Publicidade

REVIEW | ASUS PRIME H610M-E D4: placa-mãe baratinha para os Core de 12ª geração

Modelo é indicado para processadores Intel Core i3 e i5 da 12ª geração

28/05/2022 às 11:02 por Fabio Feyh
Reportar erro
Publicidade

Nessa review analisarei a placa-mãe ASUS PRIME H610M-E D4, um dos modelos mais baratos da ASUS, quando se trata de placas compatíveis com os processadores Intel Core de 12ª geração baseados no soquete LGA 1700. Ela utiliza o chipset de entrada da Intel para esses processadores, o Intel H610.

Site oficial da ASUS PRIME H610M-E D4
Link com modelos H610 da ASUS no Kabum!

A placa tem projeto bem simples, trazendo apenas as tecnologias básicas dessa plataforma. Como destaque, 8 controladores de fases, suporte a placas de vídeo PCIe 4.0 através de um slot x16, dois slots SSDs M.2 PCIe 3.0 (forçando modelos PCIe 4.0 a trabalhem em PCIe 3.0), além de conexão USB 3.2 Gen 1 e três conexões de vídeo, sendo uma HDMI 2.1. Por fim, como o nome sugere é uma placa com suporte para memórias padrão DDR4.

No Brasil a placa-mãe está custando atualmente cerca de R$700, mas pode aparecer em promoções com preços próximo de R$600, entre as mais baratas com esse chipset.


Tecnologias

Tecnologias presentes na ASUS PRIME H610M-E D4

Por se tratar de uma placa com chipset H610, e um dos modelos soquete LGA 1700 mais baratos do mercado, é natural que a ASUS PRIME H610M-E D4 traga apenas o que tem de crucial para essa plataforma. O projeto também deixa isso bem claro, é uma placa que busca o menor preço possível, economizado onde der, mas ainda assim mantendo um padrão mínimo da Asus, superior a fabricando que brigam bem lá embaixo em preços.

Placa é indicada para quem busca baixo preço para sistema com processador Core de 12ª geração

Publicidade

Abaixo uma imagem destacando algumas das principais características técnicas da ASUS PRIME H610M-E D4. Um ponto a ser destacado aqui é que essa não é uma placa-mãe indicada para uso combinado com um processador Core i5-12600 ou superior, mas sim com os modelos mais simples da linha Core i5 como o Core i5-12400 e especialmente os modelos Core i3, que não irão forçar de mais os componentes que não foram projetados para alta demanda de performance, que por tabela consomem muita energia e aquecem mais.

Especificações do chipset Intel H610

Chipset Intel H610 é o mais simples e limitado da série 600

O chipset Intel H610 é o mais simples e limitado dos 4 disponível na série 600 da Intel. Como principais desvantagens frente aos demais, ele não suporta memórias com frequências superiores ao limite do processador, no caso, DDR4-3200MHz. De outro lado, quem busca esse tipo de produto não vai investir em memórias com frequência acima disso, já que são mais caras e sem sentido no conceito de conjunto final de uma configuração de baixo custo.

Intel anuncia chipsets Serie 600 para processadores Core de 12º geração

Publicidade

Como é possível ver na tabela abaixo, o chipset H610 limitará o desempenho de SSDs PCIe 4.0, e também não suporta a tecnologia RAID e conexões USB 3.2 Gen2.


Fotos

Fotos da ASUS PRIME H610M-E D4

As fotos da placa mostram como é um projeto de placa com esse chipset, onde o conceito é manter o produto com preço atrativo e por isso as fabricantes não adicionam sequer dissipadores sobre os controladores de fases, aqui os centavos fazem a diferença frente o visual e tecnologias, já que é um tipo de produto que sai muito mais pelo que faz associado ao preço, ou seja, "quero uma placa-mãe barata para processadores Intel de 12ª geração, qual você tem?".

Na hierarquia de chipsets série 600, estão, em ordem, o H610, B660, H670 e Z690

Publicidade

Em se tratando do painel traseiro, o destaque fica por conta das três conexões de vídeo, sendo uma HDMI 2.1 e outra DisplayPort 1.4a, as versões mais recentes da atualidade, que garantem o que existe de melhor para os gráficos integrados da linha de processadores suportados. De resto, bem básica, inclusive trazendo as antigas PS2 para teclado e mouse.


BIOS

A interface de BIOS da ASUS segue o padrão dos últimos anos, como sempre destaco, entre as melhores - e se não a melhor - nesse quesito. Por se tratar de uma placa bem simples, sem opções de overclock e sequer uso de memórias com frequências acima do que as suportadas pelos processadores Core de 12ª geração, ou seja, máximo de 3200MHz.

