ANÁLISE: Thermaltake V6 BlacX Edition

ANÁLISE: Thermaltake V6 BlacX Edition

Recebemos da Thermaltake o V6 BlackX Edition, gabinete com design robusto na cor preta, tendo como destaque um single docking station na parte superior, que permite a instalação de HDs SATA de 3.5" e 2.5" sem a necessidade de abrir o gabinete, ou usar ferramentas adicionais. A organização dos  discos rígidos é flexível, com suporte no estilo gaiola para até 3 HDs.

O gabinete também possui um sistema avançado de refrigeração, com um ventilador de 20 cm e sistema de led colorido, e também hÁ aberturas para ventilação na Área destinada a instalação do GPU, com suporte a instalação de um micro-ventilador de 12cm (opcional).


Especificações

Tipo de Gabinete
Torre Média
Cor
Preta
Placas-mãe Suportadas
Micro ATX/ ATX
Baias de 5.25"
até 8
Baias de 3.5" Externas 1 (com adaptador de 5.25" para 3.5") ou 1 para HDs e SSDs de 2.5" (para instalação interna)
Baias de 3.5" Internas
3
Slots de Expansão
7
Portas E/S Frontais
2 x USB 2.0
HD Audio

Sistema de Refrigeração
Traseiro (extração):

120 x 120 x 25 mm Turbo, 1300 RPM, 17dBA
Superior (extração):                                 
200 x 200 x 25 mm LED Azul, 800 RPM, 15dBA
Compatível com Refrigeração Líquida   
Integrado com Refrigeração Líquida
Fonte de Alimentação Suportada
Padrão PSII
Fonte de Alimentação Incluída
 Não
Dimensões                         
462 (A) x 220 (L) x 490 (C) mm

{break::Design, Acabamento}Abaixo podemos conferir uma série de fotos do V6 BlacX Edition, comprovando o excelente acabamento dado a ele pela Thermaltake, diga-se de passagem, característica onde a empresa sempre se destacou.

- Continua após a publicidade -


Na parte frontal temos algumas conexões, sendo 2 USB padrão USB 2.0, uma para fone de ouvido e outra para microfone, além dos botões de Power e reset. O destaque externo relativo a conexões fica localizado na parte superior do gabinete, com um dock para HD´s Sata, bastante interessante para quem precisa conectar regularmente HD´s ao sistema, mesmo que hoje isso jÁ não seja tão comum com a massificação dos HD´s externos.

Todas as "tampas" das baias frontais foram feitas com tela de alumínio contendo diversos "buraquinhos", facilitando assim a dissipação do calor, sem pecar no lado visual. JÁ na parte lateral esquerda temos além de um espaço para o ar quente sair, a possibilidade de se conectar um FAN 12x12, mais acima uma parte em acrílico transparente que possibilidade a visualização interna, ficando bem acima do cooler do processador.


Se tratando da parte interna, o destaque fica pela posição da fonte de energia(PSU), na parte inferior do gabinete, ao contrario da grande maioria que fica posicionada na parte superior. Podemos ver também que as baias de 2.5 para HD´s tem sua "entrada" virada para a parte interior do gabinete, e não para fora.

O gabinete tem parte de seu conceito baseado em fixar os hardwares internos sem necessidade de ferramentas, tirando mainboard e a fonte de energia, que necessitam de uma chave de fenda/philips. Placa de vídeo, HD, drivers DVD etc, podem ser fixados apenas através das presilhas internas, muito interessante, principalmente para quem mexe bastante nos hardwares.

- Continua após a publicidade -

{break::Instalação}De nada adianta ter um gabinete bonito com bom acabamento, se ele não for desenvolvido pensando na praticidade da montagem dos hardwares internos. O Thermaltake V6 BlacX Edition felizmente se destaca também no quesito instalação e organização interna.

Como destacamos na pÁgina anterior, um dos diferenciais é que a fonte de energia fica posicionada na parte inferior do gabinete, para muitos, local mais interessante do que o padrão na parte superior, entre os motivos o fato da fonte ser responsÁvel por grande parte do peso total do gabinete.

Tirando a mainboard e a fonte de energia, todos os demais hardwares podem ser fixados sem necessidade de ferramentas, leia-se chave de fenda/Philips. Drive de CD, DVD, HD, placas add-on como de vídeo ou de som, são fixadas através de presilhas desenvolvidas visando praticidade, sem necessidade de ferramentas.


