ANÁLISE: ECS H67H2-M

ANÁLISE: ECS H67H2-M

É com satisfação que apresentamos aos nossos leitores a review da placa-mãe H67H2-M da Elitegroup Computer Systems.

Pertencente à série especial Black Series (voltada para o público mais exigente, como hardgamers, overclockers e entusiastas), a mainboard da ECS confirma mais uma vez o ótimo trabalho dos projetistas e engenheiros da companhia.

Assim como ocorreu com a P55H-AK (confira a review), a H67H2-M destaca-se pelo projeto diferenciado, componentes de altíssima qualidade, uma gama de recursos extras e de quebra um visual bastante arrojado e atraente.


Uma das grandes novidades da H67H2-M Black Series estÁ na presença do chipset H67 da Intel, suportando assim a recém-lançada segunda geração dos processadores Core i7/i5/i3 (Sandy Bridge).

Ainda que a placa-mãe não seja baseada no P67 (versão TOP da Intel), nem por isso a ECS se eximiu de sua responsabilidade em fornecer a ela tecnologias de ponta, como é o caso do dual GIGe Ethernet NICs, suporte ao USB 3.0 - possibilitando quatro portas USB SuperSpeed, SATA 3 (6Gbps), entre outras. O lado bom do uso do H67 é que a placa-mãe tem suporte à GPU integrada dos Sandy Bridges que, conforme a Intel, traz ganhos de até 100% sobre a geração anterior Clarkdale.

{break::O chipset H67}Com o lançamento da geração Sandy Bridge, a Intel desenvolveu duas linhas de chipsets da série 6 para o mercado doméstico: H e P, ambas compatíveis com a nova pinagem LGA 1155. Enquanto a H suporta a GPU on die dos novos processadores, a P é compatível estritamente com VGAs externas.

Junto com os novos Core ix LGA 1155, a Intel disponibilizou as versões P67 e H67, deixando a H61 para o segundo trimestre. Apesar de a P67 não conseguir "explorar" o vídeo integrado, tal chipset é capaz de suportar duas placas via PCIe x8. Além disso, com a P67, é possível destravar por completo os multiplicadores das memórias, ao passo que a H67 estÁ limitada ao padrão DDR3-1333.

Uma das gratas novidades presentes na nova plataforma (Sandy Bridge + chipset série 6) da Intel estÁ no suporte à nova versão do TurboBoost, tecnologia que overclocka o processador de forma automÁtica e transparente para o usuÁrio. Com o TurboBoost 2.0, além da CPU, a GPU também é turbinada, a depender do nível de exigência e dentro de certas condições pré-estabelecidas pela Intel.

- Continua após a publicidade -


Além disso, o H67 conta com as seguintes novas tecnologias:

• Intel Quick Sync Video – Aceleração via hardware de codificação/decodificação de vídeo que promete aumentar a performance em até 17x o processo de tais tarefas em relação aos IGPs das gerações passadas;
• Intel InTru 3D / Clear Video HD – PermitirÁ rodar conteúdos em alta definição e em 3D estereoscópico pela TV via HDMI 1.4;
• WiDi 2.0 – Com a atualização do recurso, a Intel permite agora a transmissão sem fio de streaming full HD para TV.

Em relação ao PCI Express, a nova geração de chipsets da Intel turbinou a comunicação do barramento de 2,5GT/s para 5GT/s. Dessa forma, um único slot PCIe x1 suporta agora uma largura de banda de 500MB/s por direção, ou 1GB/s de forma bidirecional. Essa mudança foi fundamental, entre outras coisas, para o uso de controladoras externas de USB 3.0.

Assim como o P67, o H67 suporta duas portas SATA III de 6Gbps e quatro do tipo de 3Gbps. Embora nativamente a série 6 de chipsets da Intel não conte com o suporte do USB 3.0, a H67H2-M Black Series conta com o chip da Etron, garantindo assim  a compatibilidade com o USB SuperSpeed.
Abaixo, um resumo dos principais recursos presentes no chipset H67:

• Suporte para a segunda geração da família de processadores Intel Core
Suporta a segunda geração da família de processadores Intel Core com a tecnologia Intel Turbo Boost 2.0, processador Intel Pentium e processador Intel Celeron. O chipset P67 Express também habilita os recursos de overclocking dos processadores Intel Core de segunda geração.

