Publicidade

NVIDIA registra a GPU RTX A4500 para estações de trabalho no EEC

Placa de vídeo deve ser equipada com a GPU GA102

17/11/2021 às 13:53 por Raphael Giannotti
Reportar erro
Publicidade

A NVIDIA deve aumentar sua linha de GPUs Ampere RTX voltadas para workstation. Segundo registro feito na Eurasian Economic Commission (EEC), uma placa de vídeo chamada de RTX A4500 já existe e foi registrada dias atrás. E para agregar mais ainda, o log de atualização da nova versão beta do AIDA 64 Extreme lista suporte a GPU NVIDIA RTX A4500 (GA102GL).

16/12/2020 às 10:26
Notícia

Nvidia anuncia pré-venda da RTX A6000, revelando preço sugeri...

Placa de vídeo voltada para uso profissional traz gráficos Ampere e 48GB de memória

Publicidade

RTX A4000 é baseada na GPU GA104, a mesma que equipe desde a GeForce RTX 3060, passando pela RTX 3070 (e Ti) chegando a RTX 3080 mobile. Já a nova RTX A4500 listada, segundo informações do AIDA 64, chegará equipada com uma variante da GPU GA102, o mesmo chip presente nas GeForce RTX topo de linha, da 3080 pra cima.

De acordo com o conhecido leaker "kopite7kiki", a RTX A4500 deve vir com 7168 CUDA cores e 20GB GDDR6. Ele diz ainda, em resposta a um tuite do site Videocardz, que a RTX A5500 pode estar pronta também. A GPU GA102 completa, usada na RTX 3090 Ti, tem 10752 núcleos, segundo o banco de dados do TechPowerUp.

Então essa possível variante que equipa a nova placa de vídeo para workstation deve usar um chip bem limitado. A variante mais cortada desse chip é usada na placa dedicada para mineração, CMP 90HX, com 6400 CUDA cores. A placa de vídeo topo de linha deste segmento, a RTX A6000, usa a GPU GA102 completa.

Publicidade

24/10/2021 às 08:00
Notícia

Eficiência em mineração: NVIDIA RTX A2000 chega a 42 MH/s com...

Placa de entrada voltada para workstation ainda nem foi lançada e já é considerada a melhor solução

Todo o lineup dessa linha Ampere para workstation de placas de vídeo da NVIDIA conta com a RTX A2000, A4000, A5000 e A6000. O último modelo a ser lançado foi a GPU de entrada. As placas que já estão disponíveis no mercado já são usadas para mineração, como já era de se esperar. A topo de linha, A6000, pode chegar a mais de 90 MH/s em Ethereum consumindo até 240W. A RTX A2000, modelo de entrada, se mostrou uma excelente opção para minerar Ethereum, alcançando 42 MH/s consumindo apenas 70W.

Via: VideoCardz
Publicidade
Assuntos
Hardware Notícias Nvidia
Tags
nvidia
CLIQUE PARA COMENTÁRIOS

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Prováveis testes indicam Core i7-12700H até 35% mais rápido que o Ryzen 7 5800H

Veja o novo trailer de história de Star Wars: The Old Republic

GTA Online: "episódio" final com Dr. Dre entrega o dobro de recompensas

Elden Ring terá "situações loucas" que poderão ser evitadas por conta da liberdade

TeamGroup anuncia SSD PCIe5 com velocidades de até 13GB/s para final de 2022

Publicidade