ANÁLISE: HIS 6970 IceQ Turbo

ANÁLISE: HIS 6970 IceQ Turbo

Recebemos da HiS as placas Radeon HD 6850 e 6870 com selo IceQ, agora foi a vez da versão 6970, que também leva o selo IceQ e tem um leve overclock de fÁbrica. Estamos falando do modelo HiS 6970 IceQ Turbo.

A seguir iremos analisar a placa por completo, fazendo uma comparação com outra Radeon HD 6970 com características de um modelo referência. Para saber maiores detalhes da GPU Barts, assim como as tecnologias suportadas, confira nossa review da XFX Radeon HD 6970 publicada em dezembro de 2010.

HiS 6970 IceQ Turbo
A placa de vídeo HIS 6970 IceQ Turbo tem clock do core trabalhando em 900MHz e memórias em 5600MHz, contra 880MHz / 5.4GHz do modelo de referência. O sistema com tecnologia IceQ faz a placa atingir temperaturas menores que o modelo referência, além de gerar menos ruído.

Ela ainda é compatível com a tecnologia HD3D estereoscópica e com DirectX 11, e permite o uso de monitores simultâneos com o recurso AMD Eyefinity.


{break::IceQ, DiRT 3}Os diferencias desta placa, em relação aos outros modelos com o mesmo chip, são o IceQ e o overclock de fÁbrica. Isso sem falar no game que vem grÁtis, por tempo limitado, o DiRT 3.

Agora vamos falar um pouco destes diferencias e deste jogo, tão aclamado pela crítica especializada.

IceQ
A tecnologia IceQ trata-se de um sistema de resfriamento desenvolvido pela HIS, tal qual o Cyclone da MSI, diminuindo tanto a temperatura quanto o ruído se comparado às versões da mesma placa sem este sistema. Essa performance é alcançada a partir do potencial do cooler presente na placa, bem como dos heatpipes, que unidos contribuem para o desempenho total do sistema de refrigeração.

- Continua após a publicidade -

O cooler da 6970 IceQ Turbo é mais silencioso e de acordo com a HiS diminui em até 23 º Celsius a temperatura em relação ao modelo padrão desta placa, sem o IceQ.

Os 4 Heatpipes têm papel fundamental na manutenção no baixo índice de temperatura alcançados, retirando calor das Áreas próximas ao processador. JÁ o design da placa foi projetado para facilitar a passagem do ar, ajudando na retirada do ar quente e, consequentemente, no resfriamento do sistema.

DiRT 3
DiRT 3 é o terceiro jogo de uma série consagrada que simula corridas de carros do tipo rally.
Nesta nova versão, lançada hÁ pouco mais de 1 mês (em 24 de maio), você pode escolher entre mais de 50 carros, com o dobro de pistas da última versão.

Se você ainda não jogou nenhum jogo da franquia, conheça um pouco mais do game na review que fizemos recentemente clicando aqui. Este jogo, vem completo e original na compra dessa placa, mas por tempo limitado.


{break::Fotos}Nas fotos abaixo podemos ver o design e acabamento clÁssico da HiS, sempre de primeira por sinal.

- Continua após a publicidade -

Podemos ver que o FAN foi reposicionado, assim como a estrutura do cooler foi aumentada, tanto subindo um pouco justamente na parte onde fica o FAN, como ficando um pouco mais larga do que modelos referência.

Outro destaque são os heatpipes externos, dando um ar mais imponente na comparação com modelos referência, que possuem todos os heatpipes "escondidos" pela "capa" do cooler.


Mais abaixo temos mais algumas fotos, comparando a HiS 6970 IceQ Turbo com a XFX Radeon HD 6970, placa com características de um modelo referência.

{break::MÁquina/Softwares utilizados}Assim como sempre, utilizamos uma mÁquina TOP de linha baseada em um processador Intel Core i7 980X overclockado para 4.2GHz.

As placas utilizadas nos comparativos foram, por parte da AMD (ATi) foram a HiS 6970 IceQ Turbo, XFX Radeon HD 6970, XFX Radeon HD 6950 e a HiS Radeon HD 6990 nos testes de Crossfire, jÁ por parte da NVIDIA, utilizamos as placas GeForce GTX 580 e GTX 570.