• Tecnologia de armazenamento Intel Rapid (Intel RST)
Com a adição de outros discos rígidos, a Intel RST fornece um acesso mais rÁpido a arquivos de foto digital, vídeo e dados com o RAID 0, 5 e 10 e maior proteção dos dados contra falhas de disco rígido com o RAID 1, 5 e 10. O suporte para SATA externo (eSATA) possibilita uma velocidade mÁxima da interface SATA fora do gabinete de até 3 Gb/s.

• Tecnologia Intel Rapid Recover (Intel RRT)
A mais nova tecnologia de proteção de dados da Intel fornece um ponto de recuperação que pode ser utilizado para recuperar rapidamente o sistema em caso de falha no disco rígido ou se os dados forem danificados. O clone pode, também, ser montado como um volume "somente leitura" para permitir a recuperação de arquivos individuais.

- Continua após a publicidade -

• Serial ATA (SATA) 6Gb/s
Interface de armazenamento em alta velocidade de próxima geração com apoio para taxas de transferência de até 6Gb/s para excelente acesso a dados com até duas portas SATA.

• Serial ATA (SATA) 3Gb/s
Interface de armazenamento de alta velocidade com suporte para até quatro portas SATA.

• Interface PCI Express 2.0
Oferece até 5 Gb/s para acesso rÁpido a dispositivos periféricos e redes com até oito portas PCI Express 2.0 x1, configurÁveis como x2 e x4 conforme os designs das motherboards.

{break::Os recursos da H67H2-M}


• ECS M.I.B III (Motherboard Intelligent BIOS)
Trata-se de um utilitÁrio incluso na BIOS para facilitar o overclock do sistema, através do acesso a uma série de parâmetros, tais como frequências da CPU, memória e bus do PCI Express.

• 10X Transfer Speed (Rapid 333)
A H67H2-M Black Series suporta as últimas tecnologias do mercado em se tratando de transferência de dados, como é o caso do USB 3.0, SATA 3.0 (6Gbps) e eSATA 3.0 (6Gbps), garantindo assim uma experiência multimídia ainda mais rica e jogos sem lags.

• 15μ Gold Contact
Com este selo, a ECS aplica 15μ de ouro aos contatos do socket na CPU e pinos nos slots de memórias. Desta forma, garante-se três vezes mais tempo de proteção contra oxidação, resistência a altas temperaturas e a ranhuras na placa-mãe, de forma a aumentar consideravelmente a vida útil do produto, a confiabilidade e o excelente contato.

- Continua após a publicidade -

• 8 Channel High Definition Audio
Utilizando o chip de Áudio integrado HD, a ECS garante um som de 8 canais (7.1) com qualidade mais fidedigna e Áudio ainda mais puro, enriquecendo sobretudo a experiência multimídia.

• eJIFFY
Baseada na interface Linux, o recurso eJIFFY (contido no CDROM de instalação) fornece, de forma extremamente rÁpida, acesso a diversas aplicações sem a necessidade de aguardar que o sistema operacional carregue por completo. Oito segundos após o início do processo de boot, o eJIFFY estÁ pronto para fornecer aos usuÁrios o acesso para navegar na web, edição de fotografia e chat on-line.

• eBLU - BIOS Live Update Utility
O utilitÁrio eBLU promete facilitar uma das tarefas que mais "assombram" os usuÁrios menos experientes: o processo de atualização da BIOS. De forma fÁcil, rÁpida e segura, o eBLU poupa tempo e trabalho ao procurar a BIOS online, evitando eventuais problemas.

• eDLU - Drivers Live Update Utility
Semelhante ao EBLU, o eDLU atualiza de forma rÁpida e fÁcil todos os drivers relacionados à placa mãe.

• 4most Display
A H67H2-M Black Series conta com os quatro conectores mais comuns do mercado: HDMI, DVI, D-Sub e Display, garantindo assim uma maior flexibilidade e comodidade para os usuÁrios.

• Qooltech III
A H67H2-M honra a série Black Series ao utilizar um eficiente sistema de refrigeração passivo (sem ventoinhas), com a utilização de heatpipes duplos de cobre, sem esquecer a harmonia no projeto.

• All Solid Capacitors
Utilizando-se 100% de capacitores sólidos, o projeto traz o grande benefício da maior durabilidade para os usuÁrios. Além disso, hÁ uma melhor condutividade e resistência ao calor, bem como uma maior estabilidade do sistema mesmo em condições críticas.

