ANÁLISE: Kaspersky Mobile Security 9

ANÁLISE: Kaspersky Mobile Security 9

JÁ parou para pensar na quantidade de dados pessoais que você confia ao seu smartphone? Como pequenos companheiros sempre presentes, os aparelhos estão recheados de nomes, fotografias, números de telefone, endereços de e-mail e mensagens de todos os tipos. Pense, então, em tudo isso caindo em mãos erradas.



Nos Estados Unidos, uma a cada três pessoas jÁ teve o celular perdido ou roubado, como indica uma pesquisa da Strategy One revelada em fevereiro. No Reino Unido, a proporção é de um a cada cinco, ou aproximadamente 20%. Com o aparelho roubado, vai-se também uma parte das experiências e da intimidade do usuÁrio, coisas que, evidentemente, ninguém deseja compartilhar com um desconhecido.

Em paralelo a isso, cresce o número de malwares especializados em atacar dispositivos móveis. O ano de 2010 marcou esse crescimento, registrando um aumento de 33% em relação ao ano anterior, conforme pesquisa da AdaptiveMobile. Nas últimas semanas, diversos códigos maliciosos têm surgido para o Android, por exemplo, o que levou o Google a remover mais de 30 apps perigosos do Android Market.

Esse cenÁrio deu a chance para empresas de segurança entrarem no mercado móvel. É o caso da Kaspersky, que atua hÁ 14 anos no segmento da segurança digital. A companhia, com origem na Rússia, além de suas suítes de segurança para PCs, disponibiliza também o Kaspersky Mobile Security para uma variedade de plataformas móveis, como uma solução para assegurar a privacidade do usuÁrio e proteção contra ameaças.

Disponível para Symbian, BlackBerry, Windows Mobile e Android, o aplicativo compila recursos a mais ou a menos, dependendo do sistema. Recebemos a versão 9, para Android, que inclui proteção anti-roubo e anti-spam, configurações de privacidade e antivírus. As versões para Windows Mobile e Symbian contam ainda com Firewall, controle dos pais e criptografia, enquanto o BlackBerry beneficia-se do anti-roubo e anti-spam.


{break::Requisitos do sistema e principais características}O Kaspersky Mobile Security requer qualquer um dos seguintes sistemas operacionais:

Symbian 9.1, 9.2, 9.3, 9.4 Series 60 (apenas aparelhos Nokia)
Symbian^3
Windows Mobile 5.0, 6.0, 6.1, 6.5
Android 1.5, 1.6, 2.0, 2.1, 2.2, 2.3
BlackBerry 4.5 – 6.0

Os principais recursos do app incluem:

  • Proteção anti-roubo: bloqueia e limpa remotamente o celular em caso de perda ou roubo e localiza o aparelho perdido com o GPS Find e o Google Maps mesmo que o chip tenha sido substituído.
  • Proteção anti-spam: bloqueia chamadas e mensagens de texto de números especificados ou desconhecidos e evita que spams cheguem ao telefone.
  • Proteção de privacidade: controla o que outras pessoas podem ver e acessar quando pegarem o celular e mantém determinadas chamadas e mensagens SMS recebidas completamente ocultas até o momento oportuno para visualizÁ-las.
  • Proteção antivírus: impede que vírus infectem o telefone.

{break::Instalação e interface}Para baixar e instalar o KMS 9 no Android, é necessÁrio, antes de tudo, um app que faça a leitura de códigos QR. Depois, basta ir ao endereço http://brazil.kaspersky.com/downloads/versoes-de-teste/mobile-security e inserir um nome e endereço de e-mail para receber o código que darÁ acesso ao download do aplicativo. O leitor de QR farÁ o serviço de dar o acesso ao app direto pelo smartphone.

A partir daí, o download é rÁpido e basta aceitar as permissões para que o KMS se instale no aparelho. O processo pode ficar um pouco lento em smartphones mais antigos. No meu Milestone 1, por exemplo, o app travou na hora de inserir a senha de segurança e foi preciso reiniciar o aparelho completamente. Depois disso, tudo funcionou normalmente.