- Continua após a publicidade -

Abaixo, uma foto da HiS 6970 IceQ Turbo montada no sistema utilizado para os testes.

A seguir, os detalhes da mÁquina, sistema operacional, drivers, configurações de drivers e softwares/games utilizados nos testes.

MÁquina utilizada nos testes:
- Mainboard Gigabyte G1.Assassin
- Processador Intel Core i7 980X @ 4.2GHz
- Memórias 4 GB DDR3-1600MHz Corsair Vengeance
- HD 1TB Sata2 Western Digital Black
- Fonte XFX 850W Black Edition
- Cooler Thermalright Venomous X

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 7 64 Bits
- Intel INF 9.2.0.1030
- Catalyst 11.6b hotfix: Placas AMD
- ForceWare 275.33 WHQL: Placas Nvidia

Configurações de Drivers:
3DMark
- Anisotropic filtering: OFF
- Antialiasing - mode: OFF
- Vertical sync: OFF
- Demais opções em Default

Games:
- Anisotropic filtering: Variado através do game testado
- Antialiasing - mode: Variado através do game testado
- Texture filtering: High-Quality
- Vertical sync: OFF
- Demais opções em Default

Aplicativos/Games:
- 3DMark 11 1.0.2 (DX11)
- Unigine HEAVEN Benchmark 2.5 (DX11)

- Aliens vs Predator (DX11)
- Crysis Warhead (DX10)
- Crysis 2 (DX11)
- DiRT 3 (DX11)
- F1 2010 (DX11)
- HAWK 2 (DX11)
- Just Cause 2 (10.1)
- Mafia II (DX9)
- Metro 2033 (DX11)
- StarCraft II (DX10)

{break::GPU-Z, Temperatura}Abaixo temos a tela principal do aplicativo GPU-Z com detalhes técnicos da HiS 6970 IceQ Turbo, mostrando seus clocks um pouco superiores a um modelo referência, com core em 900MHz (default = 880MHz) e memórias em 5.6GHz (default = 5.4GHz).

Provavelmente na prÁtica o ganho de desempenho deve ser muito baixo sobre um modelo referência, veremos a seguir.


Temperatura
Iniciaremos nossa bateria de testes com um bastante importante: a temperatura do chip, tanto em modo ocioso como em uso contínuo.

Em modo ocioso geralmente não hÁ grandes diferenças nas temperaturas entre os sistemas comuns e os que possuem um tipo de refrigeração mais aprimorado, jÁ que não hÁ grande atividade de processamento no momento.

{benchmark::1944}

Rodando à toda capacidade jÁ podemos notar uma grande diferença entre as placas. A diferença entre a HIS 6970 IceQ Turbo e a XFX Radeon HD 6970 foi de 16 graus, muita coisa. Isso se deve ao sistema de refrigeração presente na placa, o IceQ, bastante conceituado e mostrando na prÁtica sua boa atuação.

{benchmark::1945}

{break::3DMark 11, Heaven 2.5}Com o 3DMark 11, versão mais recente do aplicativo para testes de desempenho de placas de vídeo mais famoso do mundo, o desempenho da His 6970 IceQ Turbo foi razoÁvel, melhor que a placa com o mesmo chip mas sem overclock da XFX, mas deixando a placa atrÁs da Geforce GTX 580 e 570.

{benchmark::1946}

Unigine HEAVEN 2.5 - DirectX 11
Trata-se de um dos testes sintéticos mais "descolados" do momento, pois tem como objetivo mensurar a capacidade das placas 3D em suportar os principais recursos da API grÁfica DirectX 11, como é o caso do Tessellation.

Queriamos destacar que a 6950 estÁ apresentando artefatos nesse teste e sempre trava logo no inicio, não sabemos o motivo, provavelmente devido o famoso BiOS MOD dela para uma 6970 que fizemos, e que agora mostra as consequências.

O teste foi dividido em duas partes: uma sem e outra com o uso do Tessellation, ambas a 1920x1080 com o filtro de antialiasing em 8x e anisotropic em 16X.