• Easy Button
Botões presentes no PCB da placa-mãe para forçar o ligamento e desligamento, e reinicialização do sistema.

• Clear CMOS Button
Além dos botões de ligar/desligar e reinicializar o sistema, a H67H2-M Black Series conta ainda com o botão para a "limpar" o CMOS do sistema

• Debug LED
Além do "Easy Button", "Clear CMOS" e "Right-Angled SATA Slots", o Debug LED é um  dos quatro recursos chamados pela ECS de Design "E", especialmente projetado para facilitar a vida dos overclockers e tweakers de plantão. Com o Debug LED, o usuÁrio poderÁ identificar exatamente qual o "problema" com a mÁquina, através de uma tabela de códigos disponíveis junto com a placa mãe.

• Connector Cap
Preocupada com o acúmulo de poeira e sujeiras, a ECS revestiu as interfaces dos conectores com um revestimento plÁstico, prolongando a vida útil do sistema.

• Dual Gigabit Lan with teaming
Com este recurso, duas conexões individuais atuam como uma conexão única para dobrar a largura de banda. Além disso, ele transfere a carga de trabalho de uma porta com falha para a outra porta funcional, equilibrando o trÁfego de rede igualmente entre dois núcleos de processamento, com o intuito de melhorar o desempenho.

• eSF(ECS Smart Fan Utility)
O ECS Smart Fan Utility permite um controle (cinco modos de ajustes) na ventoinha do processador de forma inteligente e amigÁvel.

• EuP Certified
A certificação atesta que o produto segue as rígidas normas ambientais EuP impostas pela União Européia, garantindo à ECS mais do que um selo de qualidade, refletindo que a companhia estÁ atenta e preocupada com uma das questões mais importantes para a sociedade moderna.

• ROHS
Assim como o certificado EuP, este selo atesta que o produto foi produzido sem substâncias nocivas ao ecossistema.

{break::Especificações}Abaixo, as especificações completas da ECS H67H2-M v1.1.

CPU
º LGA1155 socket for new 2nd Generation Intel® Core™/Pentium™/Celeron™ Processors
º Supports Intel® Unlock Processors
º Supports Intel® Turbo boost 2.0 technology
º DMI 5.0GT/s

CHIPSET
º Intel® H67 Express Chipset
Extra Chips    º ITE IT8893 supports 1 PCI slot expansion
º Etron USB 3.0 Controllor supports 2 x USB 3.0 ports at the back panel (Compatiable with 2 x USB 2.0 ports)

MEMORY

º Dual-channel DDR3 memory architecture
º 4 x 240-pin DDR3 DIMM socket support up to 16GB
º Support DDR3 1333/1066 SDRAM
Due to the operating system limitation, the actual memory size may be less than 4GB for the reservation for system usage under Windows® 32-bit OS.
For Windows® 64-bit OS with 64-bit CPU, there is no such limitation

EXPANSION SLOT
º 1 x PCI Express x16 Gen2.0 slot
º 2 x PCI Express x1 slots
º 1 x PCI slot

STORAGE
º Support by Intel® H67
    • 2 x Serial ATA 6.0Gb/s devices
    • 3 x Serial ATA 3.0Gb/s devices
    • 1 x eSATA 3Gb/s port

AUDIO
º Realtek ALC892 8-Ch High Definition audio CODEC
º Compliant with HD audio specification

LAN
º Dual RealTek RTL8111E Gigabit Fast Ethernet Controllers with Teaming

REAR PANEL I/O
º 2 x USB 3.0 ports compatible to both USB 3.0 / 2.0 devices
º 4 x USB 2.0 Ports
º 1 x D-sub(VGA)
º 1 x HDMI Port
º 1 x DVI Port
º 1 x Display port
º 2 x RJ45 LAN connectors
º 1 x Audio port (Line-in,4x Line-out, SPDIF out)
º 1 x Clear_CMOS button
º 1 x eSATA 3Gb/s port

INTERNAL I/O CONNECTORS & HEADERS
º 1 x 24-pin ATX Power Supply connector
º 1 x 8-pin ATX 12V Power Connector
º 1 x 4-pin CPU_FAN connector
º 1 x 4-pin SYS_FAN connector
º 1 x 3-pin PWR_FAN connector
º 3 x SATA 3Gb/s connectors
º 2 x SATA 6Gb/s connectors
º 1 x Front panel switch/LED header
º 1 x Front panel audio header
º 4 x USB 2.0 headers support additional 8 USB ports (F_USB1 supports EZ Charger)
º 1 x TPM header
º 1 x Chassis intrusion header
º 1 x onboard Buzzer
º 1 x Power on button
º 1 x Reset button
º 1 x SPDIF out header
º 1 x Clear CMOS header

