ANÁLISE: ZOTAC ZBox Nano AD10

ANÁLISE: ZOTAC ZBox Nano AD10
Por 29/11/2011 09:23 comentários Reportar erro

Tudo bem, sabemos que boa parte dos nossos leitores são gamers entusiastas que não trocam suas mÁquinas de super desempenho por nada. Bom, talvez eles troquem pela Megan Fox, mas não sem antes hesitar um pouco. Sabemos que a performance de uma mÁquina é crucial para as escolhas de compras de muitos, mas parem um pouco e prestem atenção nesta maquininha aqui. É o Zbox Nano AD10 da Zotac, considerado o menor mini-PC do mundo, com apenas 12,7cm X 12,7cm X 4,5cm.


O Zbox Nano é uma excelente opção de computador desktop para quem quiser usÁ-lo como Media Center ou mesmo para computação casual. É o chamado HTPC. É um aparelho simples, silencioso e, principalmente, muito pequeno. Para melhorar a situação, as especificações do aparelho não deixam a desejar. Na verdade, é até impressionante pensar quanta coisa coube nessa caixinha.

O processador do mini-PC é uma APU AMD -350, dual-core, com capacidade de até 1,6GHz. A GPU integrada é uma AMD Radeon HD 6310, com DirectX 11 e até 500MHz de velocidade de processamento. O chipset utilizado foi o AMD M1. Para aqueles que quiserem, o Zbox ainda vem com um slot DDR3-1066 SO-DIMM de 204 pins que suporta até 4GB de memória e um outro slot SATA 3 de 2,5 polegadas para HDs. Assim, mesmo essa maquininha pode ser modificada e atualizada. Abaixo, você pode ver uma tabela completa com as especificações:

 CPU

AMD E-350 APU Platform (dual-core, 1,6GHz)

 Chipset AMD M1
GPU AMD Radeon HD 6310
 Networking

Gigabit LAN (10/100/1000 Mbps)

802.11n WiFi

Bluetooth 3.0

Audio
Onboard 8-channel Digital Audio via HDMI, Stereo Analog Audio
 Leitor de cartões

SD

SDHC

MMC

MS

- Continua após a publicidade -

MS Pro

xD

 Portas

HDMI

DisplayPort

Mic/Headphone

2x USB 2.0

2x USB 3.0

RJ45

- Continua após a publicidade -

eSATA

 Cooler
Ventilador
 Expansões

204-pin DDR3-1066 SO-DIMM slots (supports up to 4GB)

2,5-inch hard drive (SATA 6,0 Gb/s)

O mini-PC pode ser conectado a qualquer monitor ou televisão com conexão HDMI, a não ser pelo detalhe que a caixa não traz nenhum cabo para conexões de vídeo ou Áudio. Nem mesmo um DisplayPort que, embora seja muito pouco usado, pode servir como conexão para o aparelho. Junto do Zbox recebemos os manuais de instrução, um adaptador AC, um cabo de energia, um controle remoto, pilhas, um receptor externo de infra-vermelho e um CD com os drivers de instalação. Algumas coisas interessantes sobre esse kit: O PC não tem drive de CD ou DVD e, portanto, um CD com drivers parece ser, no mínimo, inútil; em contraposição, a Zotac adicionou um receptor externo de infra-vermelho para que se possa equilibrar a caixa atrÁs do monitor e não sofrer com o sinal do controle remoto.

  

- Continua após a publicidade -

Nas próximas pÁginas vamos desvendar um pouco mais sobre o menor desktop do mundo e você vai poder decidir se ele atende ou não às suas necessidades. Mas, antes, vamos entender melhor o que é um HTPC.

{break::HTPC} Nos últimos anos assistimos à saída dos computadores dos escritórios e, cada vez mais, eles tomam conta de outras partes da casa. Os Home Theater Personal Computer (HTPC), principalmente os portÁteis como o Zbox, são a última prova de que os PCs estão tomando múltiplas funções na nossa vida. Ligados a uma TV ou a um monitos, os HTPC funcionam como agregadores, funcionando como um DVD/Blu-Ray player, um CD player, um gravador de mídias e vÁrios outros dispositivos multimídia.

Mesmo que notebooks sejam fÁceis de carregar e possam ser usados em diversas tarefas, muitos pecam no desempenho na hora de reproduzir mídias. Para suprir essa necessidade foi que surgiram os HTPCs. E por mais que nem todo mundo tenha um em casa, sua popularidade têm crescido e, de fato, é difícil encontrar uma TV hoje que não tenha suporte para exibição da tela de PCs através de HDMI ou VGA.

Os HTPCs ainda podem ser personalizados para aumentar sua performance, o que agrada a muitos fãs de hardware. Para melhorar, ainda são estremamente silenciosos e ficam bem nos ambientes comuns, coisas essenciais para aparelhos que a pessoa deixa na sua sala enquanto assiste a um filme.

 Em geral, como acontece no Zbox, ele jÁ vêm com controle remoto e sistemas de reprodução de mídia, como o Windows Media Center.

{break::Design}Por fora, o Zbox é uma caixa quadrada de metal com uma tampa plÁstica negra. Ele é bem parecido com um Apple Mac mini, mas é muito menor e tem a parte de cima e de baixo pretas. Suas bordas tem acabamento arredondado bastante bem feito. De fato, é um aparelhinho simpÁtico. Quando ligado, um círculo verde se acende na parte superior, dando uma estética high tech bem interessante.

Na parte da frente, o aparelho tem, além do botão liga/desliga, dois LEDs indicando funcionamento, um receptor de infra-vermelho, um leitor de cartões, uma saída para microfone e uma para headphone. Nas laterais, ficam as saídas de ar para resfriamento. AtrÁs, estÁ a antena, além das duas entradas USB 2.0, as duas entradas USB 3.0, a porta eSATA, as conexões HDMI e DisplayPort, uma entrada para ethernet, e uma para o cabo de força.