Neste primeiro teste, com o tessellation desativado, podemos perceber que o forte desta placa é exatamente o overclock, como comentamos anteriormente. Embora a diferença no desempenho das placas não tenha sido muito grande, dÁ pra ver que ela terÁ uma performance parecida com as concorrentes (não overclockadas).

{benchmark::1947}

Aqui estamos com o tessellation ativado, em modo normal, e podemos perceber uma queda na performance de todas as placas (devido ao sobrecarregamento), porém, as posições no índice de desempenho continuam as mesmas, ou seja, todas diminuiram o rendimento mas nenhuma mostrou ser mais potente com sobrecarga do que com menor processamento.

{benchmark::1948}

{break::Aliens vs Predator}Chegamos finalmente ao ponto alto da review: os testes em jogos!

Nada melhor do que começar por Aliens vs Predator, game que traz o suporte ao DX11 e que foi muito bem recebido pelo público e crítica.

O desempenho da placa foi o melhor de todas as analisadas, mesmo que praticamente igual à GTX 580, por exemplo, só que com um preço de 40 dólares a menos.

{benchmark::1949}

Aqui ela continua entre as melhores, mostrando que pode bater de frente com a GeForce GTX 580, sendo mais barata e ainda acompanhando o DiRT 3 (em edição limitada).

{benchmark::1950}

{break::Crysis Warhead}O FPS futurístico da Crytek fez muito barulho por trazer uma qualidade grÁfica bem superior aos concorrentes e por ser considerado por muito tempo como um dos games que mais exigia recursos do computador, principalmente das placas 3D. Assim, nada melhor do que submeter as VGAs da review pelo crivo de "Crysis Warhead".

Nestas condições a placa teve um empate técnico com a HD 6970 e com a GTX 570, sendo 30 dólares mais cara que ambas.

{benchmark::1951}

Todas as placas testadas continuaram perdendo de longe para a GTX 580, a mais cara de todas, e também ficaram num empate técnico, mas mesmo assim a placa da nossa review alcançou o segundo lugar.

{benchmark::1952}

{break::Crysis 2}Essa é nossa primeira review a ter os testes do Crysis 2, graças a ferramenta Adrenaline Crysis 2 Benchmark Tool, que lançamos recentemente. O game, como todos sabem, é referência em qualidade de imagem, e no mês de junho 2011 finalmente ganhou seu patch com suporte ao DirectX 11, jÁ que originalmente o game vinha apenas em DX9.

As placas Nvidia tiveram uma ligeira vantagem no desempenho, deixando a da HIS em terceiro, em um rigoroso empate com seu modelo de referência, sem overclock.

{benchmark::1953}

No pesadíssimo Crysis 2, no ULTRA e com uma a resolução de 1920 x 1080, ela se manteve em seu terceiro lugar, mas conseguiu uma relativa vantagem em relação à HD 6970.

{benchmark::1954}

{break::DiRT 3}DiRT 3 é o game mais recente de uma das séries de corrida off-road de maior sucesso da história da indústria dos jogos eletrônicos. Lançado em junho de 2011, o game traz o que existe de melhor em tecnologia da API DirectX 11. Os testes com o game foram feito utilizando a ferramenta Adrenaline Racing Benchmark Tool.

Como todos sabem o desempenho das placas de vídeo variam dependendo da aplicação que a utiliza, em jogos não é diferente. E, como esta placa traz o jogo DiRT 3 (em edição limitada), era de se esperar que tivesse uma performance melhor que em outros jogos.

Não deu outra, voltou ao segundo lugar, perdendo apenas mais uma vez para a GTX 580.

{benchmark::1955}

Com a resolução de 1920 x 1080, sua posição não mudou, embora a GTX 570 tenha encostado nela, ultrapassando a HD 6970

{benchmark::1956}

{break::F1 2010}F1 2010 é um jogo baseado na engine EGO 1.5 da Codemasters (mesma de DiRT2). Mas, conforme jÁ comentamos no artigo de benchmarks do game, diferente do DiRT2, F1 2010 apresenta resultados distintos, com a AMD pouco à frente. Os testes com o game foram feito utilizando a ferramenta Adrenaline Racing Benchmark Tool.