SYSTEM BIOS
º AMI BIOS with 32MB SPI ROM
º Supports Plug and Play, STR (S3) / STD (S4) , Hardware monitor, Multi Boot
º Supports ACPI & DMI
º Audio, LAN, can be disabled in BIOS
º F7 hot key for boot up devices option
º Support Page Up clear CMOS Hotkey
º Supports ACPI 3.0 revision
º Support Graphic Over-Clocking
º Support Dual-Monitor function
º Support eJIFFY
º Support eBLU
º Support eDLU
º Support eSF
º Support ECS M.I.B III Utility
    • Graphic Voltage Adjustable
    • CPU voltage adjustable
    • IMC Voltage Adjustable
    • Memory voltage adjustable

FORM FACTOR
º Micro-ATX Size, 244mm x 244mm

{break::Fotos}Dando sequência à review, podemos ver abaixo uma série de fotos da mainboard que, como destacado na primeira pÁgina da review, agora vem com novo layout da série Black Series, em tons de cinza.

O acabamento estÁ bom, seguindo as demais placas que levam o selo Black Series. Um ponto interessante é que a ECS coloca em todas as placas dessa linha botões de power, reset e clear cmos integrados, muito útil para quem utiliza o computador fora de um gabinete.

BIOS
As BIOS de mainboards para os novos processadores Sandy Bridge sofreram grandes mudanças e, enquanto algumas empresas desenvolveram uma interface grÁfica para facilitar a vida do usuÁrios, outras ainda utilizam a interface crua. A ECS é uma delas.

Por um lado, isso pode agradar a muitos usuÁrios, principalmente os que não gostam de mudanças, mas por outro, como muita coisa mudou, seria importante acompanhar o processo.

Abaixo temos algumas fotos da BIOS da H67H2-M, como vemos, seguindo a interface padrão "antiga". O destaque negativo ficou pelas opções de overclock, confusas e que complicam bastante a vida de quem quiser se aventurar. EstÁ certo que a comparação com a Asus Maximus IV Extreme é injusta, afinal a placa da Asus custa mais do que o dobro do preço, mas se tratando de poder de overclock, a H67H2-M fica abaixo do esperado em algumas situações, dificultando bastante a vida do usuÁrio, principalmente se ele tiver um processador com poucas características de over como é o Core i5 2300.

Talvez o principal destaque da BIOS seja o fato de ter tradução para o português, como podem conferir nas telas abaixo.

{break::MÁquinas/Softwares utilizados}Montamos o sistema com um processador Core i5 2300 que possui clock default de 2.8GHz. Como destacado na review da Asus Maximus IV Extreme, processador que não é a melhor opção para se testar uma placa destinada a overclockers, mas que estÁ dentro da realidade de quem compra uma placa como a H67H2-M.

Abaixo, detalhes dos sistemas utilizados na review.


MÁquinas utilizadas nos testes:
Sistema com processador Intel
- Motherboards: Asus Maximus IV Extreme / ECS H67H2-M
- Processador Intel Core i5 (Sandy Bridge) 2300 @ 2.8GHz
- Memórias 4 GB DDR3-2000MHz G.Skill Trident
- Placa de vídeo ATI Radeon HD 5570
- HD 1 SSD OCZ Agility 2 120GB e HD 80GB Sata2 Samsung
- Fonte Aerocool V12XT-800

Sistema com processador AMD
- Motherboard: Gigabyte GA-890GPD-UD3H
- Processador AMD Phenom II X4 965 @ 3.4GHz
- Demais hardwares igual ao sistema Intel

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 7 64 Bits com Updates
- ATI Catalyst 10.12

Aplicativos/Games:
- WinRAR 3.93
- CineBENCH 11.5
- x264 HD Benchmark 3.19
- Sandra 2011 (16.75)
- AIDA 64
- 3DMark Vantage
- Crysis Warhead
- FarCry 2
- Just Cause 2

CPU-Z
Abaixo temos algumas telas do CPU-Z, mostrando as principais características da placa e sistema.


