produto que se comportaria de forma diferenciada em condições estremas.

Fizemos dois overclocks, um sem mexer na voltagem, e outro aumentando um pouco a voltagem. Sem mexer na voltagem, colocamos o core a 910MHz e as memórias a 4.6GHz, jÁ aumentando 25mv colocamos o core a 940MHz e as memórias a 4.8GHz, em ambos os casos com a placa se comportando de forma totalmente estÁvel, inclusive com pouca mudança na temperatura como mostraremos a seguir.

Incrível como a placa se comporta nessas condições, evitamos ir além para não acabar gerando algum problema. 

Confiram abaixo as telas do GPU-Z e os testes da placa quando overclockada, nos dois overclock que fizemos.


Temperatura
Mesmo com bom aumento no clock, a temperatura subiu apenas 4 graus, tanto a 910MHz como em 940MHz, outra prova do bom sistema de cooler da MSI.

{benchmark::2693}

3DMark 11
Em ambos os overclocks a N580GTX Lightning Xtreme Edition superou a Radeon HD 7950, coia que a GTX 580 referência não conseguiu fazer no 3DMark 11, mesmo assim quando rodando a 940MHz, overclock mais alto que fizemos na Lightning, ainda faltou quase 400 pontos pra alcançar a 7970, modelo TOP da nova geração da AMD.

{benchmark::2694}

{break::Overclock: AvP, Crysis 2 e DiRT 3}Além do 3DMark 11, fizemos testes com a placa overclockada na resolução de 1920x1080 em alguns games. Vamos acompanhar abaixo como a placa se comportou.

Aliens vs Predator
Em cima do AvP o ganho da placa quando overclockada foi bem bom, 10 e 15% respectivamente, no overclock mais alto, deixando ela bem próxima da 7950, que destacamos novamente, é um modelo overclockado.

{benchmark::2695}

Crysis 2
Novamente o comportamento da Lightning quando overclockada é muito bom, quando trabalhando em 940MHz ela fica bastante próxima da 7950, situação bem diferente da GTX 580 referência ou mesmo da Lightning com seu clock padrão, levemente superior ao padrão.

{benchmark::2696}

Metro 2033
Por fim, no Metro 2033 o ganho quando overclockado, mesmo sendo bom, acaba que não parecendo tão alto pelos FPS mais baixos. Podemos ver também que mesmo com o overclock mais alto a Lightning ainda fica consideravelmente distante da 7950.

{benchmark::2697} 

{break::Conclusão}Definitivamente a MSI N580GTX Lightning Xtreme Edition estÁ entre as melhores placas de vídeo baseadas no chip GeForce GTX 580, mas infelizmente fazer uma review dela nesse momento fica um tanto quanto esquisito, por mais que destaque todas suas tecnologias e diferenciais, a nova geração 7900 da AMD ganha na grande maioria dos testes, e acaba ofuscando uma placa excelente.

Desenvolvida visando agradar a usuÁrios entusiastas e overclockers, podemos dizer que a N580GTX Lightning Xtreme Edition é uma obra prima nesse ramo. Acabamento impecÁvel, projeto totalmente diferenciado com 16 controladores de fases e 3GB de VRAM (o dobro do modelo referência), além de ótimo potencial para overclock tornam-a uma das melhores GTX 580 jÁ desenvolvidas.

UsuÁrios que não possuem alto grau de conhecimento em overclock podem se aventurar sem problemas, a placa aguenta e foi desenvolvida visando evitar problemas que um modelo referência ou mais comum teria, e usuÁrios avançados poderão encontrar nela a possibilidade de bater recordes que mesmo modelos diferenciados não atingem.

Alguns extras como o sistema de FANs duplo que muda de cor quando a temperatura ambiente passar de 45 graus podem agradar aos mais ecléticos, mas como falamos, não passa de um mimo, porque não tem muito sentido.

O que é realmente interessante em relação ao sistema de cooler é que ao ligar o computador, os dois FANs ficam 30 segundos rodando ao contrÁrio, visando "jogar" para fora toda a poeira retida dentro dos FANs, passando esses 30 segundos os FANs voltam a rodar na rotação normal, que não gera nenhum problema jÁ que isso acontece quando o sistema estÁ sendo inicializado e não estÁ exigindo muito do GPU.

Vale destacar também que ela possui sistema com duas bios, controladores V-Check para monitorar a temperatura por multímetro, disjuntores para ativar/desativar funções de overclock da placa e por ai vai.

Uma pena termos recebido essa placa tão tarde e próximo do lançamento da GeForce GTX 680, afinal é um produto bem diferenciado e que acabamos mostrando muito tarde. Outro problema é que serÁ bem difícil encontra-la à venda, jÁ que o foco a partir de agora passa a ser totalmente em cima da nova geração Kepler da Nvidia. O lado positivo é que a MSI mais uma vez mostra que tem experiência de sobra para desenvolver produtos diferenciados e visando conquistar os usuÁrios mais exigentes do mercado.

Vale destacar que não fizemos um SLI dela com a GTX 580 referência porque a diferença na quantidade de memórias entre os modelos acaba que gerando incompatibilidade da tecnologia SLI, dessa forma inviabilizando o uso das placas combinadas. 

PRÓS
Excelente acabamento
Ótimo potencial para overclock
Projeto diferenciado com foco em público entusiasta e overclockers
Sistema de cooler "auto-limpante"
Baixa temperatura com pouco ruído
Pode ter queda de preço com a chegada da GTX 680, isso se encontrada
CONTRAS
Difícil de ser encontrada
Não faz frente a série Radeon 7900
A GeForce GTX 680 estÁ chegando
Assuntos
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.