Essa senha, aliÁs, é o primeiro passo na configuração do KMS e é importantíssima, pois é ela que identificarÁ você para o telefone, evitando que qualquer outra pessoa altere as configurações do software. Escolha uma senha forte e trate de nunca esquecê-la!

A interface do app é limpa e bonita, com cores que remetem à toda identidade visual dos softwares da Kaspersky para computadores. O tom predominante é o verde-azulado, que contrasta com as letras e detalhes em branco. O resultado é discreto e agradÁvel.



As opções são dispostas em listas que abrem submenus drop-down com mais opções que, por sua vez, podem levar você a outra tela com ainda mais configurações. Tudo é muito intuitivo e fÁcil de achar e setar as preferências exige poucos toques na tela.

- Continua após a publicidade -


O app fica sempre rodando em background e exibe o status da proteção na barra de notificações. É possível também adicionar um widget na homescreen do Android para a mesma função. É um ícone pequeno com o escudo da Kaspersky que, de acordo com a cor, representa a profundidade da defesa. Quando o ícone estÁ cheio e completamente verde, por exemplo, é porque tanto o antivírus quanto a proteção de privacidade estão ativados. Caso o usuÁrio desative o antivírus, por exemplo, o escudo ficarÁ transparente.



Clicar no escudo leva o usuÁrio às configurações do app, mas nem sempre a senha é solicitada, o que torna um pouco duvidoso deixar esse widget tão acessível. Particularmente, acho melhor deixar o acesso ao app mais escondido, sem recorrer a esse recurso. Em casos como esse, a discrição é um atributo fortíssimo.

{break::Defesa contra chatos e bisbilhoteiros}HÁ uma forma eficiente no KMS 9 de evitar spam via celular, especialmente aquelas mensagens de operadoras que chegam nas piores horas oferecendo planos e promoções que você não estÁ nem um pouco interessado. Trata-se do filtro de chamadas e SMS, um dos recursos mais interessantes da aplicação.

A configuração pode ser feita de dois modos: através de uma Black List ou de uma White List, sendo que você pode escolher se o app funcionarÁ apenas em um dos modos ou em ambos. Explico: na black list, como o nome sugere, você adiciona os números indesejados, enquanto na white list você deixa os permitidos. Se o KMS for configurado para rodar no modo "ambas as listas", o celular vai bloquear apenas a black list e permitir os da white. No modo "Black", o software vai permitir tudo, exceto os números proibidos. JÁ o modo "White" é mais radical: ele bloqueia todas as ligações, exceto as permitidas manualmente pelo usuÁrio.



Na hora que você recebe uma chamada, o aplicativo logo pergunta se você deseja colocar o número na White list, na Black list ou ignorar e deixar tudo como estÁ. Assim, fica fÁcil evitar que algum chato fique ligando para você e enviando torpedos. Só não dÁ para configurar manualmente o que você deseja bloquear – vai que você queira impedir apenas torpedos de um determinado número e não ligações. Só dÁ para evitar os dois, sempre. Na hora que alguém bloqueado tenta ligar para você, receberÁ um aviso que o telefone estÁ fora da Área ou desligado, sem levantar suspeitas.



A proteção de privacidade é outro recurso bem útil, especialmente se você tem algo a esconder. Com ele, você escolhe determinados contatos dos quais você deseja eliminar qualquer vestígio. Basta escolher se você quer esconder o nome da pessoa dos contatos, as chamadas ou os SMS. Ou tudo junto. Depois, é só adicionar cada número na lista.



Feito isso, é preciso ligar o modo privacidade para esconder os dados. Isso pode ser feito imediatamente, ou com algum "atrasos" entre cinco e 30 minutos. Outra opção é esconder as informações remotamente através do envio de um SMS com o texto "hide:" seguido da senha definida na instalação.