  

O Zbox Nano é o tipo de aparelho que fica bem em qualquer ambiente. É super discreto e, mesmo ligado, tem um ar elegante. Ele não vai ficar feio na sua sala, mas o melhor mesmo é a possibilidade de fixÁ-lo à parte de trÁs do monitor ou da TV com o adaptador VESA. Muito útil para ambientes com pouco espaço ou mesas pequenas.

{break:: Vídeos e Games}Uma especialidade do mini-PC é a reprodução de vídeos em altíssima qualidade de forma muito suave. Rodamos aqui na redação um filme em Full HD, em resolução 1360 x 768 e tivemos um resultado excelente. A transposição de frames acontecia sem nenhuma falha e mesmo quando aceleramos o filme, as imagens se mantiveram estÁveis. Com certeza, um dos pontos altos do aparelho, porque lhe permite se tornar um excelente Media Center.

É claro, os desenvolvedores estão bem cientes disso e  jÁ colocaram junto com o aparelho um controle remoto com todas as funções necessÁrias para o um reprodutor de vídeos. Inclusive um grande botão verde que acessa o Windows Media Center em apenas um toque. Além, é claro, dos clÁssicos volume, pause, play, avanço e até REC. Usamos a nossa TV como monitor e fizemos quase um cinema com 1080p.

 


Nos games é que o Zbox não se sai nada bem. Claro, o aparelho não foi nem pensado para esse tipo de público, mas o desempenho dele chega a ser desesperador. Testamos aqui na redação o FarCry 2, um jogo jÁ bem antigo, e nas configurações mais baixas o sistema dificilmente chegava aos 30 fps. Nas configurações médias, o jogo travava muito e nas altas era impossível querer fazer qualquer coisa. Claro, você ainda vai poder usÁ-lo para jogar o seu Angry Birds, ou mesmo seu Grim Fandango, mas qualquer jogo mais novo fica descartado.

Como eu estava dizendo no início, esse não deve ser o seu computador principal se você precisa de desempenho. Claro, ele nunca foi pensado para isso. O Zbox Nano pretende ser uma alternativa para a computação casual e é uma bela idéia em um mundo no qual a portabilidade é cada vez mais desejada. 

Um ponto extremamente bem-vindo, também, é o silêncio da mÁquina. O único barulho que o Zbox faz é quando estÁ ligando. Depois, mesmo quando rodamos os vídeos, o silêncio é absoluto. E, se unido com uma bela caixa de som, o Áudio produzido por ele também é considerÁvel. O som em HD, transmitido pelo cabo HDMI, em conjunto com o vídeo em FullHD fazem do aparelho uma ótima opção para assistir filmes, seriados, etc.

{break::Benchmarks} Abaixo vocês podem ver algumas imagens dos softwares CPU-Z e GPU-Z com dados específicos da plataforma Zacate rodando. O core speed fica na casa dos 803MHz, enquanto o clock da placa de vídeo estÁ em 492MHz.


Nos testes com o wPrime, no processo 32M, o Zbox demorou 72 segundos, um valor muito alto mesmo para um aparelho portÁtil. No processo de 1024M, a demora foi de 2215 segundos, mais uma vez comprovando o baixo desempenho.

Com o Cinebench não foi diferente. Tanto no teste de CPU quanto no OpenGL, as velocidades do Zbox foram as últimas do ranking. No teste de CPU, o aparelho recebeu 0,64pts e no OpenGL ficou com 7,76fps. De fato, valores muito baixos que só fazer reforçar que o mini-PC não é para ser usado para nenhuma atividade que demande muita performance. Nos testes do PCMark, o Zbox se saiu com 1057 pontos, outro valor bem baixo.

 

Nos testes com o BenchMark de Crysis 2, os resultados foram abaixo do esperado mesmo para um processador fraco. Nas configurações mais baixas o framerate médio chegou a 21,6fps e nas altas não passou de 13,39fps. Abaixo, os links para os resultados.

Low

Medium

High

{break::Conclusão} O Zotac Zbox é, basicamente, um computador para uso casual e para ser usado como Media Center. Qualquer uso fora disso, é um desastre. Mas não desista do aparelho logo de cara. Nas duas funções às quais ele se presta, ele tem um desempenho excepcional para o tamanho da mÁquina. É impressionante ver esse aparelhinho funcionando melhor do que muito DVD Player por aí e, mais, sem nenhuma travadinha.

É aquela velha história: Para quem o Zbox foi desenvolvido? Se você é alguém com pouco espaço em casa e quer uma solução boa para poder usar a Internet e assistir aos seus filmes preferidos, então vÁ até a loja mais próxima e compre o seu exemplar. Agora, se você é um gamer com sede por MHz e overclocking, nem pense em chegar perto do aparelho, ou vai querer jogÁ-lo longe. Pessoalmente, acho que, mesmo não sendo feito para isso, a performance do Zbox decepciona.

Não que desempenho seja tudo, a experiência proporcionada pelo aparelhinho compensa. Mas não doeria nada ele ter ali uma placa de vídeo melhorzinha. Digo isso até porque o preço da mÁquina no Brasil ainda estÁ altíssimo. LÁ fora eles não podem reclamar, por US$300 compram uma mÁquina dessas e usam quando precisarem, mas aqui os mais de R$1000 que o Zbox custa inviabilizam a compra dele como segunda opção de computador.

Por isso, pense bem antes de comprar o Zbox. Para alguns ele pode se tornar um excelente aparelho, que atende todas as suas necessidades. Para outros, pode ser um caixinha entulhada no canto da sala. 

Assuntos
Tags
  • Redator:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.