{break::Winrar, CineBench, x264 HD}WinRAR
Começamos os benchmarks com o WinRAR. Como jÁ mostramos na review da Maximus IV Extreme da Asus, teremos empate ténico em todos os testes quando as placas utilizam configurações semelhantes.

{benchmark::1315}

CineBENCH 11.5
Com o CineBENCH o resultado foi idêntico, ambas as placas fizeram 4,47 pontos.

{benchmark::1318}

x264 HD Benchmark
Novamente, empate técnico na renderização de vídeo, mostrando o bom comportamento da H67H2-M frente a uma das melhores placas do mercado para os novos processadores Sandy Bridge.

{benchmark::1319}

{break::Sandra 2011, AIDA64}SiSoftware Sandra 2011
Como podemos ver em todos os testes que fizemos com o Sandra 2011, as placas ficam empatadas tecnicamente. Isso comprova o que sempre destacamos em reviews de placas-mãe: a performance não irÁ mudar em situações semelhantes de configuração e clocks padrões.

{benchmark::1316}

AIDA64
Para bater o martelo em cima disso, os testes do AIDA64 comprovam o que vimos em todos os demais, empate técnico.

{benchmark::1317}

{break::Aliens vs Predator, Just Cause 2}Aliens vs Predator
Assim como nos aplicativos, em games também não temos mudança alguma, as placas alcançam os mesmos resultados.

{benchmark::1320}

Just Cause 2
Com o JC2, novamente houve um empate técnico, como aconteceu com o Aliens vs Predator.

{benchmark::1321}

{break::Overclock}Ao contrario da Maximus IV Extreme, que conseguiu tirar certo proveito do Core i5 2300, mesmo o processador sendo bem limitado para overclock, a H67H2-M não conseguiu o mesmo resultado. Pelo contrÁrio, como comentamos junto às telas da BIOS, as opções de overclock são bastante confusas, dificultando muito para overclockar o processador, principalmente quando o processador não foi desbloqueado (série "K").

Outro detalhe é que o Turbo Boost se limita ao multiplicador em 31x, ao contrario da placa da Asus que chegou a 35 vezes. Isso, logicamente, falando do processador que utilizamos, afinal ela suporta modelos da série K, que são desbloqueados e não possuem essa limitação.

Como o overclock foi baixo, apenas os 3.1GHz do Turbo Boost, fizemos somente dois testes, afinal não tem sentido insistir em algo que por lógica não deve ter grandes ganhos, como poderemos constatar abaixo.

WinRAR
Justamente pelo overclock ter sido de cerca de 7%, não esperÁvamos grande melhora no desempenho. Mesmo assim, não tão pouco quando o apresentado em cima do WinRAR, pouco mais de 1% de ganho, se é que podemos chamar de ganho.

{benchmark::1326}

x264 HD Benchmark
Com o teste de renderização de vídeo o ganho não chegou a 5%, sendo que no primeiro teste foi de apenas 2%.

{benchmark::1327}

{break::Intel HD Graphics 2000}Entre os principais destaque dos novos processadores Sandy Bridge, temos a promessa de vídeo integrado à altura de soluções de AMD (ATI) e NVIDIA. Mas serÁ mesmo que a Intel finalmente conseguiu, através do Intel HD Graphics 2000, um produto mais competitivo frente às principais empresas desse segmento?

Para conferir, fizemos uma série de testes, inclusive comparando o vídeo integrado ao processador Core i5 2300 com o vídeo on-board de uma mainboard baseada no chipset 890GX, solução top de linha da AMD com vídeo integrado na atualidade.

Abaixo temos a tela principal do GPU-Z com informações do vídeo integrado da mainboard ECS H67H2-M. Como vemos, o software ainda não consegue pegar todas as informações de forma correta, problema que deve ser corrigido em uma futura versão.


Abaixo, algumas telas com informações de opções grÁficas dos drivers de vídeo.


Video em FULL HD (1080p)
Fizemos alguns testes rodando um vídeo em FULL HD (1080p). O consumo do processador quando rodando com a placa de vídeo Radeon HD 5570 ficou variando de 10% a 15%. Quando o vídeo foi exibido sobre o grÁfico integrado da Intel também tivemos resultado semelhante, mas com uma variação maior dentro dessa média. JÁ com o vídeo integrado da AMD, a variação foi de 10% a 20%, com vÁrias mudanças dependendo das cenas.