Depois, é só olhar sua agenda de contatos, bem como registros de ligações passadas e de mensagens de texto recebidas para constatar que os registros das pessoas escolhidas desapareceram. Para ver de novo tudo normalmente, basta desativar o modo privado no app, após digitar a senha. Também é possível excluir as pessoas da lista, uma a uma.


Cadê o Alexandre Lunelli?


Mais uma vez, infelizmente, não é possível configurar manualmente as opções para cada contato. Se você opta por esconder ligações e SMS, por exemplo, esses dados serão escondidos para todos os contatos da lista. Não dÁ para escolher individualmente o que serÁ bloqueado ou não, opção que tornaria o software mais completo e detalhista.

{break::Evitando malwares e decepcionando ladrões}O KMS9 vem com funcionalidade antivírus, que oferece uma proteção residente interessante. A cada aplicativo que você baixa no Market, o software faz um rÁpido escaneamento para verificar se o arquivo é seguro ou não. O resultado aparece na barra de notificações.

O mesmo ocorre para qualquer arquivo que você abrir no celular. DÁ para configurar o aplicativo para fazer a varredura em tudo ou apenas nos executÁveis também, caso você tenha muita certeza do que estiver fazendo e deseja poupar tempo. Outra possibilidade é realizar um scan sob demanda ou, ainda, agendar verificações para aqueles períodos em que você deixa o aparelho ocioso.



É uma pena que não exista um recurso de quarentena, logo, suas opções com um arquivo considerado suspeito e resumem a excluir ou ignorar – o que pode ser perigoso, dependendo do caso. De qualquer forma, a proteção antivírus não apresentou falsos negativos durante os nossos testes, o que leva a crer que o KMS 9 é bastante confiÁvel nesse aspecto.

- Continua após a publicidade -



Sem dúvidas, porém, a funcionalidade mais importante do software é a proteção anti-roubo. Muito fÁcil de configurar, o recurso certamente deixarÁ ladrões na mão se tentarem utilizar o seu smartphone.



O anti-roubo conta com quatro funções. A primeira é o bloqueio do dispositivo. Ao ativÁ-lo, o KMS vai solicitar que você utilize uma homescreen específica – mas não se preocupe, o aspecto visual da sua interface vai continuar o mesmo. Aceite e configure a mensagem que aparecerÁ quando o aparelho for bloqueado.



Aí, basta enviar um SMS com o comando block:senha (a mesma que você definiu da primeira vez que executou o KMS) e pronto: o dispositivo ficarÁ travado na tela do Kaspersky exigindo a senha para desbloqueio e exibindo a mensagem que você configurou. Para você ter certeza de que deu tudo certo, o celular que você usou ainda dispara um alerta e "responde" o SMS avisando que o aparelho estÁ devidamente bloqueado.



E aí você pensa: e se o larÁpio tirar o cartão SIM? Mais fÁcil ainda: é só usar a função SIM Watch, configurada para também bloquear o celular. Assim, se alguém pegar seu aparelho e retirar o SIM, o software dÁ conta de bloqueÁ-lo, impedindo o uso indevido. Ele impede, inclusive, que se tenha acesso aos arquivos armazenados no cartão SD caso o smartphone seja conectado ao PC via USB.



No caso de troca por outro SIM, além do bloqueio, o KMS ainda envia para o seu e-mail ou outro número de celular de sua escolha um alerta, incluindo o novo número utilizado pelo smartphone. Essencial principalmente se, de alguma forma, o ladrão conseguiu driblar o bloqueio e usar o aparelho mesmo assim.



Vale lembrar que o app não oferece nenhuma resistência à desinstalação. Conseguimos remover o KMS facilmente usando um gerenciador comum de apps obtido no Market. Seria um pouco mais coerente se o app fosse mais "insistente" e pedisse a senha também no momento da própria remoção.