DOWNLOAD BIOS ASUS PRIME H610M-E D4


Sistema Utilizado

Veja abaixo os detalhes do sistema utilizado na bateria de testes. Usamos o mesmo em todas as plataformas, com exceção da placa-mãe.

Máquinas utilizadas nos testes:
Todos os sistemas utilizaram os mesmos hardwares para os testes:

- Processador: Intel Core i5-12600K [análise]
- Placa de vídeo: MSI GeForce RTX 3080 Gaming X Trio [análise]
- Memórias: 32GB Kingston Fury DDR4 3200MHz (2x16GB) CL16
- SSD Kingston Fury Renegade 2TB PCIe4 [site oficial]
- Cooler: Cooler Master ML240L V2 RGB [site oficial]
- Fonte de energia (PSU): CoolerMaster V850 Gold [site oficial]

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 11
- GeForce 512.xx

Aplicativos/Games:
- 7-Zip
- AIDA64
- Cinebench R23
- Crystal Disk Mark 8
- 3DMark
- Red Dead Redemption 2 (Vulkan)
- Rainbow Six Siege (Vulkan)


AIDA
Confira abaixo a tela CPUID do aplicativo AIDA, com detalhes da placa-mãe e parte do sistema utilizado nos testes. As memórias utilizam a configuração máxima recomendada pelo CPU utilizado no teste default - neste caso, DDR4 3200MHz do Core i5-12600K. Vale destacar que esse mesmo processador também suporta memórias DDR5 em 4800MHz, mas para isso a placa-mãe precisa trazer suporte para esse padrão de memórias.

Para usar a frequência máxima das memórias, é necessário definir o perfil XMP na BIOS


Overclock

Na linha de chipsets Intel Serie 600 apenas o Z690 suporta overclock, logo não fizemos testes de overclock nessa review devido não ter suporte em placas H610.

Aquecimento dos VRMs
Apesar de não ter suporte para overclock, todos nossos testes consideram um processador relativamente potente, o Core i5-12600K com TDP de 125W base e 150W e busca justamente se diferenciar pelo suporte a overclock. Também testamos a temperatura dos VRMs com um cpu mais simples e que faz sentido para essa placa, o Core i3-12100F com TDP de 58W base e máximo de 89W.

As fotos foram tiradas com uma câmera termal da Flir, sendo a foto do lado esquerdo com um Core i3-12100F e do lado direito um Core i5-12600K. Reparem como processadores de TDP e níveis de desempenho diferente forçam os controladores de fases da placa quando em uso.


(Core i3-12100F e Core i5-12600K)


Testes

Testes de desempenho com a ASUS PRIME H610M-E D4

Consumo de energia
Fizemos os testes do sistema em modo ocioso e rodando o 3DMark, aplicativo que exige bastante do sistema. Começamos pelo teste com o sistema em modo ocioso (IDLE).

Rodando o 3DMark
Quando colocamos os sistema com vídeo integrado rodando o 3DMark, obtivemos os seguintes resultados de consumo:


Testes Sintéticos

Testes de desempenho
Fizemos uma série de testes de desempenho com o sistema, que você pode conferir abaixo. Comparamos a placa da ASUS com outros modelos do mercado, utilizando os mesmos componentes e fazendo exatamente os mesmos testes - com exceção de overclock, que é diferente em cada placa-mãe/sistema. E, nesse caso, como já repeti algumas vezes, não existe além da nossa placa principal.

AIDA64 
Iniciamos os testes de desempenho em aplicações com o AIDA64 e seu teste de memórias, mostrando o resultado de leitura, escrita, cópia e latência. Confira abaixo:

CineBENCH R23
O CineBench está entre os mais famosos testes de benchmark para processadores, baseado em um teste convertendo uma imagem.

7-Zip
O software de compactação 7-Zip se tornou um dos mais populares do mundo por se tratar de um aplicativo de código aberto. Ele possui também um benchmark interno que vem sendo muito utilizado para métrica de performance. Abaixo, o desempenho dos sistemas com ele:

CrystalDiskMark
O app CrystakDiskMark v8.x está entre os mais interessantes disponíveis para testar desempenho de drives de armazenamento de dados, especialmente SSDs. Abaixo os dados apresentados com ele utilizando um SSD NVMe PCIe 4.0 de alta velocidade, sendo o mesmo SSD utilizado em todas as placas.