Concluimos que o vídeo integrado da Intel se mostrou mais regular do que da AMD, jÁ que teve variações menores e menos processamento.

{break::Benchmarks}Vamos ao que interessa, os testes de performance do vídeo integrado, tão falado e que promete muito frente às soluções da ATI e NVIDIA.

Vale destacar que, por se tratar de vídeo integrado, fizemos testes com baixa qualidade grÁfica e sem filtros ativados, além de utilizar a resolução de 1024x768 nos games.

3DMark Vantage
Começamos pelo 3DMark Vantage, onde o grÁfico integrado do Core i5 2300 jÁ mostra toda sua força frente ao vídeo integrado do Core i5 655K e da mainboard com chipset 890GX. Como podemos ver, porém, a GPU do Sandy Bridge testado ainda fica bastante longe da Radeon 5570 que, diga-se de passagem, não é a VGA mais correta para tal comparativo, uma vez que esta pertence a um segmento mai salto. Na falta de uma VGA ideal, como as GeForces 210 ou 8400 GSO, ou ainda a Radeon 5450, trabalhamos com o que tinhamos disponível.

{benchmark::1328}

Crysis Warhead
Rodando o Crysis Warhead em baixa resolução, a GPU do Core i5 2300 consegue o que prometia, pelo menos frente à AMD. O Intel Graphics 2000 supera o vídeo integrado do chipset AMD 890GX, uma Radeon 4290.

Se compararmos com a GPU do Core i5 655k, baseado nos grÁficos Intel HD Graphics, a melhora da nova geração foi de mais de quatro vezes a performance da geração passada.

{benchmark::1329}

Far Cry 2
Com o Far Cry 2 também temos o Intel Graphics 2000 ganhando da Radeon 4290, e novamente com um desempenho muito superior em relação à geração passada da Intel, mais de duas vezes.

{benchmark::1331}

Just Cause 2
Assim como no Far Cry 2, rodando o game Just Cause 2 o ganho em cima da geração passada é de mais de duas vezes, muito semelhante à vantagem sobre a 4290.

Podemos ver também que mesmo com bom ganho sobre as demais soluções integradas, ainda fica bastante atrÁs de uma placa add-on destinada ao mercado de baixo custo, como é o caso da 5570.

{benchmark::1330}

{break::Conclusão}Conforme adiantado logo no início desta review, a ECS H67H2-M agrada logo de cara pelo belo visual de seu PCB em tons de preto, bem como pelo projeto de design, com robustos dissipadores, conferindo um visual elegante e agressivo à placa-mãe.

Herdando o DNA da série Black Series, a mobo conta, em sua construção, com equipamentos de ótima qualidade e uma série de recursos proprietÁrios, como é o caso do M.I.B III, eJIFFY e o eSF, só para citar alguns.

A compatibilidade com algumas tecnologias de ponta, como o dual GIGe Ethernet NICs, o USB 3.0 (USB SuperSpeed) e SATA 3 (6Gbps), são outros fortes atrativos para quem pensa em fazer um upgrade.

Embora os overclockers mais exigentes talvez possam não gostar da sistemÁtica de overclock da placa, a grande maioria dos usuÁrios comuns terão à disposição uma mobo moderna e bastante eficiente pelo preço pago.

De um modo geral, a placa teve um comportamento muito bom em termos de desempenho global em se tratando de uma H67, bem próxima da Asus Maximus IV Extreme (chipset P67), placa que estÁ um nível acima em termos de recursos/tecnologias, mas que em compensação, custa o dobro da placa da ECS.

Por último, mas não por menos, graças ao chipset H67, a ECS H67H2-M Black Series foi capaz de explorar com maestria a GPU integrada ao processador, o Intel HD Graphics 2000, mostrando ter um desempenho muito bom frente a um dos IGPs mais potentes do segmento, o AMD 890GX (Radeon HD 4290).


PRÓS
Ótimo acabamento
Boa opção para HTPC (media centers)
Excelente custo / benefício para plataforma Sandy Bridge
Botões de ações diretas na placa: Power, Reset, Clear CMOS
GPU onboard Intel HD Graphics 2000 mostrou um ótimo desempenho para o segmento
CONTRAS
Não suporta duas placas de vídeo em Crossfire / SLI
Opções de overclock confusas e limitadas
Assuntos
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.