Por causa desta ligeira vantagem da AMD, pudemos constatar o melhor desempenho entre as outras avaliadas, deixando a até então soberana GTX 580 apenas no terceiro lugar.

{benchmark::1957}

Mesmas posições, mostrando a compatibilidade forte da placa com a engine EGO 1.5.

{benchmark::1958}

{break::HAWK 2}Agora é a vez da Nvidia, em HAWK 2, simulador aéreo da Ubi-Soft. A empresa tem grande vantagem sobre os modelos da AMD.

Como era de se esperar, as placas com chip AMD levaram de lavada, e pelo menos a da HIS se manteve em terceiro lugar. Note que utilizamos o tesselation neste teste.

{benchmark::1959}

Aumentando a resolução os resultados não se alteram. Mesma lógica anterior.

{benchmark::1960}

{break::Just Cause 2}Para fazer o "contra peso", as placas da série Radeon dominam em todos os segmentos rodando o Just Cause 2, curiosamente apoiado pela NVIDIA.

Mesmo assim, o primeiro lugar ficou com a placa de nossa review, se mostrando bastante estÁvel entre todos os jogos testados.

{benchmark::1961}

Com maior resolução o poder de fogo da GTX 580 é mostrado, quase incomodando a líder.

{benchmark::1962}

{break::Mafia II}Mafia II trouxe a continuação do aclamado game de ação em terceira pessoa ambientado no obscuro mundo da mÁfia italiana dos anos 40 e 50, nos EUA.

Curiosamente a Radeon HD 6970 foi melhor que a placa avaliada. O que a fez ficar com o terceiro lugar, sua média nos testes até aqui.

{benchmark::1963}

Voltando a seus devidos lugares mesmo que num empate técnico.

{benchmark::1964}

{break::Metro 2033}Trata-se de um FPS da 4A Games baseado em um romance homônimo russo, que conta a saga dos sobreviventes de uma guerra nuclear ocorrida em 2013 que se refugiam nas estações de metrô. O game, que faz uso intensivo da técnica de Tessellation e demais recursos do DirectX 11, desbancou de Crysis o título de jogo mais pesado. Sendo assim, nada melhor do que observar como se comportam as VGAs sob este intenso teste.

Vemos um empate técnico dos modelos com mesmo chipset, porém vale lembrar que a Radeon é mais barata e não overclockada.

{benchmark::1965}

Mesmo empate técnico e mesmas posições. O tesselation foi usado em ambos os testes.

{benchmark::1966}

{break::Overclock: Temperatura, 3DMark 11}Como vimos nos testes anteriores, o overclock de fÁbrica da placa praticamente não traz ganho algum na prÁtica frente a modelos referência, mas ela pode ir muito além.

Abaixo na tela principal do GPU-Z podem ver que colocamos o clock do core em 1GHz, 100MHz acima de seu clock padrão e 120MHz acima de um modelo referência. JÁ as memórias subimos para 6GHz, 400MHz acima de seu clock padrão e 600MHz acima do modelo referência.

Para isso tivemos que subir a voltagem para 1.26, apesar de que o recomendado para uso continuo deva ficar em 1.2 no mÁximo, caso contrario o tempo de vida da placa tende a ser menor.


Temperatura
Quando overclockada e em uso, mesmo trabalhando 120MHz acima de um modelo referência, a 6970 com cooler da série IceQ cravou mesma temperatura, mostrando o bom comportamente desse sistema.

{benchmark::1969}

3DMark 11
Agora em teste de performance, vemos que rodando o 3DMark 11 o ganho foi de quase 500 pontos, que representam 9% de aumento.

{benchmark::1970}

{break::Overclock: AvsP, Crysis 2 e DiRT 3}Além do 3DMark 11, fizemos testes com a placa overclockada na resolução de 1920x1080 em alguns games. Vamos acompanhar abaixo como a placa se comportou.

Aliens vs Predator
Em cima do AvP o ganho da placa quando overclockada foi de 6,7%, um pouco abaixo do esperado.

{benchmark::1971}

Crysis 2
JÁ com o game Crysis 2 o ganho foi um pouco melhor, pouco acima de 9%.