De inicio pensei que a placa de vídeo não ficaria tão "presa", mas na prÁtica isso não aconteceu, deixando a placa bem firme, alias, colocamos uma Radeon HD 6970 justamente para mostrar como uma placa considerada grande fica dentro do gabinete(o comprimento mÁximo suportado é de 28 centímetros). Para não passar em branco, a altura mÁxima do cooler do processador não pode passar de 17 centímetros de altura.


Se podemos criticar algum ponto além do fato de faltar pelo menos uma porta frontal USB 3.0, é em relação a posição dos HD´s internos, jÁ que a entrada estÁ virada para dentro do gabinete, alias, como a grande maioria, mas gabinetes mais recentes jÁ adotam a entrada dos HD´s viradas para a tampa lateral, que facilita bastante o manuseio. Para dar um exemplo de "contratempo", deixei para instalar o HD por último, colocando primeiro a mainboard e a fonte de energia, para minha surpresa existe um módulo onde os HD´s são presos(sim, eu também deveria ter olhado isso antes), módulo esse que para prender os HD´s de forma ideal, como no mínimo um parafuso de cada lado, é necessÁrio ser removido, mas que não é possível caso a fonte de energia jÁ esteja posicionada, leia-se instalada. Fica a dica, antes de montar o sistema, faça a instalação do(s) HD, ou leia o manual primeiro.

{break::Temperatura interna, Ruído}Fizemos alguns testes de temperatura, utilizando uma mainboard Asus Rampage III Formula, um processador Intel Core i7 980X e cooler Cooler Master V6, com processador trabalhando com clock padrão(3.3GHz) e overclockado(4.2GHz).

- Continua após a publicidade -

Sistema em modo Ocioso
No teste com o sistema em modo ocioso a temperatura interna pode ser considerada excelente, com o sistema em modo ocioso ficando abaixo de 30 graus. Quando rodamos o stress teste com o wPrime a temperatura sobe um pouco, mas pouco se analisarmos que o processador estÁ sendo utilizado exaustivamente, isso demonstra o bom trabalho dos coolers internos e das saídas de ar.

{benchmark::1513}

Sistema Overclockado
Quando overclockamos o processador de 3.3GHz para 4.2GHz a temperatura sobe também. Como vemos abaixo em modo ocioso foi de 29 para 40 graus, e em stress test foi de 54 para 79 graus, mostrando novamente o excelente comportamento dos coolers internos.

{benchmark::1514}

Ruído
Seu ruído estÁ dentro do esperado para um gabinete com um FAN de 200mm e outro de 120mm.

{break::Conclusão}O gabinete segue o padrão de qualidade da Thermaltake, empresa líder nesse segmento a longos anos.


Entre os destaques do gabinete estÁ o fato de ter um dock externo para HD´s padrão Sata. Vai facilitar a vida de usuÁrios que precisam conectar HD´s, evitando a necessidade de abrir o gabinete ou utilizar portas eSata.

Outro ponto que mercê destaque é o conceito de presilhas para os hardwares, evitando a necessidade de uma chave para colocar e remover parafusos, pelo menos de parte dos hardwares do sistema, jÁ que os parafusos para prender a mainboard e a fonte necessitam de chave philips.

Se tratando do comportamento de ruído e temperatura, podemos elogiar bastante pelo fato da temperatura interna envolta ao processador ser inferior a quando utilizamos o sistema aberta, isso acontece porque os dois FAN´s internos tiram o ar quente que ajuda no aquecimento, situação que não acontece com o sistema aberto, mesmo com a facilidade da dissipação do calor, ainda assim se não tiver algo que faça a temperatura envolta circular ela se mantém superior ao do V6 BlacX Edition.

A crítica fica em cima da falta de conexão frontal padrão USB 3.0, cada dia mais comum, e pela forma como se "coloca" um HD internamente, jÁ que para prender de forma correta é necessÁrio remover a base de HD´s, por necessidade temos que remover também a fonte de energia, posicionada na parte inferior do gabinete e que prende a "base" dos HD´s.

No Brasil é possível encontrar ele por menos de R$ 300,00, preço considerado bom para um gabinete desse gabarito, mesmo que existam modelos semelhantes na casa de R$ 200,00.

Assuntos
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.