Outro recurso é o Data Wipe, que funciona da mesma forma que o bloqueio. Através do comando wipe:senha, você apaga os dados pessoais do telefone remotamente. Nas configurações do app, é possível selecionar quais dados serão excluídos: informações pessoais (contatos, registros de chamadas e eventos do calendÁrio) e pastas específicas, que devem ser adicionadas uma por uma.



É uma pena que o KMS não inclua uma ferramenta de backup para sempre manter os dados seguros em casos como esse. Não é legal pensar em ter que apagar tudo o que você guardava no telefone sem ter como recuperar depois, a não ser que utilize soluções de terceiros. Seria interessante poder restaurar rapidamente um backup com uma outra instalação do KMS em um novo aparelho ou no antigo recuperado.

Caso o smartphone esteja com a conexão de dados ativada ou conectado a uma rede Wi-Fi, com sorte você pode conseguir as coordenadas de localização com o recurso GPS Find. Do mesmo modo que as outras funções, nesse caso o comando a ser enviado de outro aparelho é o find:senha. Logo, você receberÁ as coordenadas via SMS e via e-mail, junto a um link para encontrar o aparelho no Google Maps.

{image}


Nos nossos testes, tudo funcionou com precisão e demorou menos de cinco minutos para que recebêssemos as informações. Porém, os dados são recebidos apenas uma vez após o envio do torpedo, ou seja, o software não fica rastreando o celular o tempo todo. Se você der azar de enviar o comando em um momento no qual o KMS não consegue determinar a localização, você precisarÁ mandar outros SMS insistindo até obter algum êxito.

{break::Conclusão}Proteger os dados de um companheiro tão presente em nossas vidas é fundamental e o Kaspersky Mobile Security 9 faz isso muito bem. Realmente dÁ uma sensação de segurança manter o app instalado, sabendo que você terÁ a que recorrer em casos de perda ou roubo.

Apesar dos solavancos iniciais, rapidamente o smartphone "se acostuma" com o app e não apresenta quedas de desempenho significativas. Claro que tudo funciona bem melhor em um modelo mais recente e poderoso, mas a solução também se saiu muito bem em um Milestone 1. Também não hÁ quedas drÁsticas na autonomia da bateria, mesmo que o aplicativo rode em background o tempo todo. Nesses aspectos, o KMS 9 é impecÁvel.

- Continua após a publicidade -

O antivírus não é o foco da suíte, mas é uma boa prevenção para quem vive baixando apps do market e demais arquivos. O filtro de chamadas e SMS é ótimo para evitar propagandas, telemarketing e até pessoas chatas que você quer ignorar. Mas o recurso mais importante é, sem dúvidas, o anti-roubo.

Os alertas via e-mail e bloqueios automÁticos em casos de remoção ou troca do cartão SIM; e a possibilidade de apagar dados pessoais e de impedir o uso do aparelho completamente de forma remota, precisando apenas de outro celular para enviar um simples SMS tornam o KMS 9 um dos aplicativos mais interessantes que existem para o Android. O recurso acrescenta ainda algo que os donos de iPhones jÁ conhecem bem: o rastreio do telefone via GPS, algo que pode ser feito também apenas através de um comando SMS e acompanhamento no Google Maps.

Falta só um recurso de backup para evitar a imensa dor de cabeça (e no coração) se o usuÁrio apagar de uma vez só tudo o que estÁ no smartphone para impedir o acesso de terceiros. Dificultar a desinstalação, apesar de poder ser considerada inconveniente por muitos usuÁrios, também seria fundamental para dificultar ainda mais o uso por pessoas não autorizadas.


PRÓS
Interface bonita e funcional
Não prejudica drasticamente o desempenho nem a autonomia do aparelho
Bloqueio eficiente de chamadas e torpedos indesejados
Permite rastrear ladrões e descobrir trocas de SIM
CONTRAS
Falta uma ferramenta de backup em caso de necessidade de exclusão dos dados
Eventualmente, não exibe a tela de desbloqueio com senha
Não dificulta a desinstalação por terceiros
Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.