{benchmark::1972}

DiRT 3
Para finalizar, com o DiRT 3 o ganho foi exatamente igual ao AvP, mesmos 6,7% de vantagem para a placa quando overclockada, que na comparação com a 6970 referência deixa a placa mais de 11% à frente.

{benchmark::1973}

{break::Crossfire}Fizemos alguns testes em Crossfire, inclusive adicionamos nos comparativos uma Radeon HD 6990, dando a real diferença entre a placa dual chip e duas 6970 em crossfire.

Um ponto a se destacar, é que as placas da série 6900, com exceção da 6990, podem trabalhar em triple-crossfire, ou seja, três placas conectadas em Crossfire, jÁ modelos da série 6800 e inferiores podem trabalhar apenas em dual-crossfire. Para constatar isso basta ver quantos conectores Crossfire a placa possui, se apenas 1, é dual, se possui três, suporta triple.

Abaixo podem ver o sistema montado com as duas placas, em seguida os testes.

{image}

3DMark 11
Rodando o 3DMark 11 o ganho foi de 71% do sistema em dual Crossfire na comparação com uma única 6970. Na comparação com a 6990, as 6970 em Crossfire ficam quase 5% a frente.

{benchmark::1974}

Aliens vs Predator
Começamos os testes em games com o AvP, onde o ganho foi de nada menos que 97.6% do sistema em Dual Crossfire sobre uma única 6970, resultado impressionante e que mostra o que seria o sonho ideal para esse tipo de tecnologia, mas que na pratica muita das vezes não acontece.

{benchmark::1975}

Crysis 2
Com o novo game da Crytek o ganho foi de 65% de duas placas na comparação com uma única, mesmo assim ainda a frente de uma 6990, que ficou 56% a frente da 6970.

{benchmark::1976}

DiRT 3
Por fim, rodando o DiRT3 o ganho do dual Crossfire de 6970 sobre uma única placa foi de 71%, bastante bom para esse tipo de tecnologia, pouco mais de 10 FPS a frente da 6990.

{benchmark::1977}

{break::Conclusão}A HiS ganhou renome por ser uma das empresas parceiras da AMD(ATI) com as melhores placas de vídeo lançadas, isso não é de agora, jÁ vem de anos.

As placas que utilizam os coolers da linha IceQ se tornaram sinônimo de produtos TOP de linha e com alto poder de overclock, justamente por ser um projeto diferenciado que visa tirar o mÁximo das placas quando muito exigidas, logicamente destacando também os demais componentes utilizados no desenvolvimento, que precisam acompanham o resto do projeto para ter bom resultado prÁtico.

A HiS 6970 IceQ Turbo é outro exemplo de modelo que a empresa lança e deve agradar muito quem pretende ganhar desempenho extra com overclock, alias, que fique claro que isso não vai acontecer com o overclock de fÁbrica da placa, jÁ que por ser muito baixo, praticamente não surte efeito, em alguns testes inclusive a 6970 com clocks referência ficou à frente. O destaque se tratando de overclock é como a placa se comporta se o usuÁrio quiser ir além via overclock manual, como demonstramos, ela ficou totalmente estÁvel com core a 1GHz e memórias a 6GHz, valores bem altos, que lhe renderam um bom ganho.

Agora outro grande diferencial da placa, por tempo limitado, é que ela acompanha o game DiRT3, um dos melhores simuladores arcade de rally para a plataforma PC.

Se analisarmos que ela estÁ custando U$ 370 dólares(newegg), e um modelo normal U$ 335 dólares(newegg), os U$ 35 dólares a mais compensam pelo fato de vir acompanhada do DiRT3 e também de ser um produto diferenciado, que tende a ter uma vida mais longa e pode ir um pouco além no desempenho se comparada a uma placa referência.

Deixamos para fazer testes com o Eyefinity com um outro modelo que a HiS vai nos mandar, então iniciaremos os comparativos também com essa tecnologia.

PRÓS
Acompanha versão completa do DiRT 3
Excelente acabamento
Sistema de cooler IceQ X
Menor ruído do que modelo referência
Temperaturas menores do que modelo referência
Alto poder de overclock
CONTRAS
Assuntos
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.