Publicidade

GPU Intel Arc Alchemist de entrada terá 6 GB de memória GDDR6 por US$ 179

Vazamento detalha modelo DG2-128EU, que pode ter desempenho equivalente ou superior ao de uma NVIDIA GeForce GTX 1650 Super

22/11/2021 às 13:06 por Igor Pankiewicz
Reportar erro
Publicidade

28/10/2021 às 16:45
Notícia

Intel mostra resolução XeSS concorrente do DLSS em Hitman 3 e...

Jogos são os dois primeiros a trazer suporte à tecnologia de Super Sampling da Intel

Ainda cercadas por muito mistério, as placas de vídeo da série Intel Arc Alchemist tiveram novos detalhes divulgados neste domingo (21). Segundo o canal Moore’s Law is Dead (MLD), o modelo de entrada, conhecido como DG2-128EU, terá 128 Unidades de Execução (Execution Units ou EU).

Publicidade

O clock da GPU deve girar entre 2,2 e 2,5 GHz na versão básica com o chip “SOC2”, como é chamado internamente. 

A versão Desktop da Intel Arc Alchemist DG2-128 supostamente contará com até 6GB de memória tipo GDDR6 operando sobre um barramento de 96-bit, atingindo uma banda de 16Gbps. 

Em contrapartida, MLD afirma que a versão para notebooks terá um barramento de 64-bit, contando com 4 GB de memória de vídeo e 14 Gbps de largura de banda. Essa teria sido a decisão da Intel para atingir uma maior eficiência energética em plataformas portáteis. 

Brigando com NVIDIA e AMD

O fato de a Intel Alchemist DG2-128EU utilizar um barramento de 96-bit em sua versão Desktop abre a possibilidade para um aumento de desempenho em relação aos números relatados nos vazamentos anteriores. O insider afirma que o desempenho da placa será próximo ou superior ao da NVIDIA GeForce GTX 1650 Super. 

Publicidade

Outro ponto interessante é que as GPUs da Intel supostamente são compatíveis com Ray Tracing e permitem o uso da tecnologia XeSS (Xe Super Sampling) - a resposta da empresa ao DLSS da NVIDIA, fazendo a reconstrução da imagem com IA a partir de resoluções mais baixas, garantindo ainda mais desempenho em tarefas como jogos. 

Moore’s Law is Dead afirma que a Intel está mirando em um TDP de 75W para a DG2-128EU, mas que esse valor pode mudar caso a empresa resolva subir o clock da versão Desktop. Por ora, o foco é em eficiência energética. Isso é importante porque o menor consumo de energia se traduz na redução de custos com demais componentes, como VRMs, coolers e layout da placa. 

Lançamento e preço

Falando sobre o preço da GPU, MLD acredita que ela será comercializada por US$ 179 ou menos - um preço que ainda garantiria uma boa margem de lucro para a Intel. Também não foi descartado o lançamento de uma versão ainda mais simples e barata, com 96EU, interface 64-bit e 3 GB de memória de vídeo. 

Apesar de a Intel ter prometido disponibilidade nas prateleiras para o primeiro trimestre de 2022, a previsão mais realista aponta para um lançamento limitado de modelos de notebook equipados com Intel Alchemist no fim de fevereiro ou março, seguido do lançamento da versão desktop. Por fim, teríamos maior disponibilidade das GPUs para notebooks a partir do segundo trimestre.

Além das três variantes mais conhecidas da Intel Alchemist DG2 (128EU, 384EU e 512EU), outros vazamentos apontaram também para o anúncio das versões 448EU, 256EU e 96EU. Dado o timing do lançamento, é bastante provável que a Intel apresente a linha completa durante a CES 2022, que será realizada em Las Vegas, Estados Unidos, no mês de janeiro. 

Outros lançamentos também previstos para o primeiro trimestre de 2022 são a AMD Navi 24 (com preço abaixo de 200 dólares) e a NVIDIA GeForce RTX 3090 Ti, que deve elevar o teto dos preços de GPUs ainda mais. 

{conteudo_central::72115}

Fonte: Moore's Law is Dead
Publicidade
Assuntos
Hardware Intel Notícias Nvidia PC Games
Tags
intel placas de vídeo nvidia amd
CLIQUE PARA COMENTÁRIOS

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Microsoft está desenvolvendo jogo próprio no estilo Monster Hunter [RUMOR]

LIVE DE MEMBROS: RTX 3050, NFT e nossa primeira reunião de pauta!

G.SKILL lança kits DDR5-6400 de baixa latência com CL32

Evil Dead: The Game é adiado novamente, mas foi confirmado para 13 de maio

Destruction AllStars, exclusivo de PS5, pode se tornar gratuito

Publicidade