Também incluímos um teste de temperatura, para mostrar como se sai o dissipador disponível na placa-mãe, considerando que a mesma tenha esse tipo de solução. O interessante desse teste é que o SSD testado precisa de uma solução de dissipação para funcionar bem em sua velocidade máxima, caso contrario pode ter desempenho comprometido.

3DMark
Como últimos testes sintético, utilizamos várias ferramentas do 3DMark para ver como alguns sistemas se comportam. E novidade: agora com um teste de velocidade da placa de vídeo e do barramento PCI-Express, um teste com o SSD PCIe 4.0 e também um teste com o processador, além do teste com a placa de vídeo.


Testes em games

Red Dead Redemption 2
Game da RockStar com belíssimos gráficos e uma boa referência para medir o comportamento de sistemas. Nosso teste considera o game rodando a API Vulkan.

Rainbow Six Siege
Depois de testarmos um game que usa mais a placa de vídeo, vamos a um teste que mostra mais diferença em processadores:


Conclusão

Vale a pena a placa-mãe ASUS PRIME H610M-E D4?

Placas com chipset de entrada tendem a trazer projetos bem simples, já que a busca maior é oferecer um produto com o preço mais baixo possível, e é isso que a PRIME H610M-E D4 entrega, placa-mãe com as tecnologias básicas e preço barato, se é que podemos falar que esses preços atuais são baixos.

Vejo essa placa e outras com esse chipset como opção apenas para quem vai montar um PC com um processadores Core i3 da 12ª geração, no máximo um Core i5-12400, mas não além disso. Dependendo o modelo do processador e a demanda que a aplicação fizer no sistema, alguns componentes podem ser muito exigidos e ela tem limitações nesse sentido, especialmente os controladores de fases como demonstramos nos testes de aquecimento, ultrapassando os 100 graus com um Core i5-12600K e seu TDP base de 125W chegando a 150W em turbo.

Não suportar SSDs PCIe 4 para mim não é algo que considero tão ruim em placas H610, já que não tem lógica um SSD desse nível em uma placa desse perfil, afinal esses SSDs são bem caros, então naturalmente uma mainboard baseada em um chipset intermediário como o B660 ou mesmo o Z690 são as opções indicadas. O desempenho do sistema vai mudar principalmente nesse cenário, de resto essa placa vai ter o desempenho de uma placa com chipset z690 utilizando um Core i3, até mesmo um Core i5, apesar de que a longo prazo a H610 poderá apresentar problemas com um CPU Core i5 ou mais forte pelas limitações dos componentes.

Modelo básico indicado para uso com processadores da linha Core i3

O ponto curioso é que a PRIME H610M-E D4 está custando atualmente em média R$700, mas a Kabum tem o modelo PRIME H610M D4 em promoção por R$629,90, placa que traz dissipador sobre os controladores de fases, e que apenas por isso já torna a placa mais atrativa se a ideia é utilizar um Core i5. É importante ficar de olho nessas promoções, como aconteceu nesse caso, é possível pagar menos por um produto melhor, mesmo que em pequenos detalhes.

Link de compra da placa PRIME H610M-E D4
Link de compra da placa PRIME H610M D4
Link de placas-mãe para processadores Intel soquete LGA 1700

Ficar de olho em promoções de modelos com chipset B660 garantem mais opções de upgrade futuro

Agora minha recomendação é optar por uma placa baseada em chipset B660 ao utilizar um processadores Core de 12ª geração, já que os modelos H610 são limitados em vários aspectos, de frequência de memórias a versão do PCIe, mas especialmente porque essas placas buscam preço baixo a qualquer custo e os projetos tendem a ser os mais básicos possíveis, já modelos B660 oferecem projetos um pouco acima, incluindo componentes melhores, além das tecnologias extras, que vai ser importante principalmente em eventuais upgrades e longevidade da placa.

PRÓS
CONTRAS
Publicidade
Assuntos
Análises Hardware Intel PC Games
Tags
motherboard placa-mae intel asus
CLIQUE PARA COMENTÁRIOS

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Driver AMD Radeon Adrenalin 22.6.1 chega otimizado para F1 22 + DOWNLOAD

Youtuber tenta fazer upgrade de MacBook Pro com chip M1 para M2

Square Enix confirma lançamento de Star Ocean: The Divine Force para outubro com novo trailer

AYANEO Next 2: primeiro console portátil com GPU Intel Arc ou AMD Radeon 6000

Asus e Gigabyte acreditam que vendas de placas-mãe cairão 25% nesse ano

Publicidade